Petição Inicial   Jecrim
2 pág.

Petição Inicial Jecrim


DisciplinaPrática Simulada III Semana de Aula 28 materiais65 seguidores
Pré-visualização1 página
EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DO JUIZADO 
ESPECIAL CRIMINAL DE NITERÓI / RJ 
 
 
 
 
 
PEDRO, engenheiro, estado civil xxx, portador da cédula de identidade n.º xxx, 
inscrito no CPF/MF n.º xxx, natural xxx, residente e domiciliado no endereço xxx, 
bairro xxx, na Cidade de Niterói / RJ, com endereço eletrônico xxx, vem, por seu 
advogado com endereço eletrônico xxx, e endereço profissional rua xxx, bairro xxx, 
Cidade de Niterói / RJ, (procuração com poderes especiais anexada, nos termos do 
art. 44 do CPP), oferecer QUEIXA-CRIME, com fundamento nos 
artigos 30 e 41 do CPP, e 100, § 2º, do CP, contra: 
 
 
 
HELENA, profissão xxx, estado civil xxx, natural xxx, portador da cédula de 
identidade n.º xxx, inscrito no CPF/MF n.º xxx, residente e domiciliada no endereço 
xxx, bairro Praia de Icaraí, Cidade de Niterói / RJ, pelas razões a seguir expostas: 
 
 
I. DOS FATOS 
 
 
No dia 19 de abril de 2016, a querelada publicou em uma rede social diversas ofensas 
contra o querelante, a seguir transcritas: 
 
\u201cnão sei o motivo da comemoração, já que Pedro não passa de um idiota, bêbado, irresponsável e sem 
vergonha!\u201d; 
\u201cele trabalha todo dia embriagado! No dia 10 do mês passado, ele cambaleava bêbado pelas ruas do 
Rio, inclusive, estava tão bêbado no horário do expediente que a empresa em que trabalha teve que 
chamar uma ambulância para socorrê-lo!\u201d. 
 
O querelado tomou ciência das ofensas na mesma data, na presença dos seus amigos a 
Marcos, Miguel e Manuel. 
 
 
II. DO DIREITO 
 
 
Portanto, Excelência, é inegável que a querelada, Helena, praticou os crimes de injúria 
(CP, artigo 140) e de difamação (CP, art. 139), em concurso formal (CP, art. 70). 
O querelante foi chamado de \u201cidiota, bêbado, irresponsável e sem vergonha\u201d em sua 
página pessoal em uma rede social, estando evidente a intenção da querelada em 
injuriá-lo. 
Ademais, a querelada imputou fato ofensivo à honra do querelante, ao afirmar \u201cele 
trabalha todo dia embriagado! No dia 10 do mês passado, ele cambaleava bêbado pelas ruas do Rio, 
inclusive, estava tão bêbado no horário do expediente que a empresa em que trabalha teve que chamar 
uma ambulância para socorrê-lo!\u201d. 
Ademais, importante ressaltar que os crimes ocorreram na Internet, meio que facilita a 
divulgação da injúria e da difamação, sendo imperiosa a incidência da causa de 
aumento do artigo 141, III, do CP. 
 
 
III. DO PEDIDO 
 
 
Diante do exposto, requer: 
 
a) a designação de audiência preliminar ou de conciliação; 
b) a citação da querelada; 
c) o recebimento da queixa; 
d) a oitiva das testemunhas arroladas; 
e) a condenação da querelada pelo crime de injúria (CP, art. 140) e pelo crime de 
difamação (CP, art. 139), com a causa de aumento de pena (CP, art. 141, III) em 
concurso formal (CP, art. 79); 
f) a fixação de indenização, nos termos do art. 387, IV, do CPP. 
 
 
 
Pede deferimento. 
 
Niterói/ RJ, data xxx. 
 
Advogado xxx 
OAB/UF xxx n.º xxx.