Introducao_a_Microeconomia
21 pág.

Introducao_a_Microeconomia


DisciplinaEconomia Geral104 materiais648 seguidores
Pré-visualização4 páginas
para que não entrem no mercado de igualdade dos artigos. Exemplos: batata 
frita com sal e batata frita sem sal, com sabor queijo ou sem sabor queijo. 
Oligopólio 
 
Caracteriza-se por um mercado no qual a oferta de um produto ou 
serviço é controlada por pequeno grupo de vendedores, ou seja, pequeno 
número de firmas produtoras. 
 
Características fundamentais do oligopólio 
 
1) Existência de poucas firmas. Pode ter duas, três, doze ou mais 
firmas, dependendo da natureza do mercado. Entretanto o 
número deve ser pequeno, de tal forma que as firmas levem em 
consideração e rejam nas decisões quanto ao preço e produção 
da outras. A noção fundamental subjacente ao oligopólio é a da 
interdependência econômica, ou seja, as decisões sobre o preço 
e a produção de equilíbrio são interdependentes, porque a 
decisão de um vendedor influi no comportamento econômico dos 
outros vendedores; 
 
2) Produto homogêneo ou diferenciado. Quando o oligopólio 
oferece produtos homogêneos (substitutos perfeitos entre si) ele é 
considerado Oligopólio \u201cPuro\u201d (indústria do cimento, aço etc.). 
Caso contrário será considerado Oligopólio diferenciado (indústria 
automobilística e de fumo). 
 
As empresas tornam-se interdependentes e guiam suas políticas de 
produção de acordo com a política das demais empresas por saberem que, em 
setores de pouca concorrência, a alteração de preço ou qualidade de uma 
firma afeta diretamente os demais. As empresas produzem um produto 
homogêneo (ex: aço) ou um produto diferenciado (ex: automóveis), embora 
com substitutos próximos. Dentre as formas mais usuais de se analisar a 
competição no oligopólio, temos: 
 
 
1. Demanda quebrada: Explica porque os preços dos oligopólios 
permanecem constantes por longos períodos de tempo, mesmo quando 
há pequenas alterações nos custos. Os oligopolistas supõem que a 
curva de demanda seja quebrada e se um empresário aumentar o preço, 
os outros não o seguiram, pois a demanda é elástica. Por outro lado, se 
um empresário baixar os preços, os outros também baixarão talvez mais 
do que ele, gerando uma \u201cguerra de preços\u201d em um ramo inelástico da 
demanda de mercado. Ex: empresas aéreas; 
 
2. Liderança de Preços: É uma coalizão imperfeita, onde as empresas de 
um setor oligopolista decidem tacitamente estabelecer o mesmo preço, 
aceitando a liderança de uma empresa da indústria. A firma líder fixa o 
preço e é seguido pelas demais. Ex: cimento; 
 
3. Cartel Perfeito: É uma associação formal ou informal de produtores que 
transferem para uma organização central todas as decisões referentes a 
preços visando aumentar o seu lucro (funciona como um monopólio). Os 
oligopolistas reconhecem a interdependência que têm, procuram se unir 
e maximizar o lucro do cartel. Ex: OPEP; 
 
 
4. Teoria da Organização Industrial moderna: É maximizar o 
crescimento da firma, mantendo uma margem (mark-up) sobre os 
custos. A estratégia de crescimento da firma é a inovação. Quanto maior 
a diversificação do produto (inovação) maior o crescimento equilibrado 
da firma. 
 
Concorrência no oligopólio: Processo de destruição criativa 
 
Segundo um dos autores mais influentes da teoria econômica 
contemporânea, o economista Joseph Schumpeter, no oligopólio, a forma de 
concorrência mais intensa não se dá pela guerra de preços como já se 
antecipou, mas sim pela inovação. As inovações podem ser tanto de 
processos, quando se melhora o modo de se fazer o produto, quanto de 
produto, quando se melhora o produto propriamente dito. A concorrência é 
influenciada pelas inovações nos processos ou nos produtos, que podem ser: 
 
1. Inovação radical: consiste em destruir o produto anterior e sua cadeia 
produtiva de modo rápido e irreversível, a partir do surgimento de um 
novo produto e consequentemente uma nova cadeia produtiva. 
Exemplo: das antigas máquinas de escrever ao computador pessoal; 
 
2. Inovação incremental: quando um produto ou processo é 
constantemente modificado e se torna melhor do que era. Isso vai 
destruir o produto velho em um hiato de tempo mais longo. Exemplo: 
dos primeiros televisores a válvula à atual TV de LCD; 
 
3. Inovação adaptativa: inovação para a empresa e não para o mercado. 
A empresa em questão se equipara às outras que já evoluíram. De 
modo simplificado seria um Control C \u2013 Control V empresarial, no qual a 
empresa que inova apenas copia as inovações já presentes no mercado. 
 
Em síntese, os oligopólios proporcionam lucros bastante vantajosos para as 
empresas, o que possibilita o investimento em novas tecnologias e com novas 
tecnologias, as antigas ficam mais acessíveis à parcela da população menos 
favorecida. O preço do produto novo, entretanto, é bastante elevado, isso é 
conhecido como lucro do inovador e serve para aumentar a capacidade de 
inovações futuras. A empresa que não consegue inovar não consegue os 
lucros extraordinários, não se capitalizando o suficiente e, portanto, tende a se 
endividar e no futuro se vender ou fechar as portas. 
RESUMO SINTÉTICO DAS ESTRUTURAS DE MERCADO 
 
 
Concorrência 
Perfeita 
Monopólio 
Concorrência 
Monopolística 
Oligopólio 
Número de 
Concorrentes 
Muito grande. 
Mercado 
perfeitamente 
atomizado. 
Apenas um. Prevalece a 
unicidade. 
Grande. Prevalece a 
competitibilidade. 
Geralmente pequeno. 
Produto 
ou Fator 
Padronizado. Não há 
quaisquer diferenças 
entre os ofertados. 
Não têm substitutos 
satisfatórios ou próximos. 
Diferenciado. A diferenciação é 
fator-chave. 
Pode ser padronizado ou 
diferenciado. 
Controle 
sobre 
Preços ou 
Remunerações 
Não há qualquer 
possibilidade. 
Muito alto, sobretudo 
quando não há 
intervenções corretivas. 
Há possibilidades, mas são 
limitadas pela substituição. 
Dificultado pela inter- 
-dependência das 
concorrentes rivais. Amplia- 
-se quando ocorrem 
conluios. 
Concorrência 
Extra-preço 
Não é possível nem 
seria eficaz. 
Admissível para objetivos 
institucionais. 
Decorrente da diferenciação. 
Resulta de fatores como marca 
imagem, localização e serviços 
complementares. 
Vital, sobretudo nos casos 
de produtos diferenciados. 
Condições de 
Ingresso 
Não há quaisquer 
tipos de obstáculos. 
Impossível. A entrada de 
concorrentes implica o 
desaparecimento do 
monopólio. 
São relativamente fáceis. 
Há consideráveis 
obstáculos, geralmente 
derivados de escalas e de 
tecnologias de produção. 
Informações Total transparência. Opacidade. Geralmente amplas. 
Há visibilidade, embora 
limitada pela rivalidade.