A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
Jogos e brincadeiras I

Pré-visualização | Página 1 de 2

Revisar envio do teste: QUESTIONÁRIO UNIDADE I 
Jogos e Brinquedos na Infância 6568-40_54202_R_20181_02 CONTEÚDO 
Usuário nedir.batista @unipinterativa.edu.br 
Curso Jogos e Brinquedos na Infância 
Teste QUESTIONÁRIO UNIDADE I 
Iniciado 03/04/18 18:59 
Enviado 03/04/18 19:01 
Status Completada 
Resultado da 
tentativa
5 em 5 pontos   
Tempo decorrido 1 minuto 
Resultados exibidos Todas as respostas, Respostas enviadas, Respostas corretas, Comentários, Perguntas 
respondidas incorretamente 
Pergunta 1 
Resposta Selecionada:
e.
Respostas:
a.
b.
c.
d.
e.
Feedback da 
resposta:
(VUNESP-2012) Toda brincadeira é uma imitação transformada, no plano das emoções 
e das ideias, de uma realidade anteriormente vivenciada. A brincadeira é uma ação 
que ocorre no plano da imaginação, portanto, é correto afirmar que aquele que 
brinca:
Domina a linguagem simbólica.
Faz um movimento de reversibilidade.
Desenvolve a capacidade de aprendizagem sistematizada.
Possui pleno domínio da linguagem motora.
Adquire a sua independência.
Domina a linguagem simbólica.
Alternativa: E Comentário: significa que a criança já tem repertório 
simbólico construído sobre a realidade. Apesar dela não contar com a 
presença dos objetos e pessoas já sabe que elas existem.
Pergunta 2 
CONTEÚDOS ACADÊMICOS BIBLIOTECAS MURAL DO ALUNO TUTORIAISUNIP EAD
0,5 em 0,5 pontos
0,5 em 0,5 pontos
nedir.batista @unipinterativa.edu.br 51
Resposta Selecionada:
c.
Respostas:
a.
b.
c.
d.
e.
Feedback da 
resposta:
(VUNESP/FUND1105/001) Leia a citação a seguir.
“O uso do brinquedo/jogo educativo com fins pedagógicos remete-nos para a 
relevância desse instrumento para situações de ensino-aprendizagem e de 
desenvolvimento infantil. Se considerarmos que a criança pré-escolar aprende de 
modo intuitivo adquire noções espontâneas, em processos interativos, envolvendo o 
ser humano inteiro com suas cognições, afetividade, corpo e interações sociais, o 
brinquedo desempenha um papel de grande relevância para desenvolvê-la [...].” 
(KISHIMOTO, Tizuko M. “O jogo e a educação infantil”. In: KISHIMOTO, Tizuko M. (org.) 
“Jogo, brinquedo, brincadeira e educação”. 9. ed. São Paulo: Cortez, 2006, p. 36)
I- O brinquedo/jogo permite uma ação intencional, a construção de representações 
mentais, a manipulação de objetos e o desempenho de ações sensório-motoras e 
trocas nas interações sociais.
II- O brinquedo/jogo possibilita o desenvolvimento da afetividade, da cognição, do 
aspecto físico e social.
III- O brinquedo/jogo contribui para a aprendizagem e o desenvolvimento infantil, com 
função lúdica.
IV- O brinquedo/jogo potencializa a exploração e a construção de conhecimento, por 
conta exclusivamente da motivação externa.
V- O brinquedo/jogo possui duas funções: a lúdica, por meio da qual proporciona 
diversão, e a educativa, por meio da qual proporciona construção de conhecimentos.
Está correto o contido em:
I, III e V.
I, II e V.
I, III e IV.
I, III e V.
II, IV e V.
III, IV e V.
Alternativa: C Comentário: Kishimoto afirma que todo brinquedo é 
educativo, na medida em que a interação da criança com ele leva a 
criança a discutir seus conhecimentos, experimentar situações novas, 
aprender a partir da exploração.
Pergunta 3 
Resposta 
Selecionada:
c.
Respostas: a.
b.
c.
d.
e.
Feedback da 
resposta:
Após você ter definido jogo, responda entre as alternativas a seguir qual é conceito de 
brinquedo.
Brinquedo supõe uma relação com a criança e uma indeterminação 
quanto ao uso, ou seja, a ausência de regras que organizam sua 
utilização. Estimulante material para fluir o imaginário infantil.
Brinquedo é associado a uma natureza primitiva do indivíduo. Tem 
uma determinação de uso, tem regras claras.
Brinquedo não está relacionado a um objeto significativo, e sim a 
um objeto de desejo.
Brinquedo supõe uma relação com a criança e uma indeterminação 
quanto ao uso, ou seja, a ausência de regras que organizam sua 
utilização. Estimulante material para fluir o imaginário infantil.
Brinquedo não é um objeto, tem regras claras e é usado somente 
por crianças.
Estimulante material para fluir o imaginário infantil associado ao 
homem primitivo.
Alternativa: C Comentário: a criança é quem decide como usar o 
brinquedo, o adulto não pode determinar o uso que a criança vai 
fazer do brinquedo.
Pergunta 4 
Ariès (1989) conclui que do século XVI ao século XVIII há certa ambiguidade em torno 
da origem dos brinquedos e aponta que:
I- Está consumado o brinquedo como objeto da infância.
II- Nota-se que nessa época não havia distinção entre brinquedos de meninas e de 
meninos, como exemplo a boneca era brinquedo de ambos os sexos.
0,5 em 0,5 pontos
0,5 em 0,5 pontos
Resposta Selecionada:
d.
Respostas:
a.
b.
c.
d.
e.
Feedback da 
resposta:
III- A infância se abastece de objetos abandonados pelo adulto.
Escolha a alternativa correta:
I e II
I
II
III
I e II
I e III
Alternativa: D Comentário: o brinquedo torna-se o objeto que a 
criança usa para brincar. Há o reconhecimento da infância como uma 
fase da vida diferente da do adulto.
Pergunta 5 
Resposta Selecionada:
b.
Respostas:
a.
b.
c.
d.
e.
Feedback da 
resposta:
Bachelar (1998, pp. 93-137) considera que as imagens que sobrevêm da infância nos 
aparecem como dois elementos que constantemente estão nos levando ao mundo 
das lembranças e da infância. Para nós, professores da Educação Infantil, é importante 
nos percebermos como pessoas que brincam e lembram suas brincadeiras e 
brinquedos e seus tempos de jogos com os amigos. Nós nos recordamos com carinho 
daquilo que mais nos agrada. Quais são esses elementos imagéticos?
Memória e a imaginação.
Memória e o esquecimento.
Memória e a imaginação.
Memória e o brinquedo.
Memória e a alegria.
Memória e a leitura.
Alternativa: B Comentário: são os recursos cognitivos que nos 
permitem nos construir como pessoa humana e que nos dá 
0,5 em 0,5 pontos
identidade. É pela memória e imaginação que percebemos e 
conhecemos o mundo.
Pergunta 6 
Resposta 
Selecionada:
d.
Respostas:
a.
b.
c.
d.
e.
Feedback da 
resposta:
De acordo com Brougère (2004), o que são jogos educativos?
Jogos que envolvem memória, atenção e raciocínio simples.
Jogos sem estrutura de acordo com etapas de criatividade.
Jogos centrados na formação de competidores.
Jogos que envolvem dias e horários semanais.
Jogos que envolvem memória, atenção e raciocínio simples.
Jogos que envolvem somente estrutura e memória.
Alternativa: D Comentário: são atividades que devem ser 
desenvolvidas pelos participantes do jogo e que envolvem 
conhecimentos que precisam da memória, da atenção e de raciocínio 
simples para o desenvolvimento do jogo.
Pergunta 7 
Resposta 
Selecionada:
e.
Respostas:
Definir o jogo não é uma tarefa fácil, pode-se estar se referindo a jogos de adultos, 
crianças, adivinhas, xadrez, entre outros. Embora recebam a mesma denominação, 
têm suas especificidades. Brougère e Henriot apontam três níveis de diferenciação, o 
jogo pode ser visto como:
O resultado de um sistema linguístico dentro de um contexto 
social, um sistema de regras e um objeto.
0,5 em 0,5 pontos
0,5 em 0,5 pontos
a.
b.
c.
d.
e.
Feedback da 
resposta:
Uma participação ativa de crianças no mundo adulto e no mundo 
das ideias.
O resultado de ações em um contexto de brincadeira, de 
emoções e força.
O resultado de um sistema ambiental fora de um contexto social, 
sistemático e orgânico.
Sistema de regras, emoções e contradições.
O resultado de um sistema linguístico dentro de um contexto 
social, um sistema de regras e um objeto.
Alternativa: E

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.