Lidiane Coutinho - Direito Administrativo - Apostila (2012)
182 pág.

Lidiane Coutinho - Direito Administrativo - Apostila (2012)


DisciplinaDireito Administrativo I50.302 materiais959.921 seguidores
Pré-visualização50 páginas
| APOSTILA 2012 
Prof. Lidiane Coutinho 
 
14 | Rua Maria Tomásia, 22 \u2013 Aldeota \u2013 Fortaleza/CE \u2013 Fone: (85) 3208.2222 \u2013 www.masterconcurso.com.br 
 
OS:0700/3/12-Felipe 
 DO PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR 
 
 
 
 
 PRAZO PARA CONCLUSÃO: 30 DIAS 
+ 30 DIAS, a critério de autoridade superior 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
SINDICÂNCIA 
DECISÃO 
Arquivamento 
do processo 
Aplicação de 
advertência ou 
suspensão (até 30d) 
Instauração do 
PAD (Processo 
Administrativo 
Disciplinar) 
 DIREITO ADMINISTRATIVO | APOSTILA 2012 
Prof. Lidiane Coutinho 
 
Rua Maria Tomásia, 22 \u2013 Aldeota \u2013 Fortaleza/CE \u2013 Fone: (85) 3208.2222 \u2013 www.masterconcurso.com.br | 15 
 
OS:0700/3/12-Felipe 
 DA SEGURIDADE SOCIAL DO SERVIDOR 
 
13) APOSENTADORIA 
\uf0e8 é o direito à inatividade remunerada. 
 
\uf0e8 A EC nº 20/98 implantou a REFORMA PREVIDENCIÁRIA. 
 
 
 
VOLUNTÁRIA 
CF, ART 40 
Proventos 
Proventos Proporcionais ao 
tempo de contribuição 
IDADE 
Tempo de 
contribuição 
IDADE 
HOMEM 60 35 65 
MULHER 55 30 60 
 
 
Modalidades de Aposentadoria 
 
Por Invalidez Integral: 
acidente de serviço; moléstia profissional; doença grave, contagiosa ou incurável; 
 
Por Invalidez Proporcional: 
demais casos; 
 
 
Compulsória: 
aos 70 anos; o valor da aposentadoria será proporcional ao tempo de contribuição; 
 
 
Voluntária: 
requisitos mínimos: 10 anos de efetivo exercício no serviço público e 5 anos no cargo em que se dará a 
aposentadoria; 
 
\uf0b7 Professores de educação Infantil, ensino fundamental e ensino médio, para efeito de pedido de 
aposentadoria, devem reduzir em 5 anos os limites da tabela acima. 
 
\uf0b7 é vedada a adoção de requisitos e critérios diferenciados, ressalvados os casos de atividades sob 
condições que prejudiquem a saúde ou integridade física 
 
Proventos da Aposentadoria: 
 
1. não poderão exceder a remuneração dos servidores ativos; 
2. vedada a percepção de mais de uma aposentadoria estatutária, salvo as decorrentes de cargos 
acumuláveis na atividade; 
3. vedada a percepção de aposentadoria c/ remuneração de cargo, ressalvados os cargos acumuláveis, em 
comissão e eletivos, salvo anterior emenda, por concurso público; 
4. revisão na mesma data e na mesma proporção (sempre que modificar a remuneração dos servidores em 
atividade); 
5. extensão de quaisquer vantagens ou benefícios posteriormente concedidos, inclusive quando 
decorrentes de transformação ou reclassificação do cargo; 
6. não poderão exceder o limite do teto remuneratório; 
 DIREITO ADMINISTRATIVO | APOSTILA 2012 
Prof. Lidiane Coutinho 
 
16 | Rua Maria Tomásia, 22 \u2013 Aldeota \u2013 Fortaleza/CE \u2013 Fone: (85) 3208.2222 \u2013 www.masterconcurso.com.br 
 
OS:0700/3/12-Felipe 
 14) PENSÕES 
 
\uf0e8 é o pagamento efetuado à família do servidor 
em virtude de seu falecimento. 
 
\uf0b7 é igual ao valor dos proventos ou ao valor 
dos proventos a que teria direito o 
servidor em atividade; 
\uf0b7 revisão na mesma data e na mesma 
proporção (sempre que modificar a 
remuneração dos servidores em 
atividade); 
\uf0b7 extensão de quaisquer vantagens ou 
benefícios posteriormente concedidos, 
inclusive quando decorrentes de 
transformação ou reclassificação do 
cargo; 
 
 
QUESTÕES DE PROVAS E DE CONCURSOS 
 
1. (ESAF- Procurador de Fortaleza/2002) \u2013 A figura 
do subsídio, como forma de remuneração dos 
agentes políticos, não veda o pagamento da 
seguinte vantagem: 
 
a) gratificação de desempenho 
b) adicional de tempo de serviço 
c) abono pecuniário 
d) verba de representação 
e) ajuda de custo 
 
2. (ESAF- Procurador do BACEN/2002) \u2013 José, 
magistrado aposentado, graduou-se em 
jornalismo e pretende retornar ao serviço 
público. Assinale no rol abaixo o cargo que ele 
pode exercer, acumulando os seus proventos de 
magistrado e a remuneração do novo cargo. 
 
a) Procurador da República. 
b) Juiz de Direito estadual. 
c) jornalista efetivo do Diário Oficial. 
d) Secretário Municipal de Comunicação. 
e) cargo efetivo de Assessor de Imprensa 
estadual. 
 
3. (ESAF- Auditor do Tesouro Municipal - 
Prefeitura do Recife \u2013 2003) - A mais recente 
Emenda Constitucional ao artigo 37 da 
Constituição Federal, datada de 2001, alterou 
uma regra relativa à exceção ao princípio de 
não-acumulação remunerada de cargos 
públicos. Esta alteração referiu-se à 
possibilidade da seguinte acumulação lícita: 
 
a) dois cargos de professor. 
b) um cargo técnico e outro de provimento em 
comissão. 
c) um cargo de professor e outro técnico ou 
científico. 
d) dois cargos ou empregos privativos de 
profissionais de saúde, com profissões 
regulamentadas. 
e) um cargo de provimento em comissão, de 
recrutamento amplo, e os proventos de 
servidor aposentado. 
 
4. (ESAF- Auditor do Tesouro Municipal - 
Prefeitura do Recife \u2013 2003) - O servidor público 
no exercício de mandato eletivo de Vereador: 
 
a) afasta-se, em qualquer situação, de seu 
cargo, emprego ou função. 
b) havendo compatibilidade de horários, 
perceberá as vantagens de seu cargo, 
emprego ou função, sem prejuízo da 
remuneração do cargo eletivo. 
c) será afastado de seu cargo, emprego ou 
função, havendo compatibilidade ou não de 
horários, sendo-lhe facultado optar pela sua 
remuneração. 
d) terá seu tempo de serviço contado para 
todos os efeitos, em caso de afastamento. 
e) só terá seu tempo de serviço contado para 
todos os efeitos, caso não se afaste do 
exercício de seu cargo. 
 
5. (ESAF- Analista Judiciário - TRT - 7ª Região \u2013 
2003) - Tratando-se da vedação constitucional 
de acumulação remunerada de cargos, 
empregos e funções, assinale a afirmativa 
verdadeira: 
 
a) a possibilidade excepcional de acumulação 
de cargos impõe a compatibilidade de 
horários e a correlação de matérias. 
b) na área de saúde, a exceção à vedação de 
acumulação limita-se aos cargos privativos 
de médicos. 
c) a proibição de acumular limita-se à 
Administração Direta e Indireta da 
respectiva esfera da Federação na qual 
tenha vínculo o servidor. 
 DIREITO ADMINISTRATIVO | APOSTILA 2012 
Prof. Lidiane Coutinho 
 
Rua Maria Tomásia, 22 \u2013 Aldeota \u2013 Fortaleza/CE \u2013 Fone: (85) 3208.2222 \u2013 www.masterconcurso.com.br | 17 
 
OS:0700/3/12-Felipe 
 d) inclui-se na proibição de acumulação a 
percepção de remuneração pela 
participação em conselhos de administração 
de empresas estatais. 
e) pode haver acumulação de provento de 
aposentadoria com remuneração de um 
cargo de provimento em comissão, 
declarado de livre nomeação e exoneração 
 
6. (ESAF- Analista MPU/2004 \u2013 Área Orçamento) - 
A respeito da estabilidade dos servidores 
públicos e dos membros do Ministério Público 
da União (MPU) com base na Constituição 
Federal e legislação correspondente, assinale a 
opção correta. 
 
a) Ambos se tornam estáveis após o decurso 
do mesmo lapso temporal de exercício. 
b) A vitaliciedade é um atributo comum aos 
servidores públicos e aos membros do 
Ministério Público. 
c) São estáveis os servidores públicos federais 
após 3 anos de efetivo exercício. 
d) Os estáveis não podem ser demitidos. 
e) Os membros do MPU são estáveis após três 
anos de exercício. 
 
7. (ESAF- Analista MPU/2004 \u2013 Área 
Documentação \u2013 Especialidade Arquivologia) - 
Assinale a assertiva correta a respeito das 
hipóteses de elegibilidade e de exercício de 
mandato