1º REL. FIS. EXP. III - pg 6
10 pág.

1º REL. FIS. EXP. III - pg 6


DisciplinaFísica Experimental II1.362 materiais6.656 seguidores
Pré-visualização2 páginas
sobre a esfera metálica oca, no instante em qual o gerador se encontrava desligado, e após ligar o gerador, e passar a mão sobre os papeis, nota-se que eles se repelem.
O caso descrito acima ocorre devido ao fato, de que quando se coloca a mão que e um material condutor, a princípio, neutro (nem carregado positivamente e nem carregado negativamente) em contato com a cúpula de metal (que é um condutor) \u201cpositivamente carregada\u201d, tem-se uma movimentação dos elétrons negativos da mão, pois esses passam para a superfície da cúpula. Em outras palavras, os elétrons positivos da cúpula carregada atraem os elétrons negativos da mão neutra, e com isso, restarão na mão os elétrons positivos. Uma vez que os elétrons positivos se repelem uns com os outros, ao passar a mão por cima dos pedaços de papel por ser um material neutro e o nosso corpo por esta positivamente carregada e ser um material condutor, acaba passando a carga positiva para o papel negativo e com isso o papel agora positivamente carregado, se movimentará contra a superfície, se repelindo com a mão.
DESCRIÇÃO DO APARATO EXPERIMENTAL
Os materiais utilizados nessa experiência são:
Um domo ou cúpula de descarga;
 Uma coluna de apoio;
 Dois roletes (superior e inferior);
 Dois pentes metálicos (superior e inferior);
 Uma correia transportadora; e
 Uma base para alojar o motor elétrico, fixar a coluna e o pente inferior.
Figura 6- Esquema dos componentes do GVDG
CONCLUSÕES
Por fim percebemos que com o GDVG é possível gerar eletricidade através do atrito, no caso aqui, atrito entre os pentes e a correia de borracha que geram cargas positivas e negativas nessa correia. As cargas negativas são aterradas e as positivas levadas até a cúpula de metal onde ocorre um acúmulo por igual dessas cargas em toda a extensão da mesma.
Com baixa corrente, porém altíssima tensão o gerador consegue criar um campo elétrico com força suficiente para arrancar os elétrons do ar de suas camadas, deixando - os livres, fazendo do ar, que a principio é um dos maiores isolantes conhecidos pelo homem, um bom condutor, formando assim \u201cmini raios\u201d.
Com altíssima diferença de potencial, essas cargas têm alta frequência e comprimento de onda pequenos, fazendo com que esses \u201craios\u201d apareçam azulados .
6- BIBLIOGRAFIA
Eletricid ade Estática: Definição, Causa, Efeito e Solução. Disponível em: <http://www.curso-eletronica.com.br/artigos/eletricidade-estatica-definicao-causa-efeito-e-solucao> Acessado em: 22 de Agosto de2014.
Relatório Van de Graaf - Física III. Disponível em: http://www.ebah.com.br/content/ ABAAA BML8AF/relatorio- van-graaf-fisica-iii > Acessado em : 22 de agosto de 2014
Feira de Ciências. Disponível em: < http://www.feiradeciencias.com.br/sala11/11_03.asp> Acessado em: 22 de agosto de 2014
Robert Jemison Van de Graaf. Disponível em: < http://pt.wikipedia.org/wiki/Robert _Jemison _van_ de_Graaff> Acessado em: 22 de agosto de 2014
Grupo de Ensino de Física UnB. Disponível em: <http://www.fis.unb.br/gefis/index. php?option =com_content&view=article&id=106&Itemid=218&lang=pt > Acessado em: 22 de agosto de 2014
Só Física. Disponível em < http://www.sofisica.com.br/conteudos /Eletromagnetismo/ Eletrostatica /campo.php> Acessado em : 22 de agosto de 2014
Força Elétrica. Disponível em: <http://marciamantovani.blogspot.com.br/2012/04/forca-eletrica-e-lei-de-coulomb.html> Acessado em : 22 de agosto de 2014
AR: Isolante ou Condutor. Disponível em:< http://www.if.ufrgs.br/mpef /mef004/20031 /Ricardo/ ar.html> Acessado em: 22 de agosto de 2014
Relâmpago Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/ wiki/Rel%C3%A2mpago > Acessado em: 24 de agosto de 2014
Dan Scientia. Disponível em: <http://dan-scientia.blogspot.com.br/2010/03/relacao-da-frequencia-com-o-comprimento.html> 24 de agosto de 2014