Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Filosofia e Serviço Social

Pré-visualização | Página 1 de 1

Qual a particularidade dos ensinamentos de Sócrates na gênese do pensamento filosófico?
Ele critica o saber dos sofistas, o senso comum e cria a dialética.
Em um primeiro momento ele interrogava (Ironia), depois ele conduzia a pessoa a buscar em seu interior os conceitos verdadeiros (Maiêutica).
Sócrates valorizava o debate e o ensinamento oral, por isso ele sempre usava o diálogo, pois acreditava que pelo diálogo a pessoa começa a revisar as crenças, opniões, transformando a sua maneira de ver as coisas.
*Por qual motivo, segundo Châtelet, a filosofia nasceu na Grécia como reação aos sofistas? 
Pela questão da democracia, onde era fundamental o debate público, era preciso ter a capacidade de convencer e usar bem a retórica.
Surgem os sofistas que eram os primeiros professores, eram treinados em retórica, falavam em público e ensinavam como ganhar uma discussão.
A filosofia nasce como reação aos sofistas que usavam um discurso vazio.
Em que consiste o dualismo da filosofia de Platão?
Platão acreditava que existiam duas formas de entender o mundo:
Mundo sensível: Corresponde a matéria e compõe-se das coisas como a percebemos no cotidiano, através das sensações. As coisas do mundo sensível são termporárias, mutáveis e corruptíveis.
Mundo Inteligível: Mundo das ideias, ideias estas que são sempre as mesmas para o intelecto. Essas ideias nos permitem experimentar o eterno, o imutável e o perfeito.
Como analisa Platão o processo de conhecimento da realidade?
Ele supunha que o homem tinha corpo e alma. Que conhecemos atravez das lembranças que trazemos do mundo das ideias quando nossa alma esteve lá na vida superior. E também resgata o método de Sócrates do diálogo, transformando em método do conhecimento das recordações.
*Em que consiste o processo de catarse ou purificação em Platão e qual é seu lugar na filosofia?
Se purificar, se isolar do mundo para ficar mais puro e se elevar espiritualmente. Fugir do mundo das aparências e viver longe de tudo que não é essência. A descoberta do ser para além das aparências, e é através da razão que temos um instrumento para conhecer a essência do ser.
Desenvolva, com base ao Mito da Caverna, o problema do saber teórico e do senso comum.
A caverna simbolizava o mundo onde todos os seres humanos vivem, enquanto que as correntes significam a ignorância que prendem os povos, que pode ser representada pelas crenças, culturas e outras informações de senso comum que são absorvidas ao longo da vida. As pessoas ficam presas a estas ideias pré-estabelecidas e não buscam um sentido racional para determinadas coisas, evitando a “dificuldade” do pensar e refletir, preferindo contentar-se apenas com as informações que lhe foram oferecidas por outras pessoas. O indivíduo que consegue se “libertar das correntes” e vivenciar o mundo exterior é aquele que vai além do pensamento comum, criticando e questionando a sua realidade.
Como pensa Platão a organização racional da sociedade?
Não haveria previlégios, nem propriedade privada, todos começariam pelo mesmo ponto de partida. Eram 3 niveis de organização da sociedade:
Trabalhadores – Garantem a sobrevivência material da sociedade.
Guerreiros – Responsáveis pela defesa da cidade.
Filosofos – Sábios legisladores deveriam governar a polis pelos seus conhecimentos.
Como Aristóteles reformula a questão do ser com relação a proposta de Platão?
Ao contrário de Platão, Aristóteles defendia que a origem das ideias é através da observação de objetos para após a formulação da ideia dos mesmos. Para Aristóteles o único mundo é o sensível e que também é o inteligível, ele rejeita a ideia de dois mundos.
*Em que consiste a Revolução Copernicana postulada por Kant? Desenvolva.
Kant desloca a perspectiva do objeto para o sujeito, tal como Copérnico faz na astronomia da terrra para o sol. A filosofia tem que estudar o sujeito como ponto de partida para o objeto.
Explique brevemente sobre a concepção de Kant com relação aos limites da razão.
A razão não é auto suficiente para conhecer sem a experiência sensível, pois pensar não é conhecer. Não pode confundir pensamento com a realidade.
Fundamente porque a filosofia de Kant é conhecida como filosofia crítica.
Ele criticava a filosofia porque dizia que pensar não é conhecer, e os que usam só a razão criavam coisas que não existiam, sendo assim a filosofia não progride como a ciência. Era um trabalho especulativo da razão.
Por que a filosofia de Kant pode ser considerada uma filosofia da Ilustração?
Ele fazia criticas a Igreja, questionava sua inflência e autoridade. Colocava o homem como livre, que deveria pensar e agir por si, não tendo que se submeter a vida que não seja sua própria razão.
*Qual é o papel da razão na conduta moral em Kant?
A moral tem que ser universal-imperativo categórico. Fazer o certo pelo certo, sem que sejamos obrigados por ninguém, nenhuma lei ou bebnefício. A razão conduz a moral, não busca satisfação dos desejos.
Qual a principal diferença entre a ontologia de Hegel e a ontologia de Platão? Explique.
Para Platão o ser é estático, eterno e perfeito, projeta no mundo a forma (sombra) que não é perfeito. Ou seja o que vemos não é perfeito, a forma perfeita esta no campo das ideias.
Já para Hegel, o ser esta em movimento, ele se confunde com a história, o ser é sua própria história, se movimenta a partir da sua propria contradição, vai sendo aumentada e conservado até chegar a idade moderna na ultima forma do ser ao campo da filosofia.
Explique o lugar que a história ocupa no sistema filosófico de Hegel.
Para ele o ser é histórico, ele produz sua própria história e constitutiva do ser. Incorpora a ideia de tempo como fundamental, um curso progressivo.
*Qual a relevância do Estado Moderno para Hegel. Qual seu papel em relação à sociedade civil?
O estado moderno é a forma superior que supera as lutas particulares que existem na sociedade. O estado moderno é o lugar da razão, a sociedade civil deve ajustar-se ao Estado, pois ele é racional.
Qual o conceito de niilismo em Nietzsche e porque a filosofia é um empreendimento niilista?
Procurar razões além da existência para explicar a vida, crenças em sobrenatural, mundo da ideias e tudo o que faça com que se fuja da vida como ela é.
Devemos comemorar a vida livre sem pensamentos que nos castrem.
Na filosofia pensar na vida tambem é uma forma de não vivê-la.
Por que Nietzsche pode ser considerado um precursor da “pós-modernidade”. Desenvolva.
Ele não fez uma discussão sobre a “pos-modernidade”, porém critica a modernidade. Autores “pós-modernos” o consideram critico da modernidade, pois no século XX nos anos 60, os criticos sustentam que estamos na pós-modernidade, vêm a razão sendo usada contra a vida.