TRÁFICO DE PESSOAS COM A FINALIDADE DE EXPLORAÇÃO SEXUAL COMERCIAL
49 pág.

TRÁFICO DE PESSOAS COM A FINALIDADE DE EXPLORAÇÃO SEXUAL COMERCIAL


DisciplinaProjeciologia13 materiais25 seguidores
Pré-visualização10 páginas
UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ 
ADRIANE CAMPOS BONATO 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
TRÁFICO DE PESSOAS COM A FINALIDADE DE EXPLORAÇÃO 
SEXUAL COMERCIAL 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
CURITIBA 
2013 
 
2 
ADRIANE CAMPOS BONATO 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
TRÁFICO DE PESSOAS COM A FINALIDADE DE EXPLORAÇÃO 
SEXUAL COMERCIAL 
 
 
Trabalho de Conclusão de Curso Apresentado ao 
Curso de Direito da Faculdade de Ciências 
Jurídicas da Universidade Tuiuti do Paraná como 
requisito parcial para a obtenção do grau de 
Bacharel em Direito. 
Orientador: Prof. Néfi Cordeiro 
 
 
 
 
CURITIBA 
2013 
 
3 
TERMO DE APROVAÇÃO 
ADRIANE CAMPOS BONATO 
 
TRÁFICO DE PESSOAS COM A FINALIDADE DE EXPLORAÇÃO 
SEXUAL COMERCIAL 
Esta monografia foi julgada e aprovada para a obtenção do titulo de Bacharel em 
Direito em no curso de Direito da Universidade Tuiuti do Paraná. 
 
Curitiba, ___ de _________ de 2013. 
 
 
 
_______________________________________ 
 Professor Dr. Eduardo de Oliveira Leite 
 Coordenador do Núcleo de Monografias 
 
Orientador: 
 ______________________________________ 
 Professor Dr. Néfi Cordeiro 
 Universidade Tuiuti do Paraná/Curso de Direito 
 
 
 ____________________________________ 
 Membro da Banca 
Universidade Tuiuti do Paraná / Curso de Direito 
 
 
 ____________________________________ 
 Membro da Banca 
Universidade Tuiuti do Paraná / Curso de Direito 
 
 
 
 
4 
AGRADECIMENTOS 
 
 
 
Agradeço primeiramente a Deus, que me abençoou e concedeu saúde e disposição, 
garra, força e sabedoria para que eu pudesse completar esta jornada, pois sem isso 
nada seria possível. 
Aos meus pais Ricardo e Claudete, pelo carinho, amor e pelos valores dispensados, 
importantes para a formação do meu caráter. A eles que muitas vezes tiveram que 
abdicar de seus projetos pessoais e não mediram esforços para eu pudesse realizar 
o meu sonho. 
Ao meu amor e companheira, Andréa Moreira pelo amor, carinho, paciência e 
compreensão a mim dispensados, notadamente no último semestre, sempre me 
apoiando e auxiliando durante os últimos treze anos. 
Aos meus colegas de faculdade, especialmente à Telma Rodrigues de Holanda, pela 
amizade e companheirismo conferidos no decorrer da jornada acadêmica. 
Aos meus amigos, em especial a Alessandra Busch que me ensinou o rolinho, me 
ajudou a estudar e fazer diversos trabalhos acadêmicos e meus colegas de 
faculdade, pelas boas risadas e bons momentos que juntos compartilhamos durante 
esses cinco anos. 
Aos meus familiares, pela paciência e compreensão, e especialmente à Neyde 
Infante Vieira Bonato, minha querida vovozinha, que sempre esteve disposta a ouvir 
meus desabafos e reiteradas vezes me aconselhou a não desistir dos meus sonhos. 
A minha irmã, Andréia Bonato Parolin, que fez minha inscrição no vestibular e me 
incentivou a fazer a faculdade de Direito e a meu cunhado Dr. Ivan Parolin Filho que 
me apoiou e me deu a oportunidade do estágio obrigatório. 
Ao tio Nielson e a tia Nadir que sempre me apoiaram, me deram ensinamentos que 
me ajudaram a chegar onde cheguei e que me ajudarão sempre, meus tios queridos 
que sempre acreditaram no meu sucesso. 
Aos professores de um modo geral pelos ensinamentos compartilhados e em 
especial ao professor e orientador Dr. Néfi Cordeiro que prontamente aceitou me 
auxiliar no presente trabalho. 
A todas as pessoas que direta ou indiretamente me auxiliaram nesta conquista ou 
acreditaram no meu potencial. Muito Obrigada! 
 
 
 
 
5 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Dedico este trabalho ao meu pai, Ricardo José Infante Bonato e minha amada 
companheira Andréa Lourenço Moreira, pois se não fosse pela força e apoio que me 
deram não teria alcançado este objetivo, portanto, sem dúvidas serei grata pelo 
resto de minha vida. E a todas às vítimas e respectivas famílias, para que acreditem 
na força do bem e na luta mundial contra esse terrível fenômeno... 
 
 
 
6 
RESUMO 
 
O tráfico internacional de pessoas é sem dúvida, uma atividade lucrativa, composta 
pelo crime organizado transnacional e que somente perde em termos de lucros para 
o tráfico de drogas e contrabando de armas. Estimativas internacionais apontam o 
Brasil como um dos principais países da America Latina a contribuir para o tráfico 
internacional de mulheres, crianças e adolescentes. O tráfico se configura no Brasil 
em direção a exploração sexual comercial de mulheres, crianças e adolescentes, 
adoção internacional ilegal, turismo sexual e trabalho forçado. Objetiva-se, dessa 
forma, analisar como ocorre o tráfico internacional de pessoas com a finalidade de 
exploração sexual. E como objetivos específicos: Verificar a responsabilidade do 
judiciário, diante da exploração sexual e o tráfico internacional de pessoas; verificar 
como se dá o aliciamento das vítimas; e discorrer sobre as penas aplicadas com 
base nos fundamentos doutrinários, jurisprudenciais e legislativos. Para tanto, 
utilizou-se de pesquisa bibliográfica e documental. O fato do tráfico não está 
adequadamente tipificado na nossa legislação penal ocasiona uma confusão de 
onde sobressaem outros tipos criminais relativos á exploração de mulheres, crianças 
e adolescentes, sobretudo a exploração sexual comercial e a pornografia. Destarte, 
o caráter organizado do crime \u2013 as redes aliciadoras, mediadores e receptores \u2013 
tende a não aparecer nas estatísticas brasileiras. Conclui-se, que é necessária 
urgentemente uma alteração legislativa para responsabilizar penalmente quem 
\u201ccompra\u201d a pessoa, não reduzir o tráfico de pessoas á prostituição. 
 
Palavras-Chave: Tráfico internacional de pessoas. Exploração sexual comercial. 
Crime organizado. Legislação penal. 
 
7 
ABSTRACT 
 
The international traffic of people is without a doubt, a trade, composed for the 
organized crime transnational and that it only loses in terms of profits for the traffic of 
drugs and contraband of weapons. International estimates point Brazil as one of the 
main countries of Latin America to contribute with respect to the international traffic of 
women, children and adolescents. The traffic if configures in Brazil in direction 
commercial the sexual exploration of women, children and adolescents, illegal 
international adoption, sexual tourism and forced work. Objective, of this form, to 
analyze as the international traffic of people with the purpose of sexual exploration 
occurs. E as objective specific: To verify the responsibility of the judiciary one, ahead 
of the sexual exploration and the international traffic of people; to verify as if of the o 
aliciamento of the victims; e on the basis of to discourse on the applied penalties the 
doctrinal, jurisprudenciais and legislative beddings. For in such a way, it was used of 
documentary bibliographical research and. The fact of the traffic adequately is not 
tipificado in our criminal legislation causes a confusion of where other relative 
criminal types the exploration of women, children and adolescents sobressaem, over 
all commercial the sexual exploration and the pornography. Distaste, the organized 
character of the crime - the aliciadoras nets, mediating and receiving - tends not to 
appear in the Brazilian statisticians. It is concluded, that a legislative alteration is 
necessary urgently to make responsible criminally