A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Avaliação Parcial Direito Previdenciário

Pré-visualização | Página 1 de 1

Avaliação Parcial: CCJ0067_SM_201403054691 V.1 
	Aluno(a): ANA CAROLINE AMORIM CIFANI
	Matrícula: 201403054691
	Acertos: 8,0 de 10,0
	Data: 08/05/2018 16:43:10 (Finalizada)
	
	
	1a Questão (Ref.:201403864022)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	Marque a opção correta quanto a evolução história da Previdência Social no Brasil?
		
	
	Em 1931 o Presidente Luis Inácio Lula da Silva determinou a intervenção nas caixas previdenciárias até então existentes em face de problemas de gestão e efetivação da proteção. Foi determinado um novo modelo previdenciário para o Brasil. O Decreto n.º 20.465/31 veio a lume prevendo um amplo leque de proteção cobrindo os já existentes riscos de invalidez, velhice e morte, bem como obedecendo o outras prestações. No modelo criado em 1931, a gestão passa a ser estatal (autarquias previdenciárias) e a proteção por segmentos profissionais (por categorias profissionais).
	
	Em 2015 foi criado o Sistema Integrado Nacional de Previdência e Assistência Social ¿ SINPAS que não era integrado a Dataprev, INPS, Funabem, Inamps, Ceme, Iapas e LBA.
	
	Em 1945 a Presidente Dilma criou uma lei que extinguiu a Previdência Social no Brasil.
	
	A primeira reforma constitucional do sistema previdenciário brasileiro ocorreu em 1500.
	 
	Em 1923 a Lei Eloy Chaves (Decreto Legislativo 4.682, de 24 de janeiro de 1923). É considerado o marco inicial da proteção previdenciária no Brasil. Com ela foram criadas as caixas de aposentadoria e pensão. Eram privadas, realizadas pela própria empresa e vinculadas a seus empregados. Previam proteção aos riscos de doença, invalidez, idade e morte.
	
	
	Gabarito Coment.
	
	
	
	
	2a Questão (Ref.:201403237580)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	O INSS, autarquia federal, resultou da fusão das seguintes autarquias:
		
	
	FUNABEM e CEME.
	
	DATAPREV e LBA.
	
	INAMPS e SINPAS.
	 
	IAPAS e INPS.
	
	IAPAS e INAMPS.
	
	
	Gabarito Coment.
	
	
	
	
	3a Questão (Ref.:201403237675)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	A cobertura previdenciária se destina:
		
	
	nem aos segurados nem aos dependentes.
	
	só aos dependentes.
	 
	aos segurados e dependentes.
	
	ao terceiro de boa-fé.
	
	spo aos segurados.
	
	
	
	4a Questão (Ref.:201403199246)
	Acerto: 0,0  / 1,0
	Considere o enunciado e as assertivas abaixo: Pode filiar-se como segurado facultativo I  A dona de casa II  O síndico de condomínio, quando não remunerado III  o estudante IV  o presidiário que não exerce atividade remunerada nem está vinculado a qualquer regime de previdência social. Correlacionando o enunciado acima com as assertivas propostas, pode-se afirmar:
		
	
	Somente os itens I, III e IV estão corretos.
	
	Somente os itens I e II estão corretos.
	
	Somente o item I está correto.
	 
	Somente os itens I, II e III estão corretos.
	 
	Que os itens I, II, III e IV estão corretos.
	
	
	Gabarito Coment.
	
	
	
	
	5a Questão (Ref.:201403237594)
	Acerto: 0,0  / 1,0
	De acordo com a Lei nº 8.213/1991, a concessão da pensão por morte e do auxílio reclusão
		
	
	dependem do período de carência de 12 e 3 meses, respectivamente.
	
	dependem do período de carência de 6 meses.
	 
	independem de carência.
	 
	dependem do período de carência de 12 meses.
	
	dependem do período de carência de 3 e 12 meses, respectivamente.
	
	
	
	6a Questão (Ref.:201403860314)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	Sobre a perda ou manutenção da qualidade de segurado analise as opções abaixo e marque a errada:
		
	 
	Por força da Lei nº 10.666/2003, a perda da qualidade de segurado será sempre considerada para concessão das aposentadorias por tempo de contribuição e especial.
	
	A qualidade de segurado é mantida, em regra, pela continuidade no pagamento das contribuições, uma vez que o subsistema previdenciário fulcra-se na contributividade.
	
	Não será concedida a pensão por morte aos dependentes do segurado que falecer após a perda dessa qualidade, salvo se já tiverem sido cumpridos os requisitos para concessão de aposentadoria (direito adquirido) ou se comprovarem que, no momento do óbito, o segurado estava incapacitado laboralmente.
	
	Por força da Lei nº 10.666/2003, a perda da qualidade de segurado não será considerada para concessão das aposentadorias por tempo de contribuição e especial.
	
	No caso de aposentadoria por idade, a perda da qualidade de segurado não será considerada desde que o segurado comprove o número mínimo de contribuições exigido para efeito de carência na data do requerimento do benefício.
	
	
	Gabarito Coment.
	
	
	
	
	7a Questão (Ref.:201403242938)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	A respeito da manutenção e perda da qualidade de segurado é correto afirmar que
		
	
	o segurado facultativo tem um período de graça de seis meses, prazo que poderá ser prorrogado por doze meses se comprovada a situação de desempregado perante o Ministério do Trabalho e Emprego.
	
	a perda da qualidade de segurado acarreta o reinício da contagem do prazo de carência para a obtenção de auxílio-doença, aposentadoria por invalidez e aposentadoria especial.
	
	a perda da qualidade de segurado não será considerada para a concessão de auxílio-doença, aposentadoria especial e aposentadoria por tempo de contribuição.
	
	o segurado que estiver recebendo benefício por incapacidade mantém essa qualidade durante seis meses após a cessação do benefício, independentemente do retorno à atividade remunerada
	 
	é irrelevante para a concessão da aposentadoria por idade, desde que o segurado comprove a carência exigida para a obtenção do benefício.
	
	
	Gabarito Coment.
	
	
	
	
	8a Questão (Ref.:201403199823)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	Não é necessário comprovar dependência econômica dos seguintes dependentes do segurado da Previdência Social:
		
	
	Menor tutelado, irmão não emancipado e enteado.
	
	Pais, irmão não emancipado e enteado do segurado.
	 
	Cônjuge, companheiro(a), pais e o filho não emancipado do segurado.
	
	Cônjuge, filho não emancipado do segurado e companheiro(a).
	
	Os avós paternos e maternos.
	
	
	
	9a Questão (Ref.:201403220619)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	A indústria Alpha Ltda. contratou Amaury, para gerenciar sua área de vendas, pagando, a título de salário, R$ 3.000,00. De acordo com a atividade preponderante da empresa, que possui grau de risco leve, é correto afirmar que a contribuição para custeio de acidente de trabalho será de:
		
	 
	1%.
	
	3%.
	
	6%.
	
	4,5%.
	
	2%.
	
	
	Gabarito Coment.
	
	
	
	
	10a Questão (Ref.:201403868170)
	Acerto: 1,0  / 1,0
	Considerando-se que Jonatan trabalha como caseiro para o Sr. João em seu sítio e possui Carteira Profissional como empregado doméstico. O empregado doméstico é contribuinte:
		
	
	voluntário
	
	gracioso
	 
	obrigatório
	
	facultativo
	
	autônomo