Aula 1 - ENTENDENDO O SISTEMA NERVOSO POR INTERMÉDIO DA FILOGÊNESE E EMBRIOLOGIA
46 pág.

Aula 1 - ENTENDENDO O SISTEMA NERVOSO POR INTERMÉDIO DA FILOGÊNESE E EMBRIOLOGIA


DisciplinaNeuroanatomia4.926 materiais39.802 seguidores
Pré-visualização2 páginas
ENTENDENDO O SISTEMA NERVOSO POR INTERMÉDIO 
DA FILOGÊNESE E EMBRIOLOGIA. 
O TECIDO NERVOSO 
Professor: Silmar Teixeira 
 
 
 
 Objetivo Geral: 
\uf0d8 Compreender a filogênese do Sistema nervoso. 
\uf0d8Aprender a embriologia do Sistema Nervoso. 
\uf0d8 Entender as funções do Sistema Nervoso. 
\uf0d8 Compreender a organização do Sistema Nervoso. 
\uf0d8 Aprender sobre os tipos de células do tecido nervoso e nervo. 
\uf0d8 Entender a estrutura de um neurônio típico. 
 
 
\uf0d8 No final da aula os alunos deverão identificar e descrever 
as estruturas relacionadas com a filogênese, embriologia do 
Sistema Nervoso bem como, o tecido nervoso. 
Ao final da aula o aluno deverá ser capaz de: 
Principais propriedades do Sistema nervoso em 
seres vivos simples (protoplasma) 
 
\u2022 Irritabilidade (ou excitabilidade); 
\u2022 Condutância; 
\u2022 Contratilidade. 
Esponja do Mar 
O SISTEMA NERVOSO: Neurogênese 
\uf0d8 1012 Neurônios + Células de Glia (mais numerosa) 
 
\uf0d8 Fases do desenvolvimento: 
\uf0fc Histogênese: diferenciação celular (dendritos e axônios), 
 formação e remodelamento das sinapses 
O SISTEMA NERVOSO: Fase inicial 
\uf0d8 Fase inicial: 
\uf0fc Placa neural 
\uf0a7 Início na 3ª semana 
\uf0a7 diferenciação do ectoderma 
\uf0a7 Originará neurônios e glia 
Ectoderma 
Mesoderma 
Endoderma 
O SISTEMA NERVOSO: Fase inicial 
\uf0d8 Fase inicial: 
\uf0fc Sulco Neural 
\uf0a7 Afundamento da placa neural 
\uf0a7 elevação das bordas 
Embrião com 20 dias de desenvolvimento 
O SISTEMA NERVOSO: Fase inicial 
\uf0d8 Fase inicial: 
\uf0fc Tubo Neural 
\uf0a7 21-22 dias 
\uf0a7 fusão das bordas do sulco neural 
\uf0a7 início: região medial 
\uf0a7 Neuróporo: anterior e posterior 
\uf0a7 comunicação entre o tubo neural 
 e a cavidade amniótica 
Placa Neural 
Prega Neural 
Sulco Neural 
Crista Neural 
Tubo Neural 
Epiderme 
1 
2 
3 
4 
Paredes do tubo Neural 
a) Duas lâminas alares 
 
 
a) Duas lâminas basais 
 
 
a) Uma lâmina assoalho 
 
 
b) Uma lâmina do tecto 
 
 
Neurônios motores 
Neurônios sensitivos do gânglio 
espinhal 
Origem ao epêndima da tela 
corióide e dos plexos corióides. 
Assoalho do IV ventrículo. 
Sulco Limitante 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Lâmina alar 
Lâmina do tecto 
Sulco Basal 
Lâmina do assoalho 
Luz do tubo neural 
O SISTEMA NERVOSO: Fase inicial 
\uf0d8 Fase inicial: 
\uf0fc Final da 4ª semana 
\uf0fc Formação das vesículas encefálicas 
\uf0fc ENCÉFALO: 
\uf0a7 Porção cefálica dilatada 
\uf0a7 Vesículas 
 1 \u2013 PROSENCÉFALO 
 2 \u2013 MESENCÉFALO 
 3 - ROMBENCÉFALO 
O SISTEMA NERVOSO: Fase inicial 
\uf0d8 Fase inicial: 
\uf0fc 5ª semana 
\uf0a7 PROSENCÉFALO 
o Vesículas laterais:hemisférios 
\uf0a7 DIENCÉFALO 
o Entre telencéfalo e mesencéfalo 
 presença de cálices ópticos 
\uf0a7 ROMBENCÉFALO 
 METENCÉFALO + MIELENCÉFALO 
O SISTEMA NERVOSO: Fase inicial 
\uf0d8 FLEXURA MESENCEFÁLICA 
\uf0a7 Encurvamento ventral 
\uf0fc FLEXURA CERVICAL 
\uf0a7 Entre o Rombencéfalo e medula 
\uf0d8 4º Mês 
\uf0fc MIELINIZAÇÃO 
\uf0a7 Oligodentrócidos: SNC 
\uf0a7 Células de Schwann: SNP 
O SISTEMA NERVOSO: Fase inicial 
\uf0d8 Cristas Neurais 
\uf0a7 Separação de células das pregas laterais do sulco neural 
\uf0a7 Geram: 
\uf0fc Gânglios espinhais 
\uf0fc Células de Schwann 
\uf0fc Neurônios sensitivos e autônomos 
\uf0fc Meninges 
\uf0fc Melanócitos 
\uf0fc Conjuntivo (Cartilagem e Ossos) da fase/crânio 
\uf0fc Odontoblastos 
\uf0fc Células da tireóide/supra-renal 
O SISTEMA NERVOSO: Fase inicial 
\uf0d8 Desenvolvimento do Encéfalo 
\uf0a7 DIENCÉFALO: 3º ventrículo 
\uf0a7 METENCÉFALO + MIELENCÉFALO: 
 4º ventrículo e ponte 
\uf0a7 METENCÉFALO: lábios rômbicos 
 e cerebelo 
O sistema nervoso pode ser dividido em quatro critérios: 
 
\uf0d8 Critérios anatômicos 
 
\uf0d8 Critérios Embriológicos 
 
\uf0d8 Critérios Funcionais 
 
\uf0d8 Critérios Metaméricos ou Segmentação 
Dilatações do 
Tubo Neural 
Encéfalo 
primitivo 
(arquencéfalo) 
 
 
 
Medula 
Primitiva 
Prosencéfalo 
 
 
 
 
Mesencéfalo 
 
 
 
 
Rombencéfalo 
telencéfalo 
 
 
diencéfalo 
metencéfalo 
 
 
mielencéfalo 
Visão global do desenvolvimento do Sistema Nervoso 
Relação entre a estrutura e função do 
Prosencéfalo 
O cérebro anterior é a sede da percepção, consciência, 
cognição e ação voluntária. Isso tudo depende de 
interconexões com o sistema, motor e áreas da medula do 
CNS. 
Sumário do desenvolvimento do Prosencéfalo 
Vesícula primária do 
Prosencéfalo 
Vesícula secundária 
Vesícula óptica 
Vesícula secundária 
Diencéfalo 
Vesícula secundária 
Telencéfalo 
Derivados 
 
Retina e nervo óptico 
Derivados 
Tálamo, hipotálamo e 
terceiro ventrículo 
Derivados 
Bulbo olfatório, córtex, 
substância branca 
Diferenciação do Mesencéfalo 
Superfície dorsal da vesícula mesencefálica torna-se uma estrutura chamada tectum 
(latim para "telhado"). O tegmento desenvolve a partir do piso do mesencéfalo. O 
aqueduto cerebral rostral conecta com o terceiro ventrículo do diencéfalo. 
Canal de informações passando da medula espinhal para o cérebro anterior, e vice-
versa. Contribui para sistemas sensoriais, o controle da circulação, a dor, o humor e o 
prazer. 
 
Diferenciação do Rombencéfalo 
Estruturas importantes: 
 
\uf0d8 Cerebelo \u2013 O terceiro estágio, o tecido ao longo dorso lateral do rombencéfalo 
rostral cresce dorsalmente e medialmente até que se funde com o tecido 
contralateral. 
 
\uf0d8 Ponte - A parede ventral do segmento rostral incha para formar a ponte. 
 
\uf0d8 Bulbo - As paredes ventrais e laterais da porção caudal do rombencéfalo 
\u201cincham\u201d para formar esta seção. 
 
\uf0d8 Quarto ventrículo - ventrículo central residual no rombencéfalo. 
Canal importante para obter informações passando da parte frontal do cérebro 
para a medula espinhal e relaciona-se com o processamento de informação 
sensorial, o movimento voluntário e a regulação do sistema nervoso autônomo. 
Relação entre a estrutura e função do 
Rombencéfalo 
Termos da neuroanatomia 
O neuroeixo é uma linha imaginária traçada através da medula espinal até à parte frontal do cérebro 
 
Direções anatômicas são entendidos em relação ao neuroeixo 
 
\uf0d8 Anterior (rostral) 
 
\uf0d8 Posterior (caudal) 
 
\uf0d8 Ventral (inferior) 
 
\uf0d8 Dorsal (superior) 
 
Localização no cérebro: 
 
Ipsilateral: mesmo lado do cérebro 
Contralateral: lado oposto do cérebro 
Planos 
DIVISÃO ANATÔMICA DO SISTEMA NERVOSO 
Sistema 
Nervoso 
Central 
 
 
 
 
 
 
Sistema 
Nervoso 
Periférico 
Cérebro 
Cerebelo 
Tronco encefálico 
Espinhais 
 
Cranianos 
Encéfalo 
 
 
Medula espinhal 
Mesencéfalo 
Ponte 
Bulbo 
Nervos 
 
 
Gânglios 
Terminações nervosas 
SISTEMA 
NERVOSO 
DIVISÃO FUNCIONAL DO SISTEMA NERVOSO 
Sistema 
nervoso 
somático 
 
 
 
 
Sistema 
nervoso 
visceral 
 
 
aferente 
 
eferente 
aferente 
 
eferente = SN autônomo 
simpático 
 
parassimpático 
Organização do Sistema Nervoso 
O TECIDO NERVOSO 
Neurônios 
Corpo da célula Axônio Terminais 
sinápticos 
Dendritos 
Estimulado por mudanças 
comportamentais ou atividades 
de outras células 
Contém os núcleos, 
mitocôndria, ribossomos, etc. 
 
Conduz o impulso (potencial de ação) em direção 
aos terminais sinápticos 
 
\u201cAfeta\u201d outro neurônio 
ou efetores (músculo,