ENSINO CLÍNICO EM SAÚDE DO ADULTO IDOSO TEÓRICO2
2 pág.

ENSINO CLÍNICO EM SAÚDE DO ADULTO IDOSO TEÓRICO2


DisciplinaEnsino Clinico do Idoso132 materiais179 seguidores
Pré-visualização1 página
ENSINO CLÍNICO EM SAÚDE DO ADULTO IDOSO TEÓRICO
	Avaliando Aprend.: SDE3624_SM_201504289617 V.1 
	Aluno(a): TATIANA SOARES CARDOSO
	Matrícula: 201504289617
	Desemp.: 0,1 de 0,5
	22/04/2018 22:22:12 (Finalizada)
	
	
	1a Questão (Ref.:201505367301)
	Pontos: 0,0  / 0,1  
	A insuficiência renal aguda (IRA) surge quando os rins não conseguem remover as escórias metabólicas do corpo ou realizar suas funções reguladoras. A insuficiência renal aguda constitui a perda súbita e quase sempre completa da função renal, tendo como causa uma insuficiência da circulação renal ou uma disfunção glomerular ou tubular. Assinale as manifestações que um cliente com IRA pode apresentar.
		
	 
	uremia ( excesso de ureia e outras escórias nitrogenadas no sangue)
	 
	alto débito urinário ou anúrico (- 50 ml/24h)
	 
	oligúria repentina (- 500 ml/24h)
	 
	N.R.C.
	 
	aumento dos níveis séricos de creatnina, ureia e outros
	
	
	
	2a Questão (Ref.:201505367054)
	Pontos: 0,1  / 0,1  
	O teste de ALLEN, visa identificar a presença de pulso periférico nas artérias Radial e Ulnar, através de(a):
		
	
	Ausculta.
	 
	Palpação.
	
	Percussão.
	
	Sensação.
	
	Inspeção.
	
	
	
	3a Questão (Ref.:201505367504)
	Pontos: 0,0  / 0,1  
	2. Ao enfermeiro compete atuar junto ao idoso com Doença Respiratória Crônica (DRC), de maneira que a prevenção seja considerada como fator relevante, considerando, desta forma, os fatores de risco preveníveis. O Ministério da Saúde enfatiza que esses fatores de risco são comuns a todas as doenças crônicas, incluindo as respiratórias como a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC). Cabe ressaltar que algumas doenças também podem ser fatores de risco para outras doenças. Aponte a seguir a opção menos adequada referente às DRC.
		
	 
	A expectoração excessiva pela manhã pode estar associada a bronquiectasias, bronquite crônica infectada e abscessos pulmonares.
	 
	Um fator de risco para DPOC, mesmo em pacientes idosos, é que este paciente tenha tido desnutrição na infância.
	 
	O Sr S.D.S. foi admitido no hospital de emergência do município em que reside, após 24H, apresentou o que é chamado de Pneumonia Comunitária, não tendo este idoso passado por nenhum tipo de tratamento invasivo e nem se exposto a surto de infecções no hospital.
	 
	Os critérios clínicos são suficientes para estabelecer o diagnóstico da DPOC, porém, se possível, recomenda-se a confirmação espirométrica. Pacientes acima de 40 anos e que são tabagistas ou ex-tabagistas deveriam realizar espirometria após o teste de rastreamento na anamnese.
	 
	A Baciloscopia direta do escarro para confirmar ou excluir tuberculose pulmonar deve ocorrer quando o idoso apresentar tosse por mais de três semanas, sendo que este manejo não se aplica a adolescentes e a adultos.
	
	
	
	4a Questão (Ref.:201505367297)
	Pontos: 0,0  / 0,1  
	Como processo de ingestão inicia com a mastigação do alimento, a nutrição adequada está relacionada à boa saúde dentária e a condição geral do tratogastrointestinal (TGI). A gastrite ocorre frequentemente devido a uma dieta inadequada. Marque a alternativa correta.
		
	
	A gastrite crônica é devido a ingestão de ácidos ealcalis fortes. mucosa gangrenosa e perfuração.
	
	A gastrite corrosiva é causada por alteração nas células parietais do estômago levando a atrofia e infiltração celular, úlceras benígnas ou malõgnas do estômago, cirrose hepatica complicada por hipertensão e uremia
	 
	A gastrite crônica pode levar a anemia perniciosa.
	
	Na gastrite corrosiva deve-se modificar a dieta, promover repouso e redução do estress.
	 
	A gastrite aguda é causada por alimentos condimentados, álcool, aspirina, uremia e radioterapia.
	
	
	
	5a Questão (Ref.:201505367506)
	Pontos: 0,0  / 0,1  
	Senhora de 95 anos de idade, dona Zulmira, moradora de Belo horizonte, não ¿anda bem¿ em suas faculdades mentais e apresenta doença senil, escaras em região sacral, possui dificuldades para se alimentar por não apresentar dentes e não possuir próteses, vem apresentando quadro de inapetência e desnutrição leve, e hematomas nas pernas devido queda da cama durante o sono, alegado pela sobrinha. É sempre muito disposta, gosta de ouvir música dos anos 60. A sobrinha é a cuidadora e mora na mesma casa que a dona Zulmira mora. Sobre os direitos a saúde desta idosa, podemos afirmar que:
		
	
	Ela não tem direito a atendimento diferenciado para que não se caracterize discriminação
	
	O médico possui o direito assegurado de optar pelo tratamento de saúde que lhe for reputado mais favorável, caso queira, poderá pedir opinião da família.
	
	Quando de interesse do poder público, o agente promoverá o contato necessário com o idoso em sua residência ou a sobrinha da dona Zulmira poderá leva-la até o local de atendimento, devendo o poder público fornecer transporte para a locomoção da idosa
	 
	A senhora tem direito a prótese dentária fornecida pelo poder público
	 
	O enfermeiro suspeitando de maus tratos, segundo o estatuto do idoso, deverá acionar primeiramente o serviço social e em seguida o ministério público para intervir no caso