RESUMO GERAL DIREITO EMPRESARIAL
39 pág.

RESUMO GERAL DIREITO EMPRESARIAL


DisciplinaDireito Empresarial I21.376 materiais91.795 seguidores
Pré-visualização6 páginas
registrada em telecomunicação, brinquedo, hospital, carro etc.
Não colidência com marca de auto renome (marca famosa na visão do INPI), conhecida além de seu ramo de atividade. Quando isso acontece, essa marca passa a ser protegida em todos os ramos de atividade. 
Ex: Brastemp.
Não colidência com marca notoriamente conhecida (art. 126, lei) \u2013 não é a marca famosa, é uma marca que não foi registrada no INPI. É protegida porque o Brasil participou da Convenção da União de Paris (CUP) essa deu origem a proteção de forma mais ampla. A CUP é apenas no próprio ramo de atividade e a proteção abrange o registro em outro país.
Ex: MAC, SH-RD.
Prazo de proteção (art. 133, lei) \u2013 protegida por 10 anos a contar do concessão, é prorrogável sucessivamente.
Desenho industrial (art. 94 e 108, lei)
Visa a proteção do formato (desenho).
Sociedades
Importante estudar: Sociedade comum, sociedade limitada e S/A.
As sociedades podem ser:
Personalizadas \u2013 tem personalidade jurídica. A PJ surge com o registro.
Órgãos de Registros:
Junta Comercial \u2013 somente são registradas as sociedades empresárias.
Cartório de Registro Civil de Pessoas Jurídicas \u2013 somente são registradas as sociedades simples (antiga sociedade civis). É composta: por profissionais liberais ou cooperativa.
OAB \u2013 Conselho Seccional da OAB \u2013 somente se registra as sociedades de advogados. Não pode ser empresária.
Caso contrário, não tem personalidade jurídica, não tem registro em nenhum dos órgãos acima.
Não personalizadas \u2013 nao tem personalidade jurídica, não tem registro.
Sociedade comum (art. 986 a 990 CC)
Sociedade de fato (ou irregular). 
Naquele momento não foi registrada (sociedade comum), pode vir a ter registro.
Ex: \u201cSociedade LTDA que ainda não foi registrada...\u201d.
Fato é que não foi registrada e portanto é sociedade comum.
Nesta sociedade os sócios não tem proteção patrimonial, respondem ilimitadamente e solidariamente (entre os sócios, respondem juntos).
O credor tem que atingir 1º patrimônio especial, só depois que este patrimônio terminar é que os sócios poderão ser atingidos (ordem de cobrança).
Os sócios tem um benefício de ordem.
Patrimônio especial (art. 988 CC) \u2013 são os bens dos sócios que foram colocados no uso da empresa.
Sendo assim, os sócios respondem ilimitadamente, solidariamente mas indiretamente, pois primeiro tem que exaurir os bens da empresa.
Exceção:
O sócio que contratou sozinho e ofereceu para loja seus documentos pessoais não tem benefício de ordem, e aquele que não contratou tem benefício de ordem, ex: kalunga.
Ex: loja X não registrada, A e B, B contrata com fornecedor. Com relação a A tem benefício de ordem, com relação a B é diretamente e sem benefício de ordem.
Sociedade Comum pode sofrer falência?
Requisito para falência é apenas a atividade empresarial + ser solvente. Pode sofrer falência, na sociedade comum já sofre crime falimentar pois não tem registro.
Serão falidos: sociedade comum + sócios (resp.ilimitada) \u2013 art. 81, lei.
Sociedade comum pode requerer a recuperação judicial?(art.48, lei)
Não pode, pois a recuperação o pressuposto é ter registro, portanto não pode ter o benefício da recuperação.
Sociedade Limitada
Nome empresarial
É registrado na junta comercial.
Art. 1158 CC \u2013 pode ser de 2 tipos, são escolhidos pelo sócios:
 		Proteção estadual
Razão social \u2013 composto pelo patronímico (sobrenome) dos sócios. 
Denominação social \u2013 composto por nome inventado (nome fantasia), não tem relação com o nome dos sócios.
		Ao final do nome tem que vir a sigla: LTDA, sob pena de responsabilidade ilimitada e solidária dos administradores.
Capital social (arts. 1055, 1081 a 1084 CC)
Ato constitutivo: contrato social ou estatuto social.
Tem que se expresso em moeda nacional, ou é formado com aquilo que os sócios contribuem (bens), é necessário fazer uma avaliação de bens.
Toda vez que houver a avaliação há responsabilidade solidária dos sócios pela exata estimativa \u2013 prazo 5 anos (art. 1055 CC).
Na LTDA e S/A é proibida a contribuição de sócios que apenas prestem serviços.
Sociedade simples \u2013 atividades não empresarial - profissional intelectual, é possível que o sócio apenas preste serviço (art 997, V CC).
Capital social pode ser aumentado, mas deve ser alterado no contrato social (averbação).
Qual o órgão que é feito a averbação?
Ltda pode ser simples (CRGPJ) ou empresária. Se for simples a averbação é feita no cartório de registro civil de pessoas jurídicas e se for empresária será averbada na junta comercial.
Capital pode ser reduzido, é necessário a alteração do contrato social, é necessário averbar (junta comercial ou cartório).
Credor quirografário \u2013 é necessário a concordância destes credores, ocorre uma publicação no DOE, estes credores podem impugnar (não poderá reduzir), se permanecer em silêncio o capital será reduzido.
Essa concordância pode ser tácito.
10/04/2012
Responsabilidade dos sócios
(art. 1052 CC)
	X Ltda
	Comprometeu
(subscreveu)
	Colocou
(integralizou)
	Deve
	
	
	
	
	A 
	99
	49
	50¹
	B
	1
	1
	0
Subscrever = comprometer.
Integralizado \u2013 saber se o dinheiro foi colocado na empresa.
Cada sócio responde pela integralização da cota que subscreveu.
Na LTDA o patrimônio do sócio só está protegido quando o patrimônio subscrito estiver integralizado.
Todos os sócios respondem solidariamente até o limite do que falta a ser integralizado.			 Não tem benefício de ordem
Incapaz /sócio (art. 974 §3 CC)
Para ser dono sozinho:
Autorização judicial
Representado 
Os bens são protegidos.
Para que seja sócio é necessário:
Representado ou assistido
Não pode ser administrador (responsabilidade patrimonial)
Se o capital social estiver totalmente integralizado, isso porque enquanto não estiver integralizado o patrimônio pessoal dos sócios pode ser atingido.
Sócio remisso (arts. 1058 e 1004 CC)
É o sócio que deve, pois não integralizou suas cotas.
¹ O sócio devedor, quem não integralizou, é chamado de sócio remisso.
Não se pode chamar de remisso qualquer devedor, tem que ser notificado, prazo de 30 dias, somente depois de findo o prazo é que o devedor está em mora.
Só se constitui em mora no momento que foi notificado e dentro do prazo de 30 dias nada fez.
É possível que a sociedade:
Cobrar	Exclui o sócio
Se não paga em 30 dias = constitui em mora.
Se excluir o sócio necessariamente deve devolver a parte do sócio excluído.
Para executar é necessário de titulo executivo: definido por decisão judicial ou lei diz, valor líquido e certo e 2 testemunhas. Aqui não se trata de titulo executivo (líquido, certo e exigível).
É possível que a sociedade fique com um sócio ate 180 dias (art. 1033 CC).
Depois desse prazo, o sócio não poderá ficar sozinho:
Arruma sócio
Fecha as portas
Forma em EIRELE (ter 100 salarios min)
Cessão de cotas (art.1057 CC) = contrato social.
Contrato omisso (regra) \u2013 a cessa de contas entre sócios é livre \u2013 não depende de concordância.
Mas se o sócio quiser vender para 3º - só poderá se não houver a oposição de sócios que representem + ¼ (26%) do capital social.
Administrador (arts. 1060 e ss CC e 1010 e ss CC)
O administrador na Ltda = sócio gerente.
Administrador pode ser:
Sócio
Não- sócio
Realiza atos necessários para o dia-a-dia da empresa, alguns atos ele é livre para realizar.
Pode ser mais de uma pessoa.
O administrador pode estar determinado / escrito em contrato social ou documento, mas é necessário qualificar a pessoa e poderes. O ato de gestão não é preciso descrever já é inerente da sua própria atividade.
Esse documento deve ser registrado: Junta Comercial (sociedade empresária) ou no Cartório.
Se o contrato bancário estiver determinado dentre os poderes que o administrador poderá realizar, a sociedade é responsável, nada impede uma ação para cobrar do administrador.
Contrato
Rafaela
Rafaela fez um comentário
teria como vc me mandar por email?rafaelamendes.goncalves
0 aprovações
Junior
Junior fez um comentário
gostei
0 aprovações
Carregar mais