Fundamentos_de_matematica_SLIDES_2013_ (1)

Fundamentos_de_matematica_SLIDES_2013_ (1)


DisciplinaFundamentos de Matemática5.149 materiais80.647 seguidores
Pré-visualização2 páginas
*
*
Tutor a distância- Priscila Beck
*
 
Centro de Educação a Distância
Universidade Anhanguera \u2013 Uniderp
Fundamentos Metodológicos de Matemática 
Nome Erica de Paula Fernandes RA3300490646
Nome Sivonilda Santos de Souza RA 3306505018
Nome Tânia Maria Moreira Hovadick Marçal RA 2307336232
Nome Vera Lucia Dias RA 3345556714
BH
2013
*
*
*
Conceitos fundamentais da Matemática
 
 As possibilidades de intervenções que o professor deverá fazer para uma criança que se encontra no processo inicial da construção do conceito de número 
Professor deve trazer para sala de aula materiais atrativo para criança pois, quando a criança está no processo inicial do conceito de números ela tem que gostar do que esta sendo ensinado. O professor precisa ser um pesquisador e desenvolver as atividades de acordo com a realidade dos alunos buscando exemplos de coisas do cotidiano dos alunos com qual eles se identifiquem. O professor ao intervir no processo de compreensão da adição, subtração, divisão e multiplicação ele precisa principalmente ter paciência e agir de forma natural ensinando a criança a constituir um ponto de partida para aprendizagem. Cabe a ele esta atento e conhecer os seus alunos para poder intervir de maneira a acrescentar o conhecimento. O professor precisa trabalhar com diversas metodologia e com a realidade do aluno mostrando a utilização da matemática no cotidiano e a importância do conhecimento matemático para o convívio na sociedade os alunos precisam ser estimulados a construir o raciocínio logico e a descobrir os números e usa utilização para o convívio em sociedade. 
Coordenação de Qualidade em Materiais Didáticos EAD - Como pontuado no arquivo 'Normas de padronização para elaboração dos Materiais Didáticos Cotidianos', o conteúdo deve ser apresentado em tópicos. O exemplo deste slide deverá ser aplicado quando citações são mostradas.
*
*
Professor deve utilizar material concreto onde o aluno possa visualizar e que leve o aluno a pensar para que ele possa construir o seu conhecimento refletindo de maneira critica para isso o docente precisa trabalhar a matemática de maneira contextualizada levando o aluno ao raciocínio logico ou seja toda vez que o professor pedir para que o aluno escreva o numero ele precisa pedir para que o aluno de exemplo do numero escolhido para elevar o raciocínio e para que ele possa também identificar se realmente o aluno está compreendendo o que está escrevendo cabe ao professor construir estratégia para certificar se a criança realmente esta compreendendo para que ele possa intervir de forma consciente para levar o aluno a compreensão numérica . O professor pode utilizar-se de musica, jogos, brincadeiras e ate mesmo das mãozinhas como instrumento de ensino ele precisa ensinar os alunos a exercitar o que foi aprendido para que o aluno possa pensar , raciocinar e assimilar para que ocorra de fato compreensão significativa do que foi ensinado para que o aluno não reproduza resposta prontas decoradas sem compreensão do que esta escrevendo ,falando e principalmente sem a compreensão da utilização na sociedade cabe ao professor intervir de maneira a levar o aluno ao raciocínio logico.
*
*
*
*
Processo de construção do número
 
 o processo de construção do número agrega-se as assimilações de linguagem e garantem a comunicação humana pois o processo de numérico faz parte das apropriação de linguagem para garantir a comunicação entre os seres humanos. A construção do conceito numero pela criança inicia-se antes mesmo da criança se ingressar na educação infantil através da interação da criança em seu meio social ela adquiri conhecimento pois se depara com situações do dia-dia onde ela precisa quantificar, organizar ou enumera elementos essa assimilação que a criança terá que fazer agrega-se a linguagem para que a criança possa comunicar-se no seu meio social .a criança vai precisar de acionar diversos mecanismos mentais para se apropriar do conhecimento numérico e a linguagem vai ser a forma com qual a criança vai utilizar para transmitir comunicar e se expressar o sentido e o significado dos números ou seja cada aluno vai utilizar estratégia cognitiva própria para chegar a compreensão linguística de tudo que nos cerca e através da linguagem a criança se expressara dando sentido a seu aprendizado.
 
*
*
*
Ábaco 
Os avanços tecnológicos contribuem para o dinamismo da matemática , cálculos complexos que são solucionados em segundos através de computadores e softwares matemáticos desenvolvidos pelo homem.Objetos como a calculadora estão presentes no cotidiano da pessoas auxiliando as operações básicas como a adição subtração multiplicação divisão potenciação e radiação. 
 Por se considerar um objeto antigo o ábaco pode ser considerado como uma extensão do ato natural de se contar nos dedos .Emprega um processo de cálculos com sistema decimal, a cada haste um múltiplo de dez .O ábaco teve a origem na Índia,Mesopotâmia, Grécia e Egito, sua maior utilização foi pelos chineses e japoneses que o aperfeiçoaram e foi de grande importância .O ábaco é um objeto nos dias atuais feito de madeira retangular com bastões na posição horizontal, eles representam as posições das casas decimais (unidade, dezena, centena, milhar unidade de milhar dezena de milhar e unidades de milhão) cada bastão é composto por dez bolinhas . As operações são efetuadas de acordo com o sistema posicional.O ábaco não resolve cálculos , ele simplesmente atribui na memorização das casas posicionais enquanto os cálculos são feitos mentalmente. Em algumas cidades o uso do ábaco é fundamental para que a criança perceba melhor o sistema de numeração e suas técnicas operatórias no ensino da contagem e das operações básicas de somar e subtrair na educação fundamental. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
*
Tipos de ábacos
*
*
*
*
As diferentes técnicas de registrar os cálculos e técnicas operatórias. 
Nesta etapa é fundamental para compreender a importância da seleção de atividades matemáticas adequadas à idade e ao nível de desenvolvimento que a criança se encontra.
Pesquisar na bibliografia complementar as diferentes formas de registrar cálculos e técnicas operatórias.
Citar em até 4 slides técnicas adotadas por um dos autores supracitados, justificando a escolha da técnica do autor. Elaborar o relatório parcial nº 5.
*
*
*
Jogos, Vivências e Dinâmicas
 Pipoca maluca.
Ano:2º
Material:Bolinhas de jornal, uma corda grande ou giz para demarcar o meio do campo.
Desenvolvimento:O professor dará o sinal e cada criança deverá jogar para o lado adversário da quadra a bolinha de jornal. As bolinhas irão parar de \u201cpular\u201dpra lá e pra cá, como se fosse pipoca estourando. Cada equipe deve tratar de ficar devolvendo rapidamente para o outro lado- com os pés ou com as mãos- as bolinhas que estiverem no seu campo.
Ao sinal de parar, o lado que tiver menos bolinhas ganha a partida. O jogo deve ser respeitado várias vezes até que todos respeitem as regras.
Variações:Colocar um número menor de bolas, sempre em quantidade ímpar para evitar o empate.
Resultado Obtidos:As brincadeiras são grande aliadas nesta questão, 
por permitir a criança perceber a importância e a necessidade
 das regras como promover a socialização, atenção, raciocínio
 e noção de quantidade.
*
Jogos de argola
Ano: 3º 
Material:-Argolas 
Garrafas coloridas e enumeradas de 0 à10
 Desenvolvimentos:Organize dez garrafas com as seguintes numerações:0,1,2,3,4,5,6,7,8,9 e10.O aluno deverá manter uma distância das garrafas.Cada criança deverá jogar as argolas em direção às garrafas, a quantidade de argola que as crianças jogar nas garrafas é o número que elas irá multiplicar. Vencerá o aluno que estiver o maior número de acertos na multiplicação Ex:Se a garrafa vale 2 pontos e acertar 3argolas, é só fazer 3x2
Resultado obtidos:O jogo de argola tem o