Matéria de Direito Constitucional II - 1 BIM
12 pág.

Matéria de Direito Constitucional II - 1 BIM


DisciplinaDireito Constitucional II6.785 materiais113.693 seguidores
Pré-visualização2 páginas
e o desmembramento de Municípios, far-se-ão por lei estadual, dentro do período determinado por Lei Complementar Federal, e dependerão de consulta prévia, mediante plebiscito, às populações dos Municípios envolvidos, após divulgação dos Estudos de Viabilidade Municipal, apresentados e publicados na forma da lei. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 15, de 1996)
Criação de municípios, anexos, separação divisão, junção, fusão, etc.
Plebiscito
Lei estadual
* Criaram milhares de municípios, o que gerou muitos gastos.
* Alguns não tem como se sustentar.
* Os repasses da União foram para outras coisas.
+ 2 requisitos
EC/96 \u2013 Deveria haver estudos de viabilidade municipal.
	 Deveriam ser criados de acordo com o período estipulado em lei.
	 O congresso federal não criou lei dizendo qual o tempo a ser estipulado e nem como fariam os estudos de viabilidade.
* O MP investigou, pois a criação de municípios continuou até 2006, o STF julgou e disse que os Estados criados desde 1996 eram inconstitucionais, mas manteram os efeitos, pois não tinha como ser desfeito.
Art. 96 ADCT \u2013 Os municípios criados de 1996 até 2006 serão válidos, embora inconstitucionais. Se forem criados municípios após 2006 além de serem inconstitucionais, poderão ser desconstituídos.
* A Dilma vetou a lei que o congresso finalmente criou e retornou ao congresso.
Iria impactar os cofres da União, ela quer outra proposta.
Aula 07 \u2013 22/08/14
3. Repartição de Competências na CF/88
Federação \u2013 descentralização do poder
Entidades federativas
Atribuições \u2013 repartição do poder do Estado
* Competências Legislativas
Competência para legislar
Competência para fazer leis para a organização do Estado
Senador - Dep. Estadual - Dep. Federal
- Todos têm função de legislar, mas por competências diferentes.
- Empatia popular (identificar o problema)
- Ser maleável, gostar de discutir, deliberar.
União \u2013 Estado \u2013 Município \u2013 DF
* Competências Materiais
Poder Executivo \u2013 administrador
- Arrecadar renda (orçamento)
- Gastar o orçamento (segurança pública, saúde pública, serviços público em geral).
- Como ele vai fazer? Grande sacada.
- Empreendedor na esfera pública.
Hamilton \u2013 \u201csenhor da bolsa, senhor da espada\u201d.
União \u2013 Estado \u2013 Município \u2013 DF (Governador também).
Presidente \u2013 Governador \u2013 Prefeito
* Competências duais/ horizontais
\u2192 Exclusivas (art. 21 CF/88)
Somente a União pode fazer
* Pertencem a somente uma entidade federativas
Não é possível delegar essas funções para os Estados.
É de interesse nacional.
\u2192 Privativas (art. 22 CF/88)
Pertencem a somente uma entidade federativa, mas podem ser delegadas aos Estados.
\u2192 Reservados/ remanescentes (art. 25 CF/88)
Competências reservadas aos Estados.
Tudo o que não for de competência da União ou dos municípios, cadê aos Estados.
* Competências cooperativas/ verticais
Cabe a todos (União, Estados, Municípios).
\u2192 Comuns (art. 23 CF/88)
As competências comuns são materiais.
* Proteção ao meio ambiente, educação, etc.
\u2192 Concorrente (art. 24 CF/88)
As competências concorrentes são legislativas.
Se tem competência para executar assuntos comuns materiais, tem que legisla-los também.
* Saúde, moradia, educação, etc.
	Horizontal
	Vertical federalismo
 cooperativo
	Materiais Legislativa 
Exclusivas Privativas
	Competência comum e concorrente
	União \u2013 art. 21 e 22
	União \u2013 art. 23 e 24
	Exclusivas e privativas
Materiais e legislativa
	* implícito - não há competência concorrente expressa
	Municípios \u2013 art. 30
	Municípios \u2013 art. 23
	Só o Estado pode fazer
	Art. 30, inc. II.
	Estados \u2013 art. 25, § 1º e § 2º
	Estados \u2013 art. 23 e 24
O Distrito Federal tem as mesmas competências dos Estados e dos Municípios.
Aula 08 \u2013 26/08/14
Repartição de Competências
\u2192 Art. 21. Competências Materiais \u2013 exclusivas da União
Função do Executivo de realizar coisas
Horizontais e materiais
Não pode ser delegado
\u2192 Art. 22. Competências Legislativas \u2013 privativas da União
Parágrafo único \u2013 delegação
É votado no CNJ por Deputados e Senadores e ganha por maioria absoluta da casa.
- Por lei complementar
- De forma especifica
- Para todos os Estados e DF.
Horizontal e legislativo
Ex: Lei 103/02.
\u2192 Art. 23. Competências Materiais Comuns
Parágrafo único \u2013 Lei complementar poderá auxiliar a cooperação
Políticas públicas em geral
A norma deve ter eficácia plena
Vertical \u2013 compartilhada
\u2192 Art. 24. Competências Legislativas Concorrentes
Vertical legislativo (União \u2013 Estados \u2013 DF)
- A União elabora lei geral e o Estado, específica.
- Caso a União não elabore a lei geral, o Estado recebe a competência plena.
Ex: CNJ \u2013 Lei geral/ ALEP \u2013 Lei específica \u2013 Cód. Florestal Paraná.
- Com a superveniência da lei federal suspende a lei estadual no que for incompatível.
Aula 09 \u2013 02/09/2014
Exercício em sala.
Aula 10 \u2013 05/09/2014
Correção das questões em sala.
Aula 11 \u2013 09/09/2014
Intervenção Federal (União sobre Estado) \u2013 (deve ser grave ou emergencial)
Hipóteses (art. 34)
Manter a integridade nacional;
Ex: Sul é meu país.
Deve - se manter o território intacto.
Repelir invasão estrangeira ou de uma entidade federativa em outra; Ex: um Estado começa a levar sua polícia, cobrar tributos em outro território (invasão), mesmo que Estado que esteja sendo invadido de conta, a União pode intervir.
Impedir a grave perturbação da ordem pública;
Preservar o livre exercício dos poderes;
Poder legislativo da posso para o Poder Executivo, e se ele não quiser dar posse? 
Pra não haver coação de poderes.
Reorganizar as finanças do Estado
Pra não acontecer de deixar dívidas para o próximo governo.
* Que deixar de pagar a dívida
Fundada \u2013 vencida a mais de 1 ano.
* Que deixar de fazer repasses
Não pagamento de precatórios.
Prover execução de lei ou decisão judicial; Ex: Obrigar MST devolver terras.
Assegurar a efetividade dos princípios sensíveis: república, democracia (o que é o povo? Poder do povo, pluralidade), sistema representativo (voto), direitos da pessoa, autonomia municipal, prestação de contas, aplicação do mínimo.
Tem que haver grave ameaça para a intervenção? Tem que haver a perturbação, só a ameaça não adianta.
Aula 12 \u2013 12/09/2014
Trabalho sem consulta em sala.