6 MOD215 - 2014 - ESTUDANTE
12 pág.

6 MOD215 - 2014 - ESTUDANTE


DisciplinaProcesso de Envelhecimento19 materiais645 seguidores
Pré-visualização3 páginas
do que remediar CCS 3
a
. feira 
14/10/14 14:00-18:00 
Todos 
Estudo orientado 
4a. feira 
15/10/14 8:00- 18:00 Todos FERIADO \u2013 DIA DO PROFESSOR 
08:15-12:00 Habilidades \u2013 ver cronograma 5a. feira 
16/10/14 14:00-18:00 Todos PIN2 - ver cronograma 
08:15-12:00 Todos Grupos Tutoriais: Problema 08 - Nem sempre é 
 Alzheimer CCS 6a. feira 
17/10/14 14:00 -16:00 
16:00 \u2013 18:00 
Turma A 
Turma B 
Prática 1: Aterosclerose \u2013 Profs. Ana Cláudia Swarça 
 e Julio de Mello \u2013 HIS e Kazuhiro Ito - PAC Sala 240/CCB 
 
Semana 5: 20/10 a 24/10/2014 
Dia Hora Grupos Atividade Local 
08:15-10:00 Todos Palestra 11: Cuidados paliativos \u2013 Dr. Marcos Lapa Sala 540/CCS 2a. feira 
20/10/14 14:00-18:00 Turma A Prática 2 - clínica em geriatria * Profa. Renata Dip HU 
08:15- 12:00 Grupos Tutoriais: Problema 09 \u2013 Urina solta CCS 3a. feira 
21/10/14 14:00-18:00 Todos Estudo orientado 
8:15-10:00 Palestra 10 \u2013 Demência \u2013 prof. Luis Sidônio Sala 553/CCS 4a. feira 
22/10/14 14:00-18:00 Todos Estudo orientado 
08:15-18:00 Habilidades \u2013 ver cronograma 5a. feira 
23/10/14 14:00- 18:00 Todos PIN2 - ver cronograma 
08:15\u2013 12:00 Grupos Tutoriais: Problema 10 - CCS 6a. feira 
24/10/14 14:00-18:00 Todos Estudo orientado 
* Para as aulas práticas no HU, há necessidade do uso de jaleco branco e estetoscópio. 
 
Semana 6: 27/10 a 31/10/2014 
Dia Hora Grupos Atividade Local 
2a. feira 
27/10/14 08:00-18:00 Todos RECESSO 
3a. feira 
28/10/14 08:00- 18:00 Todos FERIADO \u2013 DIA DO FUNCIONÁRIO PÚBLICO 
08:15-10:00 Turma B Prática 2 - clínica em geriatria * Prof. Marcos Cabrera HU 4a. feira 
29/10/14 14:00 \u2013 18:00 Turma B2 Prática externa: visita ao asilo São Vicente de Paula 
08:15-12:00 Todos Habilidades \u2013 ver cronograma 5a. feira 
30/10/14 14:00-18:00 Todos PIN2 - ver cronograma 
8:15-18:00 Todos Palestra 12: Depressão \u2013 prof. Heber Vargas Sala 522/CCS 6a. feira 
31/10/14 14:00 \u2013 18:00 Turma B2 Prática externa: visita ao asilo São Vicente de Paula 
* Para as aulas práticas no HU, há necessidade do uso de jaleco branco e estetoscópio. 
 
Semana 7: 03/11 a 07/11/2014 
Dia Hora Grupos Atividade Local 
08:15 -12:00 Palestra 13: Doenças da Próstata e Incontinência 
 Urinária - Prof. Silvio H. Almeida Sala 2
a
. feira 
03/11/14 14:00-18:00 
Todos 
Estudo orientado 
3a. feira 
04/11/14 08:00- 18:00 Todos Estudo orientado CCS 
4ª feira 
05/11/14 
08:15 -18:00 
 
Todos Estudo orientado 
 
 
8:15-12:00 PIN2 - ver cronograma 5ª feira 
06/11/14 14:00 \u2013 18:00 Todos Palestra 12: Depressão \u2013 prof. Heber Vargas 
6ª feira 
07/11/14 8:15-12:00 Todos Avaliação Cognitiva Sala 
 
10 
PROBLEMAS 
 
PROBLEMA 1 \u2022 MANTENDO A SAÚDE EM FORMA 
Luciana (35 anos), preocupada em manter sua saúde, perguntou ao geriatra o quê poderia fazer para manter-se 
saudável e com isso retardar o envelhecimento. O médico respondeu-lhe que existem várias teorias para explicar o 
envelhecimento, e este é inevitável, pois as células de todos os organismos vivos envelhecem naturalmente. E que o 
envelhecimento, além do aspecto genético, é influenciado por fatores bioquímicos, fisiológicos, ambientais. Mas, consumir 
alimentos ricos em antioxidantes, praticar atividade física e evitar o fumo poderiam ajudá-la a prevenir o surgimento de 
doenças degenerativas. 
 
 
 
PROBLEMA 2 \u2022 SENESCÊNCIA 
 O Sr. Henrique tem 75 anos, aposentado, desde criança morou em Londrina, e sempre se preocupou em 
manter uma vida saudável. Nunca fumou, evita bebidas alcoólicas e sempre gostou de fazer caminhadas, porém tem 
notado que necessita de mais tempo para percorrer a mesma distância em relação a anos anteriores e seus reflexos 
diminuíram. Então resolveu procurar seu geriatra, pois além desta preocupação com o maior tempo gasto nas 
caminhadas e alteração nos reflexos, está preocupado com vários hematomas que aparecem em seu braço quando 
esbarra em alguma coisa e com a fragilidade de sua pele. Durante a consulta também relatou que a velhice tem 
mudado algumas coisas no seu organismo como o padrão de sono e as mudanças na sede e no paladar. Seu medico 
o tranquilizou informando-lhe que estas e outras alterações como aumento da orelha e nariz assim como tantas 
outras alterações fazem parte do envelhecimento normal e não são doenças, e graças ao seu estilo de vida ele tem 
boa saúde. 
 
 
 
PROBLEMA 3 \u2022 ASSINTOMÁTICA MAS PERIGOSA 
A senhora Josefa,74 anos, cozinheira aposentada, descendente de italianos, fumante desde os 12 anos, por 
insistência da família resolveu fazer uma consulta, pois desde os 48 anos quando entrou na menopausa não vai ao 
médico. Durante a consulta disse não tomar nenhum remédio com prescrição médica, mas frequentemente o 
farmacêutico lhe aplica uma injeção de corticóide para dor. Durante a consulta o médico lhe explicou que teria que 
solicitar vários exames apesar dela não sentir nada, pois muitas doenças como, por exemplo, a osteoporose são 
assintomáticas e por ela ser fumante, estar na menopausa, ter usado corticoide por muitos anos, tem risco 
aumentado para osteoporose. Explicou-lhe ainda que apesar de assintomática é uma doença muito perigosa. Já que, 
se ela sofrer uma queda, o que é comum no idoso por vários fatores, e tiver osteoporose pode ocorrer uma fratura do 
fêmur o que além das complicações da cirurgia, inclusive o risco de morte, pode levá-la a uma cadeira de roda o que 
comprometeria sua independência funcional. 
 
 
PROBLEMA 4: ESTÁ TUDO DESGASTADO MUDAR 
Sr. José Raimundo, 62 anos, trabalha na construção civil desde os 16 anos de idade, quando começou carregando 
sacos de cimento e carriolas de perda e areia. Ao longo da vida passou a ser reconhecido pelas suas habilidades 
como pedreiro e sempre é convidado para participar de grandes construções. Entretanto, há alguns anos vêm sentido 
muitas dores na coluna, nos joelhos e nas mãos ao ponto de impedi-lo de trabalhar. O médico, após anamnese, 
exame físico e analise dos exames de Radiografia, orientou que houve um grande desgaste destas articulações e 
provavelmente terá que se aposentar em função da doença. Isso o deixa bastante preocupado, pois não consegue 
imaginar o que poderá fazer para continuar tendo satisfação pessoal. 
 
 PROBLEMA 5 \u2022 FOLEGO CURTO 
Seu Pedro, com hipertensão arterial há muitos anos com tratamento irregular, procurou serviço médico relatando 
estar apresentando falta de ar para caminhar de uma a duas quadras, o que fazia há 6 meses sem dificuldade. 
Também esta necessitando dormir com travesseiro mais alto e às vezes acorda no meio da noite com falta de ar, que 
melhora quando abre a janela respira o ar de fora. Seu médico pela história e a presença de estertores pulmonares 
em base direita fez o diagnóstico de insuficiência cardíaca e lhe receitou enalapril, carvadilol e espirolactona. Solicitou 
alguns exames sanguíneos como potássio, creatinina, hemograma , lipidograma e glicemia e também um 
ecodopplercardiograma para o retorno. 
 
 
PROBLEMA 6- ÀS VEZES O TRATAMENTO COMPLICA 
Poucos dias depois de iniciar o tratamento, seu Pedro apresentou melhora dos sintomas iniciais, sentindo 
entretanto falta de ar aos mínimos esforços, edema de membros inferiores, redução do volume urinário, parestesias e 
fraqueza de membros inferiores.Conversando com seu vizinho , este o orientou a tomar cloreto de potássio que era 
bom para câimbra e fraqueza nas pernas. Seu Pedro iniciou o tratamento sugerido pelo vizinho e pirou ainda mais. 
Então, procurou o Pronto Socorro do HU onde foi solicitado pelo residente de clínica, exames de creatinina e potássio 
para confirmar a suspeita diagnóstica. 
11 
 
 
PROBLEMA 7 \u2022 É MELHOR PREVINIR DO QUE REMEDIAR 
Ricardo, de 67 anos,