Psicologia
12 pág.

Psicologia


DisciplinaIntrodução à Psicologia1.001 materiais15.074 seguidores
Pré-visualização3 páginas
de as afastar.
Fases do Desenvolvimento Psicossexual
Oral (até aos 12-18 meses) \u2013 o prazer autodirigido está relacionado com a cavidade oral (boca). Tem como finalidade a ingestão de alimentos.
Anal (até aos 3 anos) \u2013 o centro de prazer autodirigido situa-se na zona esfíncter-anal e tem como finalidade a retenção ou libertação das fezes e urina.
Fálica (até aos 6 anos) \u2013 o centro de prazer autodirigido está situado no clítoris (no caso das meninas) ou na glande (no caso dos meninos). Ocorre o desfecho do complexo de Édipo/Electra e a criança passa a identificar-se com o cuidador do mesmo sexo.
Latência (até à puberdade) \u2013 não há uma reorganização da sexualidade, havendo portanto um acalmar das pulsões.
Genital (até à idade adulta) \u2013 as pulsões estão direcionadas para a parte genital do homem ou da mulher, e o prazer deixa de ser autodirigido.
Desenvolvimento Psicossocial (Erikson)
Freud:
	- Critério associado à evolução da sexualidade \uf0e0 desenvolvimento psicossexual
	- Etapas de desenvolvimento terminam na adolescência
	- Fases determinantes: até aos 5 anos
Erikson:
	- Critério associado às influências do meio \uf0e0 desenvolvimento psicossocial
	- O desenvolvimento psíquico acompanha toda a vida do ser humano
	- Fase crucial: adolescência
	- O conceito de crise é nuclear
Behaviorismo
Watson \u2013 o comportamento deveria ser a única preocupação da Psicologia e o seu estudo devia ser a própria definição de Psicologia.
Método experimental \u2013 isolamento de variáveis e observação de dois ou mais grupos com apenas uma variável distinta entre eles, e confrontar o comportamento dos vários grupos.
Watson considerava inútil a noção de consciência e, consequentemente, criticava a utilização do método introspetivo
Uma só Psicologia, não há diferença entre Psicologia humana e Psicologia animal
O behaviorismo apresenta-se como distinto das correntes de pensamento anteriores: do estruturalismo e do funcionalismo.
Enquadra-se no contexto mecanicista, sendo declarado como um ramo experimental puramente objetivo da ciência natural, e no contexto da Psicologia animal.
O objeto do behaviorismo é assumido como inovador, direcionando-se para o comportamento (em termos de estímulo e resposta) e não para a consciência.
O objetivo da Psicologia behaviorista é a previsão e o controlo do comportamento.
	DICOTOMIA INTERNO vs. EXTERNO
	Wundt (estruturalismo)
	Watson (behaviorismo)
	Privilegia a dimensão humana interna não diretamente observável e apenas acessível ao próprio indivíduo através da introspeção (processos mentais conscientes)
	Privilegia a dimensão humana externa e diretamente observável através da experimentação (comportamento)
	Procuram determinar a estrutura e decompor o seu objeto de estudo (consciência ou comportamento) em elementos ou partículas elementares (atomismo psicológico)
Pavlov
Condicionamento Clássico
Condicionamento \u2013 o mais elementar dos processos de aprendizagem; consiste em estabelecer associações entre sequências de estímulo/resposta, das quais resulta uma mudança estável do comportamento. Pressupõe processos de generalização e de discriminação de estímulos.
Os comportamentos adquiridos por condicionamento podem ser removidos ou extintos por dessensibilização sistemática.
Thorndike
Condicionamento Operante
As ações não são passivas, são instrumentais, isto é, são realizadas intencionalmente com um propósito.
- Aprendizagem por ensaio e erro \u2013 a solução do problema é encontrada por tentativas aleatórias sucessivas
- Aprendizagem progressiva \u2013 diminuição gradual do tempo necessário para abrir o mecanismo
- Motivação
O condicionamento operante é assim um processo de aprendizagem em que as consequências de uma ação condicionam a probabilidade de ela se realizar no futuro.
Behaviorismo depois de Watson
A escola de pensamento behaviorista pode ser estudada em três momentos:
	- Fundação \u2013 põe em relevo o papel de Watson e a sua determinação em romper com o objeto de estudo defendido pelo estruturalismo e funcionalismo
	- Neobehaviorismo \u2013 salienta os trabalhos de Skinner sobre o condicionamento operante
	- Sociobehaviorismo \u2013 enfatiza as pesquisas de Bandura e a sua preocupação em retornar ao estudo dos processos cognitivos.
Neobehaviorismo
Skinner: - Teoria do Condicionamento Operante
 - Esquemas de Reforço
 - Não são tidas em conta as variáveis internas (organismo) nem a relação do indivíduo com outros indivíduos.
	CONDICIONAMENTO CLÁSSICO
	CONDICIONAMENTO OPERANTE
	A resposta depende exclusivamente da associação de um estímulo artificial a um estímulo natural \uf0e0 PAVLOV
	Criação ou invenção de uma resposta para a obtenção de um objetivo derivado da perceção de um estímulo natural \uf0e0 THORNDIKE/SKINNER
Lei da Aquisição \u2013 a força de um comportamento operante aumenta quando este é seguido por uma resposta reforçadora.
Sociobehaviorismo
O extremo positivismo e a oposição ao caráter explicativo da Psicologia do neobehaviorismo foram alvo de críticas.
Bandura questionava a ausência total da consideração dos processos mentais e cognitivos na abordagem de Skinner.
Bandura:
	- Teoria social da aprendizagem
	- Reforço vicariante \uf0e0 Contexto Social
	DICOTOMIA INDIVIDUAL/SOCIAL
	Watson
	Skinner
	Bandura
	Behaviorismo
	Neobehaviorismo
	Sociobehaviorismo
	Investigam a aprendizagem enquanto aquisição individual de comportamentos
	Valoriza a dimensão social da aprendizagem
	De forma mais ou menos radical defendem o determinismo do comportamento e acentuam o papel da aprendizagem, do meio e da experiência.
Continuidade vs. Descontinuidade \u2013 o behaviorismo tem uma perspetiva mecanicista, logo, privilegia uma conceção continuista do desenvolvimento psicológico.
Gestaltismo
Gestalt = Forma \uf0e0 Wertheimer, Köhler, Kofka \uf0e0 crítica ao atomismo
Duas linhas de contestação à Psicologia da consciência (associacionista e estruturalista):
	- Contra a consciência como objeto \uf0e0 Behaviorismo
	- Contra a conceção atomista de consciência e de comportamento (por isso, também, contra o behaviorismo de Watson) \uf0e0 GESTALTISMO \uf0e0 \u201co todo NÃO é igual à soma das partes\u201d
\ufffd
Ponto de partida do Gestaltismo \uf0e0 Estudos de Wertheimer sobre a perceção:
	- A perceção não é redutível a uma soma de elementos sensoriais simples
	- A perceção é antes do mais a apreensão de uma forma (gestalt)
	- A perceção dessa forma ou estrutura não é aprendida, é INATA, deriva da nossa estrutura fisiológica (contra a perspetiva behaviorista)
	- Tendência para a boa forma (pregnância)
Vemos formas completas
	- Toda a perceção implica uma distinção e relação forma/fundo
Alargamento do campo de estudo do Gestaltismo:
- Köhler \u2013 estudos/experiências com chimpanzés sobre a inteligência enquanto capacidade de resolução de problemas:
- reestruturação do campo percetual \uf0e0 capacidade de adaptação 
- compreensão súbita (insight) \uf0e0 resolução do problema
	O PRIMADO DO TODO
Dicotomia INATO (interno) vs. ADQUIRIDO (externo):
	- Gestaltismo (em oposição ao behaviorismo), privilegia o inato (os fatores internos, de base fisiológica)
Dicotomia PARTE vs. TODO:
	- Gestaltismo (em oposição à Psicologia da consciência, de Wundt, e ao behaviorismo, de Watson), privilegia o todo.
Quadro-resumo
	Estruturalismo (Wundt)
	Behaviorismo (Watson)
	Psicanálise (Freud)
	Elege a consciência como o objeto de estudo privilegiado da Psicologia
	Retira à consciência e aos processos mentais valor científico
	Revoluciona a investigação dos processos mentais ao introduzir o conceito de inconsciente
	O ser humano é concebido como um ser que racional e objetivamente acede aos seus conteúdos mentais (conscientes)
	O ser humano é reduzido a um ser simples e mecânico que passivamente reage aos
Sebastiana Reis
Sebastiana Reis fez um comentário
políticas públicas
1 aprovações
Carregar mais