A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
26 pág.
3.1   Ética e Moral

Pré-visualização | Página 1 de 6

Ética
2010
2
1.Conceitos de ética, moral, 
valores e virtudes.
3
1.1 Conceitos básicos
O Ser Humano é um animal racional;
Diferencia-se dos demais animais por 
ter a capacidade de pensar.
Lado Animal Lado Racional
Prática Teoria
4
1.1 A ação do Ser Humano
Nós humanos transformamos 
necessidades em problemas, e geramos 
soluções para esses problemas. 
Usamos dois mecanismos básicos 
para produzir respostas às necessidades:
5
MECANISMOS 
INSTINTIVOS
MECANISMOS 
AUTOMÁTICOS
Baseiam-se em 
impulsos naturais. 
Descobrimos 
respostas pelo uso 
do modelo de 
tentativa e erro. 
Desenvolvemos 
esses mecanismos a 
partir de atos 
instintivos que 
deram certo e assim
geramos as rotinas. 
6
1.1 O Comportamento do Ser Humano
Inicialmente o ser humano busca
respostas através do instinto;
Posteriormente, trabalha com o 
conhecimento adquirido, automatizando 
algumas ações e reações.
Dessa dinâmica emerge um conjunto 
de atos acertados e aceitos (rotinas) que 
entrelaçados constituem atividades e 
valores que formam uma cultura.
7
O modo de ver o mundo e os 
diferentes comportamentos sociais 
resultantes da prática e da convivência 
são produtos de heranças culturais.
8
Ao conjunto de informações teóricas 
da vida humana denominamos 
“ciência”.
LADO ANIMAL LADO RACIONAL
PRÁTICA TEORIA
CULTURA CIÊNCIA
9
1.2 Conceito de Ética 
Ética estuda os valores morais e os 
princípios ideais da conduta humana.
Código de Ética – Código de princípios 
e valores morais que governam o 
comportamento de uma pessoa ou grupo 
em relação ao que é certo ou errado.
10
.4 Conceito de Moral
Moral é um conjunto de ações e 
decisões acompanhado de recompensas 
e punições que são aceitas por um grupo 
social.
11
1.5 Moral e Ética – Semelhanças e 
diferenças.
Moral estabelece normas e direciona 
a prática das pessoas.
Ética teoriza sobre as condutas, 
estudando as concepções que dão 
suporte à moral.
12
Valores Morais
Os valores morais emergem da 
experiência do grupo humano. 
Ao serem socializados, se tornam 
consenso entre os membros da sociedade.
Os valores morais, detalhados em 
preceitos, são levados à sociedade pela 
persuasão através da educação e da 
comunicação.
13
Por que estudar e utilizar ética?
O estudo da Ética está associado à
necessidade de se estabelecer limites
nos desejos e ambições individuais, 
dirigindo-os para uma relação 
equilibrada com as necessidades 
sociais.
14
Conceito de Necessidade
Necessidade é uma sensação de 
carência ou privação sentida por uma 
pessoa que precisa ser suprida para 
que ela se sinta feliz.
15
Conceito de Desejo.
Desejo é a forma tomada pelas 
necessidades humanas a medida que 
são moldadas pela cultura e 
personalidade individual. 
A necessidade de utilizarmos roupas 
evolui para o desejo de vestirmo-nos 
com um determinado estilo de roupa.
16
1.3 Conceito de Cidadania
Cidadania é o ato do exercício, 
individual ou coletivo, dos direitos civis e 
políticos de um Estado.
Ao exercermos a cidadania
precisamos ser éticos: precisamos 
respeitar o conjunto de princípios 
morais que se referem a uma profissão 
ou função social.
17
1.5 Moral e Ética – Semelhanças e 
diferenças.
São dois caminhos diferentes que 
resultam em funções diferentes:
Sob o ponto de vista social a Moral
estabelece as normas que 
estabelecem o equilíbrio entre os 
anseios individuais e os interesses 
sociais de uma sociedade.
18
Conceito de valores morais e éticos 
no ambiente profissional
Valores de uma instituição: São 
idéias fundamentais em torno das quais 
um projeto ou uma instituição foi 
construída.
Os valores de uma instituição 
representam as convicções e as crenças 
básicas: aquilo em que a maioria das 
pessoas da instituição acredita.
19
Exemplos de Valores:
• Honestidade, 
• Transparência,
• Busca permanente da inovação.
• Foco no cliente.
20
1.7 Conceito de Virtude
Virtude, segundo Aristóteles (384 a.C. - 322 
a.C), é uma disposição adquirida de fazer o 
bem, e ela se aperfeiçoa com o hábito.
As virtudes éticas resultam do hábito de 
praticá-las: Somos potencialmente capazes de 
tornarmo-nos virtuosos e transformarmos essa 
potencialidade em realidade pela prática. 
A virtude é um hábito, então pode ser 
adquirida por educação e treinamento.
21
1.8 Conceito de Ética profissional
Ética profissional é o conjunto de 
princípios morais que devem ser 
respeitados no exercício de uma 
profissão, ou de uma determinada função 
na sociedade.
Inclui: a convivência com colegas de 
profissão e de trabalho, com clientes, 
fornecedores e instituições e pessoas 
que integram a uma rede de contatos 
profissionais.
22
1.8.1 A Ética profissional no Brasil
No atual ambiente profissional 
brasileiro há uma busca por revisão dos 
valores morais utilizados. 
Esse comportamento é uma reação das 
instituições as frequentes demonstrações de 
ausência de comportamento profissional ético 
e de descumprimento das leis e dos princípios 
éticos na política, nos ambientes sociais e no 
meio econômico.
23
2. Ética aplicada.
A busca e a manutenção do poder 
econômico e de mando é a principal 
meta de instituições, governos, famílias 
e indivíduos.
A concepção moral predominante
se orienta para o egoísmo, a hipocrisia, 
o lucro desmedido. 
O individualismo competitivo é
incentivado e até cultuado.
24
2. Ética aplicada.
Por isso as pessoas esforçam-se para 
conseguir e manter um emprego, e as 
instituições preocupam-se em competir, e 
buscar a liderança em suas áreas de atuação.
Muitas empresas tem formas de produção 
que agridem o meio ambiente, exploram a 
força de trabalho, e não se preocupam com o 
bem cumum.
25
. Noções de ética empresarial e 
profissional
Considerando a ética como a reflexão 
sobre a ação humana, entende-se que a 
responsabilidade social (e ambiental)
trata a empresa como um indivíduo e 
tenta direcionar, apontar, mostrar 
quais ações são mais adequadas em 
termos sociais e ambientais...
26
3. Noções de ética empresarial e 
profissional
Conclusão:
Ação Humana Ação Empresarial 
(Institucional)
Moral e Ética
Ética e 
Responsabilidade 
Sócio-ambiental
27
3.1 A ética e a moralidade em ambientes 
profissionais
3.1.1 Em relação ao indivíduo
• Discriminação de indivíduos e minorias.
• Assédio Moral e Sexual.
• Violação a moral e costumes vigentes na 
sociedade.
• Corrupção e gestão em proveito próprio.
28
3.1 A ética e a moralidade em ambientes 
profissionais
3.1.2 Em relação à atividade profissional
• Sonegação tributária.
• Sonegação de informações de valor público.
• Manipulação de informações, falsificações.
29
4. O padrão ético no serviço público.
4.1 Princípios éticos na Constituição 
Brasileira
O artigo 37 da Constituição da 
República Federativa do Brasil 
estabelece que a administração pública 
direta e indireta de qualquer dos 
Poderes da União, dos Estados, do 
Distrito Federal e dos Municípios deve 
obedecer aos seguintes princípios:
30
4.1 Princípios éticos na Constituição 
Brasileira
1. Legalidade: A gestão pública deve 
obedecer a lei em todas as suas 
atividades, sob pena de invalidade do ato 
e responsabilização do seu autor.
2. Impessoalidade: Qualquer atividade 
de gestão pública deve ser dirigida a 
todos os cidadãos, sem a determinação 
de pessoa ou discriminação de qualquer 
natureza.
31
4.1 Princípios éticos na Constituição 
Brasileira 
3. Moralidade: Os atos e atividades públicas 
devem obedecer aos princípios morais 
(éticos). Devem buscar o melhor e o mais útil 
para o interesse público.
Publicidade: É obrigatório a divulgação dos 
atos, contratos e outros documentos da 
administração pública

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.