A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Anatomia do Assoalho Pélvico

Pré-visualização | Página 1 de 1

PELVE E PERÍNEO 
A pelve é a parte do tronco ínfero-posterior do abdome, é a área de transição entre o tronco e os 
membros inferiores e é circundada pelo cíngulo do membro inferior que abriga os órgãos do sistema 
urogenital. Já o períneo refere-se a área do tronco entre as coxas e nádegas estendendo-se do cóccix até o 
púbis. 
 
 PELVE 
A pelve é envolvida por paredes musculares, ligamentosas e ósseas. Primeiramente, vamos estudar a pelve 
óssea (esqueleto da pelve) que é bastante resistente. Suas funções principais são transferir o peso da parte 
superior do corpo, do esqueleto axial para a parte inferior do esqueleto apendicular e opor-se à 
compressão e outras forças que resultam de seu suporte do peso do corpo e sua provisão de fixação para 
músculos vigorosos. Ela é formada por 4 ossos: os ossos do quadril, o sacro e o cóccix. 
 
 ABERTURAS DA PELVE 
1. Abertura superior da pelve: seus limites ósseos são o promontório e a asa do sacro, a linha 
arqueada na face interna do ílio, a linha pectínea e a crista púbica. 
2. Abertura inferior da pelve: formada pelo arco púbico (ângulo subpubico), túberes isquiáticos, 
ligamento sacrotuberal e o cóccix. 
 
 PELVE MAIOR E MENOR 
1. Pelve maior (falsa): localizada superiormente a abertura superior da pelve. 
2. Pelve menor (verdadeira): localizada entre as aberturas superior e inferior da pelve. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 PELVE MASCULINA x PELVE FEMININA 
DIFERENÇAS ENTRE A PELVE MASCULINA E FEMININA 
PELVE ÓSSEA MASCULINA FEMININA 
Estrutura geral Pesada e grossa Fina e leve 
Pelve maior Profunda Rasa 
Pelve menor Estreita e profunda Larga e rasa 
Abertura superior da pelve 
Cordiforme (em forma de 
coração) 
Oval e arredondada 
Abertura inferior da pelve Comparativamente pequena Comparativamente grande 
Arco púbico e ângulo subpúbico Estreitos Largos 
Forame obturado Arredondado Oval 
Acetábulo Grande Pequeno 
 
 
 
 CAVIDADE PÉLVICA 
Apresenta forma de funil e é contínua com a cavidade abdominal e é angulada posteriormente a partir 
dela. Apresenta como limites: 
a. Limite inferior: diafragma da pelve (músculofascial) – musculatura que recobre a abertura inferior 
da pelve. 
b. Limite posterior: cóccix e a parte inferior do sacro. 
c. Teto: parte superior do sacro. 
 
 
 
 
 
 
PAREDES DA CAVIDADE PÉLVICA 
a. Parede anteroinferior: formada pelo púbis. 
b. Paredes laterais: formada pelos ossos do quadril, membrana obturadora e pelo músculo obturador 
interno. 
c. Parede posterolateral e teto: formado pelo músculo piriforme, sacro, cóccix, ligamentos sacroiliaco 
anterior, sacroespinal e sacrotuberal. 
 
 
 MÚSCULOS DO ASSOALHO PÉLVICO 
O assoalho da pelve é formado pelo diafragma da pelve, que é constituído pelos músculos levantador do 
ânus, coccígeo e pela fáscia, que recobre as faces superior e inferior desses músculos. Além disso, o 
músculo levantador do ânus consiste em 3 partes: pubococcígeo, puborretal e iliococcígeo. 
 
Hiato urogenital: 
corresponde as 
aberturas do assoalho 
pélvico, ou seja, 
uretra, reto e canal 
vaginal (nas 
mulheres). 
 
Obs: O músculo 
levantador do ânus 
forma uma alça 
muscular para 
suportar as vísceras 
abdominopélvicas; 
resiste a aumentos de 
pressão intra-
abdominal; e ajuda a 
estabilizar as vísceras. 
 
MÚSCULOS DO ASSOALHO PÉLVICO 
MÚSCULO ORIGEM INSERÇÃO AÇÃO INERVAÇÃO 
Levantador do 
ânus (puborretal, 
pubococcígeo, 
iliococcígeo) 
Corpo do púbis, 
arco tendíneo da 
fáscia obturatória, 
espinha isquiática 
Corpo do períneo, 
cóccix, corpo 
anococcígeo e 
canal anal 
Sustenta as 
vísceras pélvicas 
3º ao 5º ramo 
anterior dos 
nervos sacrais 
Coccígeo Espinha isquiática Cóccix e sacro 
4º e 5º ramo 
anterior dos 
nervos sacrais 
 
 
 PERÍNEO 
O períneo corresponde a região entre as coxas, delimitado pelas faces mediais da coxa, o púbis e a fenda 
interglútea. Uma linha transversa que une as extremidades anteriores dos túberes isquiáticos divide o 
períneo em dois triângulos: 
a. Trigono anal: contendo o ânus e o espaço posterior a essa linha. 
b. Trigono urogenital: contendo a raiz do escroto e pênis nos homens ou os órgãos genitais externos 
nas mulheres, além do espaço anterior a essa linha. 
 
Obs: Fossa isquioanal – são grandes espaços cuneiformes revestidos por fáscia entre a pele da região anal 
e o diafragama da pelve. Essa fossa é composta de gordura que auxilia no preenchimento. 
 
 MÚSCULOS DO PERÍNEO 
Os músculos do períneo são responsáveis por promover a ereção e controlar a eliminação de fezes e urina, 
além disso, são extremamente importantes durante o momento do parto nas mulheres. São eles: 
o Esfíncter externo do ânus 
o Bulboesponjoso 
o Isquiocavernoso 
o Transverso superficial do períneo 
o Transverso profundo do períneo 
o Esfíncter externo da uretra
Ponto central do períneo – formado pelo corpo 
do períneo que corresponde ao entrelaçamento 
de fibras dos músculos bulboesponjoso, 
esfíncter externo do ânus e transversos 
superficial e profundo do períneo. 
MÚSCULOS DO PERÍNEO 
MÚSCULO ORIGEM INSERÇÃO AÇÃO INERVAÇÃO 
Esfíncter externo 
do ânus 
Pele e fáscia ao 
redor do ânus e 
corpo anococcígeo 
Corpo do períneo 
Controla a eliminação das 
fezes 
Nervo 
pudendo 
Bulboesponjoso 
Homem: bulbo do 
pênis e corpo do 
períneo 
Mulher: corpo do 
períneo 
Homem: corpo 
esponjoso e 
corpo cavernoso 
do pênis 
Mulher: arco 
púbico e corpo 
cavernoso do 
clitóris 
Esvazia o canal da uretra 
Auxilia na ereção de ambos 
Sustentação do corpo do 
períneo (assoalho pélvico) 
Estreita a entrada vaginal 
Isquiocavernoso 
Túber isquiático e 
ramo isquiopúbico 
Raiz do pênis ou 
do clitóris 
Retarda o retorno do 
sangue para as veias, 
mantendo a ereção 
Transverso 
superficial do 
períneo 
Corpo do períneo 
Sustentação das vísceras 
pélvicas 
Transverso 
profundo do 
períneo 
Corpo do períneo 
e esfíncter 
externo do ânus 
Sustentação das vísceras 
pélvicas 
Esfíncter externo 
da uretra 
Envolve a parte 
membranácea da 
uretra 
Rafe mediana 
onde se encontra 
com o músculo 
correspondente 
do lado oposto 
Envolve e atua como 
constritor da uretra nessa 
região