A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
17 pág.
semiologia da tosse

Pré-visualização | Página 1 de 1

TOSSE
Acadêmica : Camila Barbosa Brito
INTRODUÇÃO 
A tosse constitui um sintoma de uma grande variedade de patologias, pulmonares e extrapulmonares.
Muito comum;
Uma das maiores causas da procura médica;
A tosse resulta da estimulação dos receptores da mucosa das vias respiratórias. Esses estímulos podem ser:
Inflamatória: hiperemia, edema, secreções, e ulcerações
Mecânicos: poeira, corpo estranho, ou da pressão pleural
Químicos: gases irritantes
Térmicos: frio ou calor excessivo
 
NEUROFISIOLOGIA DA TOSSE
Ato reflexo, podendo ser voluntária ou involuntária. O reflexo da tosse envolve cinco grupos de componentes:
Receptores de tosse
Nervos aferentes
Centro da tosse
Nervos eferentes
Músculos efetores.
INVESTIGAÇÃO
Deve-se analisar:
Frequência; 
Intensidade; 
Tonalidade;
Existência ou não de expectoração;
Relações com o decúbito;
Período do dia que é mais intenso; 
BENEFÍCIOS 
Eliminação das secreções;
Proteção;
Efetivo mecanismo quando existe lesão ou disfunção ciliar- mucoviscose;
CLASSIFICAÇÃO
Aguda: por até 3 semanas
Subaguda: período entre 3 a 8 semanas
Crônica: duração maior que 8 semanas 
TOSSE AGUDA
Infecções virais das vias aéreas superiores - em especial - o resfriado comum;
Vias aéreas inferiores: traqueobronquites agudas;
Além das sinusites agudas
Exposição a alérgenos e irritantes
Doenças crônicas como asma, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC)
TOSSE SUBAGUDA
Período entre 3 a 8 semanas;
Geralmente é o paciente com tosse pós-infecciosa
TOSSE CRÔNICA
Duração maior que 8 semanas;
Principais causas:
Tabagismo;
DRGE;
Rinossinusoides;
Asma Brônquica;
Bronquiectasias;
OUTRA CLASSIFICAÇÃO DA TOSSE
Tosse Quitinosa;
Tosse Síncope;
Tosse Bitonal;
Tosse Rouca;
Tosse Reprimida;
Tosse associada ao comer ou beber;
Tosse Psicogênica;
Tosse Seca;
Tosse Produtiva;
EXPECTORAÇÃO 
É a expulsão por meio da tosse, das secreções provenientes da traqueia, brônquios e pulmões.
Pode ser: purulento, mucoso e/ou sanguinolento.
 
CARACTERÍSTICAS CLINICAS
Quantidade:
Escassa; 
Vômica Completa;
Vômica Incompleta;
Consistência: 
Fluida
Espessa 
Coágulos
Cilindros fibrinosos- moldes bronquíolos
CARACTERÍSTICAS CLINICAS
Cor e composição:
Esbranquiçada (muco); 
Amarelada (pus);
Amarelo esverdeado (pus)
Acinzentado ou preto ( nicotina/ antracose)
Avermelhada ou róseo homogêneo com espuma;
Avermelhado com estrias;
Avermelhado compacto;
Ferrugem;
FIM

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.