Família do Carbono (4A ou 14)
22 pág.

Família do Carbono (4A ou 14)


DisciplinaQuimica1376 materiais717 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Família do Carbono (4A ou 14) 
Alunas: yule beatriz, Pedro henrique, thaylanne e bruno
Colégio Estadual Raimundo Neiva de Carvalho
Professora : Izaiane Almeida Data: 07-05-2018
Disciplina: Química Turma: 13.01
introdução
	Os elementos químicos da Família do Carbono apresentam configuração eletrônica com quatro elétrons na camada de valência. Como regra geral, o primeiro átomo do grupo é sempre menor e mais eletronegativo, e por isso apresenta maior energia de ionização e, sendo mais covalente e menos metálico. Os raios covalentes, portanto, aumentam de cima para baixo.
Representações das famílias com suas distribuições eletrônicas na camada de valência. FONTE: MAXIEDUCA
	A família do carbono, grupo 14 ou família IVA, é a décima quarta coluna vertical da tabela periódica dos elementos químicos e possui os seguintes representantes:
 Carbono (C), número atômico 6;
 Silício (Si), número atômico 14;
 Germânio (Ge), número atômico 32;
 Estanho (Sn), número atômico 50;
 Chumbo (Pb), número atômico 82;
 Fleróvio (Fl), número atômico 114;
Carbono (C)
	O carbono (do latim carbo, carvão) é um elemento químico, símbolo C de número atômico 6 (6 prótons e 6 elétrons) com massa atómica 12 u, e sólido a temperatura ambiente. Dependendo das condições de formação pode ser encontrado na natureza em diversas formas alotrópicas, carbono amorfo e cristalino em forma de grafite ou diamante. Pertence ao grupo (ou família) 14 (anteriormente chamada 4A). 
	É o pilar básico da química orgânica, se conhecem cerca de 10 milhões de compostos de carbono, e forma parte de todos os seres vivos.
Elemento Carbono. FONTE:TODAMATERIA
História 
	O carbono foi descoberto na pré-história e foi conhecido na forma de fuligem e brasa nas civilizações humanas mais antigas. Os diamantes foram conhecidos provavelmente em aproximadamente 2500 a.C. na China, onde o carbono na forma de carvão foi feita na civilização romana com o mesmo processo químico que é utilizado até a atualidade, pela queima de madeira em uma pirâmide com argila para diminuir a quantia de ar atmosférico. Antoine Laurent de Lavoiser (1743-17940) foi o primeiro a usar o termo Carbono para o elemento.
Antoine Laurent de Lavoiser 
FONTE QUIMLAB 
CARACTERÍSITCAS PRINCIPAIS
	O carbono é um elemento notável por várias razões. Suas formas alotrópicas incluem, surpreendentemente, uma das substâncias mais frágeis e baratas (o grafite) e uma das mais duras e caras (o diamante). Mais ainda: apresenta uma grande afinidade para combinar-se quimicamente com outros átomos pequenos, incluindo átomos de carbono que podem formar largas cadeias. Além disso, fornece, através do ciclo carbono-nitrogênio, parte da energia produzida pelo Sol e outras estrelas.
Sua forma alotrópica conhecida como diamante é uma das substâncias mais duras conhecidas e por isso usado em brocas, serras e lixas. FONTE: QUIMLAB
APLICAÇÕES
	Uma das principais aplicações do carbono é para uso industrial, como componente de hidrocarbonetos (composto químico formado por átomos de carbono e hidrogênio) para a produção de combustíveis como o gás natural e o petróleo. Ele também pode ser utilizado para a produção de gelo seco.
	Além disso, ele também pode ser utilizado para a produção de joias, com o diamante e na fabricação do grafite para o lápis.
	
O grafite para lapiseira é feito de grafite (somente misturado com uma pedra ou de material sintético).
Um tecido entrelaçado de filamento de carbono.
FONTE: QUIMLAB
Silício (Si)
	O silício (latim: silex, sílex ou "pedra dura") é um elemento químico de símbolo Si de número atômico 14 (14 prótons e 14 elétrons) com massa atómica igual a 28 u. À temperatura ambiente, o silício encontra-se no estado sólido. 
	Foi descoberto por Jöns Jacob Berzelius, em 1823. O silício é o segundo elemento mais abundante da face da terra. Se apresenta na forma amorfa e cristalina; o primeiro na forma de um pó pardo mais reativo que a variante cristalina, que se apresenta na forma octaédrica de coloração azul grisáceo e brilho metálico.
Descoberto por Jakob Berzelius (1779 - 1848). FONTE: QUIMLAB
Elemento Silício. FONTE:TODAMATERIA
CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS
	Suas propriedades são intermediárias entre as do carbono e o germânio. Na forma cristalina é muito duro e pouco solúvel, apresentando um brilho metálico e uma coloração grisácea. É um elemento relativamente inerte e resistente à ação da maioria dos ácidos; reage com os halogênios e álcalis. O silício transmite mais de 95% dos comprimentos de onda das radiações infravermelhas.
Silício com teor de 99.999%. FONTE:TODAMATERIA 
Quartzo (SiO2) Seu principal mineral. FONTE:TODAMATERIA 
APLICAÇÕES
	É utilizado para a produção de ligas metálicas, na preparação de silicones, na indústria cerâmica e, por ser um material semicondutor muito abundante, tem um interesse muito especial na indústria eletrônica e microeletrônica, como material básico para a produção de transistores para chips, células solares e em diversas variedades de circuitos eletrônicos. Por esta razão é conhecida como Vale do silício a região da California ( EUA ) onde estão concentrados numerosas empresas do setor de eletrônica e informática. 
Aplicações do silicone em cola para vedação e em prótese mamária. FONTE: ALUNOSONLINE
Usado na produção da maior parte dos circuitos eletrônicos. . FONTE: ALUNOSONLINE
Germânio (Ge)
	Derivado de Germania, o nome Latino da Alemanha. Foi descoberto em 1886 por Clemens A. Winkler em Frieberg, Alemanha, no mineral Argirodita (4Ag2S.GeS2), a partir da redução de seu sulfeto com hidrogênio. Foi o terceiro elemento previsto por Mendeleev que o chamou de Ekasilício. É obtido atualmente como subproduto do processamento de minérios de zinco, a partir da redução do GeO2 com hidrogênio. É um elemento cinza-claro brilhante estável ao ar em temperatura ambiente e que se dissolve em ácido nítrico. Seu óxido (GeO2) se dissolve em meio básico formando Germanatos (GeO32-). Possui propriedades semi-condutoras como o silício.
Elemento Germânio. FONTE:TODAMATERIA
CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS
	É um semi-metal sólido, duro, cristalino, de coloração branco acinzentada, lustroso, quebradiço, que conserva o brilho em temperaturas ordinárias. 
	Forma grande número de compostos organolépticos e é um importante material semicondutor utilizado em transístores e fotodedectores. Diferentemente da maioria dos semicondutores, o germânio tem uma pequena banda proibida ( ``band gap`` ) respondendo de forma eficaz a radiação infravermelha e pode ser usado em amplificadores de baixa intensidade.
Discos de Germânio com pureza 99,999% de pureza. FONTE: QUIMLAB
APLICAÇÕES
	As aplicações do germânio estão limitadas ao seu alto custo e em muitos casos estuda-se a sua substituição por materiais mais econômicos. Os principais usos são: 
\u2022 Fibra óptica.
\u2022 Eletrônica: Radares, amplificadores de guitarras elétricas, ligas metálicas de SiGe em circuitos integrados de alta velocidade.
\u2022 Óptica de infravermelhos: espectroscópios, sistemas de visão noturna e outros equipamentos.
\u2022 Lentes, com alto índice de refração, de ângulo amplo e para microscópios.
É adicionado em vidros para a fabricação de lentes em ótica. FONTE: QUIMLAB
Usado em eletrônica, principalmente em diodos para retificação de corrente alternada. FONTE: QUIMLAB
Estanho (Sn)
	Do Latim Stannum e relacionado com a palavra Stagnum devido à facilidade com que funde. É conhecido desde a antiguidade, como elemento constituinte do bronze e o obtinham pela redução de seu dióxido (SnO2), Cassiterita, com carvão, que é um processo similar ao empregado ainda hoje. Para obtenção em alto grau de pureza pode-se utilizar a eletrólise de seus sais. É um metal branco prateado, mole, dúctil e facilmente fusível. Ao ar muda de coloração e se desagrega em temperaturas abaixo de 13ºC. Lentamente atacado por ácidos diluídos minerais e rapidamente por ácidos concentrados. Queima quando aquecido ar formando