A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
avaliando aprend. 4

Pré-visualização | Página 1 de 1

1a Questão (Ref.: 201601954803)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	Existem sociedades em que os indivíduos nascem numa camada social mais baixa e podem alcançar, com o decorrer do tempo, uma posição social mais elevada. Esse fenômeno é conhecido como:
		
	
	estratificação social
	
	estamentação
	
	castação
	 
	mobilidade social
	
	nenhuma das anteriores
		
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201601923603)
	Pontos: 0,0  / 0,1
	(Enem 2013) Na produção social que os homens realizam, eles entram em determinadas relações indispensáveis e independentes de sua vontade; tais relações de produção correspondem a um estágio definido de desenvolvimento das suas forças materiais de produção. A totalidade dessas relações constitui a estrutura econômica da sociedade - fundamento real, sobre o qual se erguem as superestruturas política e jurídica, e ao qual correspondem determinadas formas de consciência social (MARX, K. Prefácio à Crítica da economia política. In: MARX, K.; ENGELS, F. Textos 3. São Paulo: Edições Sociais, 1977, adaptado). Para o autor, a relação entre economia e política estabelecida no sistema capitalista faz com que
		
	 
	O proletariado seja contemplado pelo processo de mais-valia.
	
	A burguesia revolucione o processo social de formação da consciência de classe.
	 
	O trabalho se constitua como o fundamento real da produção material.
	
	A consolidação das forças produtivas seja compatível com o progresso humano.
	
	A autonomia da sociedade civil seja proporcional ao desenvolvimento econômico.
		
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201601817482)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	(Ueap 2011) Quanto ao objetivo da sociologia, analise as afirmativas que seguem: I. A sociologia deve se preocupar em somente explicar a sociedade. II. A sociologia tem como função encontrar soluções para a vida social. III. A sociologia tem como função buscar explicações para os problemas sociais. IV. A sociologia tem como única função encontrar soluções para a vida social. V. A sociologia tem também o papel de comparar as sociedades e proceder a classificação das mesmas.
		
	
	Apenas as alternativas I e IV são verdadeiras.
	
	Todas as alternativas são verdadeiras
	
	Apenas as alternativas I e V são verdadeiras.
	 
	Apenas as alternativas II, III e V são verdadeiras
	
	Apenas as alternativas I, II e III são verdadeiras.
		
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201601923660)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	(ENEM 2011) Na década de 1990, os movimentos sociais camponeses e as ONGs tiveram destaque, ao lado de outros sujeitos coletivos. Na sociedade brasileira, a ação dos movimentos sociais vem construindo lentamente um conjunto de práticas democráticas no interior das escolas, das comunidades, dos grupos organizados e na interface da sociedade civil com o Estado. O diálogo, o confronto e o conflito têm sido os motores no processo de construção democrática. (SOUZA, M. A. Movimentos sociais no Brasil contemporâneo: participação e possibilidades das práticas democráticas. Disponível em: http://www.ces.uc.pt. Acesso em: 30 abr. 2010 (adaptado) Segundo o texto, os movimentos sociais contribuem para o processo de construção democrática, porque
		
	
	determinam o papel do Estado nas transformações socioeconômicas.
	 
	pressionam o Estado para o atendimento das demandas da sociedade.
	
	aumentam o clima de tensão social na sociedade civil.
	
	privilegiam determinadas parcelas da sociedade em detrimento das demais.
	
	propiciam a adoção de valores éticos pelos órgãos do Estado.
		
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201601869888)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	A consciência coletiva é uma teoria desenvolvida pelo francês Emile Durkheim que consta em sua obra: Da divisão social do Trabalho, onde ele afirma que:
		
	
	A consciência coletiva se define a partir das consciências individuais dos membros de uma sociedade;
	 
	O conjunto das crenças e dos sentimentos comuns à média dos membros de uma mesma sociedade que forma um sistema determinado com vida própria;
	
	Os movimentos reivindicatórios, os conflitos, as revoltas deveriam ser contidos por uma moral religiosa;
	
	A consciência coletiva não tem relação com a moral vigente de uma sociedade, visto que, parte exclusivamente da consciência individual;
	
	Esta teoria define que todas as sociedade possuíam uma lei universal que sairia de uma sociedade simples a mais complexa;