A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
127 pág.
DIREITO CIVIL IV - BEDONE

Pré-visualização | Página 1 de 14

FADI - SOROCABA
DIREITO CIVIL IV 
COISAS
PRIMEIRO SEMESTRE
08/02/13
A-) PLANEJAMENTO DO SEMESTRE:
- Sujeito a alterações, segundo as circunstâncias o exigirem
- Matérias
 Introdução (01)
 Aula prática e Dia Jurídico-Cultural (01)
 1ª Atividade extra (01)
 1ª Prova Oral (01)
 1ª Prova Parcial (01)
 Direito das Coisas (12)
 Feriados (02)
 Total (19)
- Datas (algumas meramente prováveis):
 Aula prática e Dia Jurídico-Cultural: 12/04
 1ª Atividade extra: 24/05
 1ª Prova oral: 07/06
 1ª Prova Parcial: 14/06
 Introdução e Coisas: demais dias
B-) CONDIÇÕES DE REALIZAÇÃO DAS AVALIAÇÕES:
	1-) A 1ª Atividade Extra será desenvolvida consoante as seguintes regras, ou seja, os alunos interessados deverão ter formado grupos de no mínimo 09 (nove) e no máximo 12 (doze) pessoas, até o limite de 10 (dez) grupos para cada período (diurno e noturno), sem exceções, e pesquisar e escolher um acórdão relacionado à matéria ventilada no 1º semestre, ou seja, de posse até condomínio edilício (art. 1.196 a 1.358)
- Ademais, deverão ter cadastrado o grupo e o acórdão na biblioteca de periódicos, de modo que uma mesma decisão não seja utilizada repetidamente e de que um aluno esteja em mais de um grupo, no período compreendido entre 15/02/13 a 10/05/13, deixando-se cópia do acórdão escolhido juntamente com o cadastro
Deverão os alunos se inscrever e apresentar o trabalho escrito em rigorosa ordem alfabética, com a indicação da série (4º ano diurno, 4º ano noturno, adaptação ou DP), sob pena de desconto substancial na nota da atividade
- Caber-lhes-á ainda fazer resumo e análise crítica do acórdão, abrangendo tanto o direito material como o processual, de maneira manuscrita, para fins de entrega no dia previsto
Nesse dia, o docente formulará perguntas orais acerca da decisão e/ou da matéria nela contida para todos os integrantes do grupo
- Os alunos do grupo que não comparecem no dia da argüição ficarão sem nota na atividade, no que tange à argüição oral
- Os grupos que não atenderem aos números mínimo ou máximo de participantes inscritos não terão seus trabalhos apreciados e ficarão sem nota na atividade
- A nota variará de 0,0 (zero) a 2,0 (dois), a qual será uniforme para todo o grupo (exceto os alunos faltantes no dia), e será incorporada à nota semestral, sem possibilidade de utilização em semestres vindouros
- A natureza da atividade extra é facultativa e acessória, nos mesmos moldes da prova oral
- Considerando, nos termos de experiências anteriores, ser grande o tempo consumido com a assinatura de lista de presença, prejudicando o andamento dos trabalhos, nesse dia a freqüência será geral
	2-) A 1ª Prova Oral é relativa à matéria abordada no primeiro semestre, em valor de 0,0 (zero) a 2,0 (dois), cujo valor será incorporado à nota obtida na 1ª Prova Parcial, com caráter facultativo e acessório
	3-) A 1ª Prova Parcial será realizada da seguinte maneira: divulgação de decisão(ões) judicial(is) a ser(em) analisada(s) de maneira crítica durante a realização da mesma
	- Da 1ª Prova Parcial constarão perguntas relativas à(s) mencionada(s) decisão(ões), bem como outras, do tipo dissertativa, cujo objeto será a matéria verificada ao longo do semestre letivo
	- Valor de 0,0 (zero) a 10,0 (dez)
C-) PANORAMA GERAL DO DIREITO CIVIL:
- Resumidamente, aborda-se o estudo da relação jurídica, quer dizer, o relacionamento interpessoal de cunho patrimonial direto ou indireto
Sujeitos da relação jurídica: pessoas físicas e jurídicas
Objeto da relação jurídica: bens e/ou interesses patrimoniais
Cunho patrimonial direto: objetivo específico ligado à circulação de riquezas, transferência da propriedade ou utilização de coisas
	Cunho patrimonial indireto: relações jurídicas extrapatrimoniais (como família e sucessões), as quais, no entanto, possuem efeitos patrimoniais reflexos (regime de bens no casamento, usufruto dos bens dos filhos menores, recebimento de herança, etc)
- 1º ano
relação jurídica em geral
ênfase em seus elementos constitutivos (partes integrantes)
visão estática da relação jurídica
pessoas, objeto, vínculo, conteúdo e negócio jurídico
pessoas: os sujeitos de direitos e obrigações (físicas e jurídicas)
objeto: os objetos de direitos e obrigações (bens)
vínculo: liame que liga as partes (jurídico)
conteúdo: efeito produzido pela relação jurídica, o qual é aferível direta ou indiretamente
negócio jurídico: veículo da relação jurídica
abordagem de outros temas: representação (legal e convencional), condição, termo e encargo, nulidades, responsabilidade civil extracontratual, e prescrição e decadência
- 2º ano
relação jurídica em geral
ênfase em seu modo de funcionamento
tipos de obrigação e conseqüências
visão da relação jurídica em sua dinâmica
continuação do estudo da responsabilidade civil (contratual)
teoria geral dos contratos, visando ao estudo particularizado dos mesmos no ano seguinte
- 3º ano
relações jurídicas em particular
ênfase nas de cunho patrimonial direto (contratos em espécie)
término do estudo da responsabilidade civil
- 4º ano
relações jurídicas em particular
ênfase no efeito da patrimonialidade direta dos contratos
relação de submissão entre as coisas e os sujeitos de direito (posse, propriedade, usucapião, condomínio, servidões, usufruto, etc)
complemento do curso: direitos autorais
- 5º ano
relações jurídicas em particular
ênfase nas de cunho patrimonial indireto (família e sucessões)
D-) PANORAMA GERAL DO DIREITO DAS COISAS:
	- 1º Semestre:
	a-) estudo da posse, entendida enquanto condição de visibilidade do domínio
	b-) análise da detenção, figura que não chega a configurar atos de posse
	c-) estudo da propriedade, com seu conceito, abrangêngia, atributos e limitações
	d-) formas de aquisição da propriedade imóvel e móvel, com destaque para a usucapião
	e-) formas de perda da propriedade imóvel e móvel
	f-) direitos de vizinhança
	g-) condomínio geral e condomínio edilício
	- 2º Semestre:
	a-) propriedade resolúvel, abrangendo a propriedade fiduciária móvel e imóvel
	b-) direitos reais sobre coisas alheias: superfície, servidão, usufruto, uso e habitação
	c-) direitos reais de garantia: penhor, hipoteca e anticrese
E-) DIREITOS DE AUTOR:
	- A título de complementação, serão analisados tópicos básicos relacionados a essa matéria no final do segundo semestre
15/02/13
A-) DENOMINAÇÃO DA MATÉRIA:
	- Há duas denominações, quais sejam, direito das coisas, como consta do CC, cuja expressão advém do direito civil alemão (sachenrecht), mas ela é também denominada de direitos reais, mais de acordo com a origem histórica do direito romano (proveneinte de res, coisa) e empregada por Savigny
	- Seja como for, há se considerar que a nomenclatura utilizada pelo CC dá mesmo a entender que direito das coisas é gênero (abrangendo posse, propriedade, servidões e usucapião, por exemplo), do qual direitos reais constituem espécie (vide título da disciplina anteriormente ao art. 1.196, bem como a redação do art. 1.225)
B-) NOÇÃO DE DIREITO REAL:
	- Relembrar primeiramente a noção de direito pessoal, mais precisamente a esquematização do direito obrigacional (matéria do 2º ano)
	Nesse sentido, eis os elementos constitutivos das obrigações pessoais: sujeitos, objeto, vínculo e conteúdo
	Sujeitos: ativo e passivo da obrigação (credor e devedor)
Objeto: a obrigação criada (dar coisa certa e dar coisa incerta, fazer fungível e fazer infungível, e não fazer, aí abrangida a obrigação pecuniária, que é de dar coisa incerta)
Vínculo: que une os sujeitos em torno do objeto obrigacional, que é de cunho jurídico (dotada, portanto, dos elementos dívida e responsabilidade), com a necessária alusão à obrigação

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.