Exercício de revisão AV1
14 pág.

Exercício de revisão AV1


DisciplinaFundamentos de Comércio Exterior3.675 materiais45.395 seguidores
Pré-visualização3 páginas
através da aplicação de normas e regulamentos que acabam se 
transformando em um obstáculo ao comércio. 
 
Quais as fases operacionais do comércio exterior brasileiro? 
 
 Nenhuma das respostas anteriores. 
 Fase Administrativa, Fiscal e Tributária. 
 Despacho e Desembaraço Aduaneiros. 
 Fase Introdutória e Sequencial. 
 Fase Comercial e Despacho Aduaneiro. 
 
 
 
 
Quando o exportador prepara a carga para embarque, é necessário que a 
embalagem do produto seja de acordo ao solicitado pelo comprador e, às 
vezes, dependendo do produto, a embalagem pode representar um custo na 
planilha de formação de preço internacional. O custo da embalagem do 
produto pode ser repassado ao importador? 
 
 Esse custo da embalagem do produto, pode ser repassado à 
transportadora internacional. 
 Esse custo pode ser repassado aos compradores do mercado interno 
e não aos importadores. 
 Não, esse custo de embalagem é de responsabilidade do fabricante 
e não do comprador. 
 Sim, na planilha, o exportador pode repassar o custo da 
embalagem do produto, pois faz parte da venda. 
 Não, o importador está comprando o produto e não a embalagem, 
assim, o custo é por conta do vendedor. 
 
A política do comércio exterior brasileiro pode ser definida como o ato 
de governar do Estado, com vistas à consecução e à salvaguarda dos 
Objetivos Nacionais, no que diz respeito ao comércio do Brasil com os 
demais países. Neste contexto assinale as respostas que identifiquem a 
interferência do Estado no Comércio exterior brasileiro: 
 
 O Estado altera constantemente as normas estatais, dando um 
aspecto dinâmico à legislação do comércio exterior, para atingir 
os objetivos da balança comercial. 
 Os empresários brasileiros necessitam acompanhar e planejar 
constantemente, as suas atividades para não perderem eventuais 
oportunidades de redução do custo das operações de comércio 
exterior sem deixarem de cumprir as exigências necessárias ao 
desembaraço da mercadoria. 
 O governo brasileiro dá as diretrizes aos empresários e 
comerciantes, para que os mesmos adotem os sistemas e 
procedimentos compatíveis com os interesses nacionais do momento. 
 O Estado interfere na atividade de comércio exterior brasileiro, 
no sentido de resguardar os interesses do Mercosul e se ajustar à 
conjuntura do Comércio nacional. 
 O comércio exterior brasileiro acontece em um ambiente dinâmico, 
com variáveis incontroláveis e medidas conjunturais e temporárias. 
 
 
 
No transporte marítimo, quando o exportador se apresenta com a carga no 
porto de embarque, ocorrem uma serie de despesas, como armazenagem, 
capatazias, estiva e outras taxas logísticas próprias da manipulação da 
carga que será embarcada. Essas despesas internas devem ser repassadas ao 
importador? 
 
 todas as despesas antes do embarque são por conta do exportador, 
assim, não podem ser repassadas ao cliente. 
 Normalmente essas despesas portuárias ocorrem por conta do 
despachante aduaneiro, pois o objetivo do trabalho dele é embarcar 
as mercadorias. 
 Todas as despesas de embarque que ocorrem no porto, são por conta da 
empresa inspetora da carga, pois ao final da operação, vai emitir um 
certificado dizendo que a carga está a bordo em boas condições. 
 Essas despesas portuárias quem deve paga-las é a companhia marítima, 
pois estão incluídas no frete internacional. 
 Embora estejam ocorrendo antes do embarque, essas despesas fazem 
parte do esforço de venda, assim, podem ser repassadas ao 
importador, na planilha de formação do preço internacional. 
 
Assinale a opção que não está relacionada com a prática do mercantilismo: 
 
 A riqueza da economia depende do aumento da população e do 
volume de metais preciosos do país. 
 Autoridade forte e central é essencial para a expansão dos 
mercados e a proteção dos interesses comerciais locais. 
 O comércio exterior deve ser estimulado, pois um saldo 
positivo na balança comercial fornece um estoque de metais 
preciosos. 
 O princípio sob o qual o Estado deve incrementar o bem-estar 
nacional 
 Conjunto de concepções que pregava a atuação ativa do Estado 
e a busca de acumulação de metais preciosos. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Uma importação com cobertura cambial é aquela que representa uma efetiva 
compra de mercadoria estrangeira, portanto existe a necessidade da 
cobertura cambial. Qual é o conceito do termo "cobertura cambial" na 
importação? 
 
 Significa que o importador não tem obrigação de pagar o 
exportador estrangeiro. 
 Significa que o importador tem que pagar o exportador 
estrangeiro, em Reais. 
 Significa que o importador tem que pagar o exportador 
estrangeiro, em moeda conversível. 
 Significa que o importador tem que pagar o exportador 
estrangeiro, mediante escambo. 
 Significa que o importador tem que pagar o exportador 
estrangeiro em moeda inconversível. 
 
O CMN- Conselho Monetário Nacional é um órgão deliberativo e suas 
decisões são normatizadas por meio de Resoluções, Circulares e 
Comunicados do: 
 
 Câmara de Comércio Exterior ¿ CAMEX 
 Banco Central do Brasil ¿ BACEN 
 Secretaria do Comércio Exterior Brasileiro ¿ SECEX 
 Sistema do Banco Central do Brasil ¿ SISBACEN 
 Banco do Brasil S.A. 
A nomenclatura Comum do Mercosul é aplicada ao comércio do Brasil: 
 
 Obrigatória para as operações de comércio exterior efetuadas no 
âmbito do Mercosul e facultativa às outras regiões; 
 Abrangendo todas as operações de comércio exterior; 
 Facultativa para as operações de comércio exterior com outros 
países latino-americanos; 
 Obrigatória nas relações comerciais com a China e a União Europeia. 
 Restringindo-se às operações de comércio exterior efetuadas pelo 
país no âmbito do Mercosul; 
 
 
 
 
 
 
 
No que concerne ao comércio exterior compete ao Ministério das Relações 
Exteriores (MRE): 
 
 Realizar estudos e pesquisa sobre mercados externos, atuar na 
promoção comercial e organizar a participação brasileira em feiras 
internacionais; 
 Traçar as diretrizes da política de comércio exterior, estabelecer 
normas para sua implementação e supervisionar sua execução; 
 Atuar como agente pagador e recebedor fora do país, como 
representante do Governo Federal, emitir licenças de importação e 
exportação e representar o país em feiras e eventos 
internacionais. 
 Definir normas para exportação e importação de produtos, negociar 
e celebrar contratos comerciais internacionais e atuar, em nome do 
Estado, nos foros internacionais; 
 Estabelecer contratos e contrair, em nome do Estado, compromissos 
comerciais e coordenar o sistema de informações comerciais. 
 
 
Quais os Regimes Aduaneiros apresentados no Comércio Exterior Brasileiro? 
 
 Incentivos Fiscais e Tributários. 
 Comum, Especial e Aplicado em Áreas Especiais 
 Normal e Antecipado. 
 Barreiras Tarifárias e Não Tarifárias. 
 Nenhuma das respostas anteriores. 
 
O Comércio Exterior Brasileiro usa alguns sistemas para fazer a 
integração entre os diversos orgãos da sua estrutura e os demais players 
que dele fazem parte. Assinale o Sistema que na estrutura do CEB integra 
todos os intervenientes. 
 
 Sistema Integrado da Fundação do Comércio Exterior. 
 Sistema Integrado do Banco Central. 
 Sistema Integrado de Comércio Exterior. 
 Sistema Integrado da Receita Federal. 
 Sistema Integrado da Secretaria de Comércio Exterior. 
 
 
 
 
 
A intervenção do Estado na atividade de comércio exterior, agindo no 
sentido de resguardar seus interesses ou até de se ajustar à conjuntura 
do Comércio Internacional, cria a necessidade de uma estrutura que 
normatize e fiscalize o comércio exterior brasileiro. Assinale a única 
opção correta. 
 
 Secretaria da Receita Estadual 
 Sistema de Comércio Exterior Informatizado 
 Secretaria