A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
GABARITO APOL 1 SISTEMA DE AVALIAÇÃO DA QUALIDADE

Pré-visualização | Página 1 de 2

Questão 1/5 - Sistemas de Avaliação da Qualidade
O 1º Simpósio de Normas Brasileiras (NBR) de Informática em Saúde com o tema “Padrões para uma Saúde Conectada” foi realizado em março de 2018. O evento mostrou a importância da normalização na Tecnologia de Informação em Saúde em prol do paciente, além dos benefícios ao adotar sistemas tecnológicos de interoperabilidade para o desenvolvimento dos serviços de saúde prestados em todo o País. A normalização vai permitir que o registro eletrônico de saúde seja integrado no prontuário, no laboratório, nos resultados de exames, assim como na dosagem de medicamentos, posologia e até mesmo registro de doenças.
Adaptado de: https://www.oparana.com.br/noticia/evento-discute-normalizacao-da-informatica-em-saude-do-pais
Observando a intenção de normalização do caso, pode-se identificar seu nível. Assinale a opção correta quanto a esse nível:
Nota: 20.0
	
	A
	A normalização da Tecnologia de Informação em Saúde está no nível individual.
	
	B
	A normalização da Tecnologia de Informação em Saúde está no nível empresarial.
	
	C
	A normalização da Tecnologia de Informação em Saúde está no nível nacional.
Você acertou!
De acordo com a aula Teórica 1, sobre conceito de normalização
	
	D
	A normalização da Tecnologia de Informação em Saúde está no nível internacional.
Questão 2/5 - Sistemas de Avaliação da Qualidade
O controle da qualidade total é um sistema administrativo aperfeiçoado no Japão a partir de ideias americanas ali introduzidas após a segunda guerra mundial. Este sistema é conhecido no Japão pela sigla TQC (Total Quality Control), que se baseia em:
Nota: 20.0
	
	A
	Cumprimento de ordens seguindo a filosofia japonesa de submissão dos trabalhadores menos qualificados.
	
	B
	Fortalecimento do poder dos acionistas, de onde as decisões operacionais devem advir, pois eles detêm o poder do capital da empresa.
	
	C
	Disciplina rígida que deve ser exigida dos trabalhadores menos qualificados para que estes cumpram as regras e executem suas atividades de forma mecanizada e repetitiva.
	
	D
	Participação de todos os setores da empresa e de todos os empregados no estudo e condução da gestão da qualidade.
Você acertou!
De acordo com a Aula Teórica 2, acerca de TQM e TQC
Questão 3/5 - Sistemas de Avaliação da Qualidade
A Volvo figura mais uma vez na seleta lista de ‘Melhores em Gestão do Brasil’ da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ). Trata-se do antigo Prêmio Nacional da Qualidade (PNQ), agora com novo nome. A empresa é a única montadora de veículos no ranking da FNQ. O MEG (Modelo de Excelência em Gestão) da FNQ foi efetivamente adotado e é parte importante do dia a dia da empresa. Esse Modelo é seguido com ações constantes e firmeza de propósitos. Em 2003 a companhia escolheu os critérios da FNQ como parâmetro para sua gestão, quando passou a implementar uma série de ações nesta área. A unidade brasileira da marca sueca Volvo, subsidiária de um dos maiores grupos industriais do mundo, já tinha uma prática voltada para a qualidade desde o início de suas operações no Brasil. Foi em 1987 que a companhia adotou no país o “Método Juran para qualidade”. Em 1996, tornou-se a primeira unidade fabril da Volvo Trucks em todo o mundo a conquistar a certificação ISO 9001. A certificação ISO 14001 veio em 2000.
Adaptado de: https://diariodotransporte.com.br/2018/03/29/volvo-figura-novamente-em-lista-de-melhores-em-gestao-do-brasil-da-fundacao-nacional-da-qualidade/
Juran, citado na situação pela aplicação de seu método de qualidade no início das operações da Volvo no Brasil, é conhecido como:
Nota: 20.0
	
	A
	Doutor da qualidade.
	
	B
	Mestre da qualidade.
	
	C
	Guru da qualidade.
Você acertou!
De acordo com a aula Teórica 1, sobre histórico da qualidade.
	
	D
	Pioneiro da qualidade.
Questão 4/5 - Sistemas de Avaliação da Qualidade
Produtores de flores dos municípios paulistas de Holambra, Artur Nogueira e Santo Antonio de Posse vão participar de uma iniciativa inovadora para a área rural: a implantação de um programa de Gestão da Qualidade. Fator decisivo e exigência na indústria, o controle de qualidade total, como também é conhecido, está chegando pela primeira vez às empresas rurais da região. É uma novidade no setor. Com certeza os produtores de flores de Holambra e região serão os primeiros a implantar um programa como esse no país. O programa pretende otimizar e organizar a produção nas propriedades rurais. As ações de Gestão da Qualidade vão permitir aos participantes criar um ambiente de trabalho adequado, combater o desperdício de recursos materiais e humanos, melhorar o aproveitamento do tempo e desenvolver hábitos de organização, limpeza e higiene.
Adaptado de http://revistapegn.globo.com/Revista/Common/0,,EMI130482-17180,00.html
O caso descrito demonstra que a Qualidade Total é:
Nota: 20.0
	
	A
	Um esforço conjunto da organização para adequar a estrutura e os processos à satisfação dos clientes internos e externos e à sua melhoria contínua.
Você acertou!
De acordo com a Aula Teórica 2, acerca de qualidade total
	
	B
	Um tipo de prática que deve ser usado somente por produtores de flores.
	
	C
	Um programa desenvolvido somente no Brasil, pela falta de qualidade da área rural no país.
	
	D
	Um tipo de modismo da indústria, que não se adequa ao setor de produção de flores.
Questão 5/5 - Sistemas de Avaliação da Qualidade
O segundo é a unidade oficial de medida de tempo adotada pelo SI (Sistema Internacional de Unidades). Até a década de 1960, ele era definido como a “fração 1/86.400 de um dia solar médio”. A conta é simples: como um dia tem 24 horas, cada hora tem 60 minutos e cada minuto, 60 segundos, o total de segundos em um dia é de 86.400. Ou seja, 1 segundo seria a menor parte do tempo total que a Terra demora para completar o movimento de rotação - dar a volta em torno de si mesma. A definição, porém, não é correta. Isso porque o movimento terrestre em questão não é constante. Graças a fatores como a ação gravitacional da Lua, por exemplo, a rotação da Terra vem ficando cada vez mais lenta, o que impacta diretamente a duração dos nossos dias. Estima-se que, há algumas centenas de milhares de anos, tínhamos rotações mais rápidas, e, por isso, um ano terrestre equivalia a cerca de 400 dias. Como o conceito de “dia solar médio” não é preciso, já que essa média se altera com o tempo, nossa medição poderia variar segundos em alguns séculos. Foi pensando em melhorar essa precisão que, em 1967, na 13ª Conferência Geral de Pesos e Medidas, o SI revogou o modelo. Passou-se a adotar o relógio atômico de césio como oficial. A medição é feita dessa maneira até hoje. No entanto, graças aos avanços cada vez mais importantes na área, o modelo atual tem cada vez mais chance de ser substituído nos próximos anos. A rigor, não faz diferença alguma para você chegar alguns milionésimos atrasado em um compromisso porque seu relógio não tem precisão atômica. No entanto, pequenas diferenças na forma como medimos o tempo podem impactar significativamente outros serviços tecnológicos bastante comuns. O exemplo mais popular são os serviços de geolocalização (como o GPS), que precisam de um tempo ultra preciso para refinar a indicação de posicionamento. A navegação espacial, serviços na área de telecomunicações, da exploração mineral e de detecção de abalos sísmicos, por exemplo, também podem se beneficiar de equipamentos mais precisos.
Adaptado de: https://www.nexojornal.com.br/expresso/2018/03/26/Como-os-novos-rel%C3%B3gios-at%C3%B4micos-podem-redefinir-o-segundo
Neste contexto, avalie as asserções a seguir e a relação proposta entre elas:
I. As medições estão presentes em praticamente todos os processos de tomadas de decisão, sejam do cotidiano ou de grandes indústrias, como é o caso da medição do tempo
PORQUE
II.Sua confiabilidade é de suma importância para termos certeza dos resultados obtidos.
A respeito dessas asserções, assinale a opção correta:
Nota: