Relatório determinação da resistência à flexão de telhas cerâmicas
11 pág.

Relatório determinação da resistência à flexão de telhas cerâmicas


DisciplinaMateriais de Construção Civil1.916 materiais10.272 seguidores
Pré-visualização1 página
ROBERTO D
MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO CIVIL
ENSÁIO II
DETERMINAÇÃO DA RESISTÊNCIA À FLEXÃO
NA TELHA CERÂMICA ÚMIDA
Palmas - TO
2014
ROBERTO D 
ENSÁIO II
DETERMINAÇÃO DA RESISTÊNCIA À FLEXÃO NA
TELHA CERÂMICA ÚMIDA
Relatório apresentado como requisito parcial da disciplina de Materiais de Construção Civil do Curso de Engenharia Civil sob orientação do Professor MIGUEL ANGELO DE NEGRI
Palmas - TO
2014
 
INTRODUÇÃO
Embasado na norma NBR \u2013 15310, no dia 18/09/2014, foram feitas analises em diferentes variedades de telhas cerâmicas simples de sobreposição a fim de determinar-se a resistência a flexão da telha úmida, após um período submersa em água. Analise esta, para conseguir identificar, dentre algumas variedades de telhas, qual se adepta mais a norma e qual é reprovada segundo a ela, à qual visa uma resistência mínima à ruptura à flexão, para telhas simples de sobreposição, de 1000 (mil) N, 100 (cem) kgf.
Tal experimento é necessário para identificar a qualidade da telha e o peso que ela suportará, tem tese, sobre a mesma. 
Este limite de peso deve ser identificado e visado para que, em necessidade de uma pessoa se locomover sobre o telhado, em caso de algum reparo ou benfeitorias, a telha não se rompa, trazendo problemas maiores, como infiltrações e até mesmo a queda da pessoa. Problemas estes que podem ser evitados, sabendo da resistência, não projetando cargas q excedem esse limite.
2. OBJETIVO
Avaliar e identificar a resistência à flexão em telhas cerâmicas do tipo simples de sobreposição de acordo com a NBR-15310.
 
3. EQUIPAMENTOS UTILIZADOS
Réguas de madeira;
Paquímetro;
Prensa Hidráulica EMIC 30000;
 4. METODOLOGIA
Para uma melhor avalição, foram adotadas telhas de três variedades já saturadas de água para projetar cenários extremos. A saturação foi realizada com a imersão dos materiais em um taque d\u2019água por 24 (vinte e quatro) horas.
Passado esse período, o teor de umidade foi identificado.
As variedades de telhas foram, com seus respectivos teores de umidade:
1 (uma) exemplar da marca Sta Maria. (18,77%)
1 (uma) exemplar da marca Milenium. (11,91%)
1 (uma) exemplar sem carimbo. (25,30%).
Feito estes processos, coloca-se as peças de telha, uma por vez, na pensa hidráulica, com o auxilio das réguas de madeira para deixa-las mais plana na superfície da prensa possível.
Logo, com o acionamento da prensa e o acompanhamento em um computador vinculado, são aplicadas forcas sobre a telha que se rompe ao atingir o seu limite. Este limite é anotado e discutido seguindo a recomendação da norma vigente.
São identificados também, logo em seguida, a espessura média, mediada em três diferentes pontos da peça, de cada variedade de telha testada.
5. CÁLCULOS E RESULTADOS
STA. Maria 
Obteve resistência máxima de 1859,5 N. E espessura média de 10,93 mm.
Logo, com esta resistência, esta variedade está adequada, segundo a norma, portanto, aprovada nesta avaliação.
Milenium
Obteve resistência máxima de 837,6 N. E espessura média de 8,70 mm.
Logo, com esta resistência, esta variedade está inadequada, segundo a norma, portanto, reprovada nesta avaliação.
S/ Carimbo
Obteve resistência máxima de 722,9 N. E espessura media de 8,43 mm.
Logo, com esta resistência, esta variedade está inadequada, segundo a norma, portanto, reprovada nesta avaliação.
Tabela de resultados
	C.P.
	Marca
	Umidade (%)
	Resistência (N)
	Espessura (mm)
	Resultado
	1
	STA. Maria
	18,77
	1859,5
	10,93
	A
	2
	Milenium
	11,91
	837,6
	8,70
	R
	3
	S/Carimbo
	25,30
	722,9
	8,43
	R
6. LIMITES SEGUNDO A NBR-15310
O limite máximo admissível segundo a NBR-15310 é de 20 %.
7. CONCLUSÃO
Com a análise feita, foi possível constatar que, dentre as variedades analisadas, 1 (uma) de 3 (três) foi aprovada e 2 (duas) de 3 (três) foram reprovadas devido à sua resistência à flexão serem inferiores ao limite mínimo admissível pela norma NBR-15310.
8. REFERENCIAL BIBLIOGRÁFICO
NBR - 15310
http://www.abntcatalogo.com.br/norma.aspx?ID=38520
Ensaios realizados no Laboratório de Materiais de Construção Civil