A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
27 pág.
APS 906Q/433X

Pré-visualização | Página 1 de 5

30/10/11 Sistema Integrado - UNIP
Exercício1 Exercício2 Exercício 3 Exercício 4 Exercício 5 Exercício 6 Exercício 7
Exercício 8 Exercício 9 Exercício 10
Uma partícula executa MHS com frequência fo = 5Hz. Para t = 0,1 s ele passa pela origem e sua
velocidade é 10,88 m/s.A fase inicial e a arrplitude valem, respectivamente:
.6.\ t 5f1 1 V I t r'(-', 'I .
0.7 m e TT/2 rad
f . . t I ~-~- , 0/
0.346 m e TT/2 rad
OC)
5m e TT rad
CD)
0,5 m e TT/4 rad
OE)
" I
I
o m e 2TT rad
-
/.
Sugestão
Uma partícula de massa m = 80 g, apoiada em superfície horizontal lisa, é ligada a duas molas
helicoidais leves de constantes elásticas k1 = 2 kN/m e k2 = 6 kN/m, conforme o esquema abaixo.
A configuração do esquema é de equilíbrio. Desloca-se a partícula segundo o eixo Ox, e abandona-
se-a. Determinar a frequência das oscilações.
k 1 ri
'oIJOOo'
f .) k 2
I I----~'~a~~~~---o · ()
••x
OA)
60 Hz
~
(~
50,32 Hz
online.unip.br/flash/frmSistema.aspx ;( 4--( ,----
--
lt
~.~.~,.,.
1/8
f-=~ • P-SO)JJhI
OC)
30/10/11 Sistema Integrado - UNIP
120 Hz
é) O)
80 Hz
ãE)
2,5 Hz
Sugestão
Um corpo de massa 400 9 realiza rrovírrento harrrôníco sírroles, obedecendo à equação
horária: y = 8.10 -2 COS [ (TTj4).t + TTj6] ( 5.1).
A energia potenciai para t = 8s, vaie:
é) A)
r[l-,gA----
'( --~.IÓ" ~(.r .1{(EP) = 6,30.10-4 J
08)
(EP) = 8,4.10-4 J
é) C)
(EP) = 9,8.10-4 J
y-= ,o
) l :J.- r;L
(0)
(EP) = 4,7.10-4 J
(EP) = 5,92.10-4 J
€ - O,(X) 5 J
Sugestão
Considere o circuito RLC série anexo. O fator de potência da bobina vale:
online.unip.brlflash/frmSistema.aspx 2/8
c= 4, IlF
A A A .Ao I\. " A ft. ===..ji~a~.iPl.~.X""'''-===;==r==~1II V V V """U---.lu V V V ~ ~ UIIUUU luC(~'=~=40=Y=V=='
I u~--------------------_'~~------------------------
30/10/11
ôA)
0,866
(8)
0,5
OC)
0,707
OD)
0,92
Sistema Integrado - UNIP
R= 100g r=360 L = 1l,5mH
f = i.~kHz
Xc =-L I - -::- - -- ,
(pc óJ{ífC - 7f • I. s:.. ID . t r. fÓ
;{= u<' ~L-Xi;, :J~
-:.I.
x.J,~ú..J.L-tJf{ .L-=
U:. -:1.
0,315 Ú }
801)' Ull
g I ~ .:; jD ., V,e;" I
Sugestão - 31S- ,-
online.unip.brlflash/frmSistema.aspx 3/8
30/10/11 Sistema Integrado - UNIP
Uma onda eletromagnética plana. que se propaga no vácuo possui o vetar
campo ~I~trico dado por: i = Em sen ( k X - 6J t ) J (S1). O vetar campo
magnético B da onda, em Tesla, vale:
Dados :c = 3JOS 11'1 S , 6J = 600 J[ rad s
éO = 8,85.1O-L (SI) ,J.lo = 4;r .10- - H ' m
Em = 300 Ir ~ ') 2m , .1"1=_11'1
Fórmulas: E = Em sen (k x- 6J t) üE
C:J=KC,
- E Bs=--
f.Jo
B
fi rn .:é~ '3lTJ -~- .~- -- 3. "01C
f.
1t-~UJ
......, ....,
'O" ilU-- --- lC.
~-: - (,;/.,e;x-'" Il'. .. )J,IO
OA)
B = 4.1 0-6 sen ( 2 TI.10-6 X - 600 TI t ) k
~ B = 1.10-6 sen ( 2 TI.10-6 X - 600 TI t ) k
OC)
B = 1 .1 0-6 sen ( 2 TI X - 600 TI t ) k
00)
B = 1.10-8 sen ( 2 TI.10-6 X - 600 TI t ) k
OE)
B = 300 sen ( 2 TI.10-6 X - 600 TI t ) k
Sugestão
Consdere o enunciado abaixo.
online.unip.brfflash/frmSistema.aspx 4/8
30/10/11 Sistema Integrado- UNIP
Uma barra AS ~ esbelta. homogênea. tem oomp rimento",AB = o.a.m e massa m = 6.0 kg.
Ela é posta a oscilarlivrementle em um plano vertical. por efeito do peso. com pequena amplitude.
em torno do ponto de suspensão S tal que AS = 0.2 m. Dá-se 9 = 10 m/S=:-.
Desprezando dissipacão. aual o período TI' das oscilacõeS? Imerae-se um seamento inferior da
baria em água. quê aÍnorte·çe as oscllações~ O pseudo-período obsérvado é T ~ 1.8 s. Calcular o
parâmetro de amor1ecimento r.
J =rnAB +mb
12
T = 28 I J, ••••oh, --0- 28W =-T 2nT.
J..
?
OA) r: -;;;.t1.7t --m1t!3 I- "l'fIbI.J--
1,9597ó s e 8,5384 rad/s ab
(8)
To~J...fY O,
.2-
3,95976 s e 15,5384 rad/s
OC)
10,95976 s e 2 5,5384 rad/s
1,357 s e 3,04 rad/s
ÕE)
6,95976 s e 1,5384 rad/s
Sugestão
7. . Tau
=-----
13 S • J,
::
1
1.-
- t
Um pêndulo simples tem corrorírrento I = 98, 1 em e massa m = 50 g. A gravidade local é 9 = 981
cm/s2 . O pêndulo oscila com amplitude pequena. O período das oscilações supondo que o meio
seja glicerina (c = 0,20 N.m.s ), vale:
online.unip.brlflash/frmSistema.aspx 5/8
30/10/11 Sistema Integrado - UNIP
Ta =2,56~ Á-;. rt. i c. 'h-1
'h'1: SOá
~ - cr s I C?rI/' l"
To -;lU' _.f
~
To, ;}1~i
1. ss
r;. ~ 01
08)
Ta = 12,56 s
Ta :;;;1,56 s
I O O)
Ta = 8,56 s
~E)
Ta = 12,56 s
Sugestão
Te... :. fi---.AI:v
r
sofre edução de 50%. Pede-se coeficiente de resistência \1scosa e o decremento logarítmico.
OA) ~-v~.. ~ I
/}y) :; JlJ t.~
20, 6932 N.sjm e 0,32
p= .r&i\..
08) -0,732 N.sjm e 5, 06932
OC)
, -;;: I:r:
0.0 <7~ .. 1 -,4, 6932 N.sjm e 2, 06932 J)
C--
2,772 N.sjm e O, 06932
"" .- \VC}
O, 1932 N.sjm e 0,4 06932
Sugestão
10
Ü ânguio de torção em função àa corrente i para duas bobinas, varia conforme o gráfico anexo.ü
número de espiras N 2 da bobina 2 vale:
online.unip.brmash/frmSistema.aspx
Bobina 1 ( N 1 = 15 espiras, R 1 = 0,4 m) , Bobina 2 ( N 2 = 10, R 2 = 0,8 m)
6/8
30/10/11
A relação Bl/ B 2 considerando I 1 = 10 A e I 2 = 5 A, vale:
Sistema Integrado - UNIP
OA)
2
r<§])
6
OC)
8
"'" '"' \VUJ
10
VE)
3
Sugestão
+A9 / 1
10 t..-7f -..-.-..-..-..- ! 2
~
:. .
O~ !
O 2 6
I (A) •
N.J-/A. .T1.-
3~ cJ.lY .J
[t~ -,..., J... '/-( <I .J.J.
I\~ o'V"_ •...orr-nor ..-1_ ,",0."_'" ''''''''''11,...:;_ ~~,...""~ •.• ,...~ D o ri,..,. ,...~""""'__ ol~ •.•...i,..._ C "~~ II~~ __ rl~
r-t.:J '-"'t-'I'-~~V'-.:JI \".IV " ",,\,.VI IIIUU~UV IIILI~I''-'-I,",U ••• '- \.AV '-UI"pU \"1'-'-'I'\.,oV •• t-'UIU \".II'IU VII...,IU
eletromagnética progressiva é dada por:
B = 6.10-8 sen (2.TT.1O-8 y- 4.TT.107 t) i (S.l).
E = 18 sen (2.TT.1O-8 y- 4.TT.107 t) k (5.1)
A expressão do vetor de Poynting (SI) é dada por:
Fórrrarle :
OA)
- , __ , ., •.• _-7,
::t =l eXD) I l~.TT• .I.U - )
5 = 85/9 sen? (2.TT.1O-8 y- 4.TT.107 t) j (5.1).
online.unip.brlflash/frmSistema.aspx 7/8
30/10/11 Sistema Integrado - UNIP
s= 0,859 sen2 (2.TT.1O-8 y- 4.TT.107 t) j (5.1).
De)
s = 5,4 sen2 (2.TT.1O-8 y- 4.TT.107 t) j (5.1).
or»
s = 10,6 sen2 (2.TT.1O-8 y- 4.TT.107 t) j (5.1).
o E)
S = 1,8 senL (2.TT.1O-8 y- 4.TT.107 t) j (5.1).
Sügestãü
~ Você já respondeu e acertou este exercício! (Resposta: B)
1
~onfirma
5:- (J9 71 (~r;-." - ~y - f rr, I "1- ) k ). (,.
~~.lo·1
~ (~ ~ I. :J ) •"n :J.u.IDy.{~1
online.unip.brlflash/frmSistema.aspx
_ I.. 1- )
• ( ;1Ir Ia 't - 'I if . 'O " J
8/8
Exercício Página 1 de 9
exerclclo1 Exercido2 Exercido3 Exercido" Exerclclo5 Exercido6 exercIdo7 exercido8 Exerclclo 9 exercido10 Exerck:to11 exercido12
exercido13 exercido14 ExercJclo15
Os blocos ilustrados a seguir têm massas ml e ma. A massa da polia dupla é M e seus raios são respectivamente Rl e R2 . Desprezar a massa da
corda e admitir Que não há escorregamento entre a corda e a polia. Considere a aceleração da gravidade local igual a 9 = 10 m/s2. A aceleração do
bloco de massa ml vale aproximadamente, em m/s2:
Dados: ml = 10 kg m2 = 20 kg M = 50 kg Rl = 0,2 m R2 = 0,5 m
A)
2,45
~
1,82
C)
0,28
D)
4,55
E)
Sugestão
131 (,\(0 J.-
fA- -ÍJ - rfflO! .1
_ .•) I_f!),~o/...
'J- ,()['-~d-.... t lD
J
T.
(s« - J ' I S" - I ~ I .r
10') riX - 5n - J S :-{,
S'l (3,1)0<.,
fI...::; -:) ()
/3 =s:
~-3/6'3
Gt,.;.-cX.-R-
a,...:::. 3/b3~tf}t')
0-...- j,8.;L
O momento de inércia da polia dupla ilustrada é ICM = 20 kg.m2. O raio extemo é R2 = O,60m e o raio intemo é Rl = 0,25m. O bloco de massa m = 7
kg esta preso a polia por uma corda e é abandonado em repouso. Adotar 9 = 10 m/52. A velocidade angular da polia após o bloco executar
deslocamento de 4 m vale aproximadamente, em rad/s:
m
G
5,25
B)