RESUMÃO QUESTÃO SOCIAL PARA CONCURSOS
39 pág.

RESUMÃO QUESTÃO SOCIAL PARA CONCURSOS


DisciplinaServiço Social23.165 materiais90.051 seguidores
Pré-visualização7 páginas
RESUMÃO
\u201cQUESTÃO SOCIAL\u201d
Carta ao leitor
Concurseiro de serviço social, você está adquirindo mais uma de nossos
materiais, que é o RESUMÃO do tema \u201cQUESTÃO SOCIAL\u201d.
Com esse resumo você terá acesso a um dos conteúdos mais cobrados nos
concursos de serviço social que é a Questão Social. Então concurseiro aproveite
bem esse material, estude bastante por ele, para que você possa ficar bem
preparado para todos os concursos de serviço social.
Concurseiro gostaríamos de deixar algumas dicas para você, que ajudará em
seus estudos:
1- Faça um horário de estudo;
2- Faça síntese do que você estudar;
3- Responda muitas questões dos assuntos estudados;
4- Não deixe para estudar apenas quando o edital for lançado, estude para que
QUANDO o edital for lançado você esteja bem preparado;
5- Separe um tempo para se divertir, o tempo de descanso também é
importante no aprendizado;
Seguindo essas dicas você conseguirá ter um bom desemprenho. Concurseiro
gostaríamos de lembra que esse material comentado é protegido por
DIREITOS AUTORAIS de acordo com a lei 9.610 e que qualquer reprodução
dele sem a autorização dos concurseiros de serviço social é considerado crime,
na qual quem o pratica está sujeito as devidas penalidades legais. Portanto
pedimos que não compartilhe esse material, nem com fins lucrativos e nem sem
fins lucrativos. 
Concurseiro logo a abaixo colocamos também um texto explicativo de todos os
materiais que temos, caso esteja interessado em algum desses materiais entre
em contato conosco.
SUMÁRIO
1.0 Surgimento da Expressão \u201cQuestão Social\u201d
2.0Conceito de Questão Social 
3.0 Velha Questão Social x Nova Questão Social
4.0 Abordagem dos diferentes autores
\u2022 José Paulo Netto
\u2022 Marilda Iamamoto
\u2022 Esquema da Questão Social baseado em Iamamoto
\u2022 Maria Carmelita Yazbeck
\u2022 Ana Elizabete Mota
\u2022 Robert Castel
\u2022 Pierre Rosavallon
5.0 Questão Social: objeto de trabalho do Serviço Social
6.0 Simulado com Questões
Surgimento da Expressão \u201cQuestão Social\u201d
O surgimento do Serviço Social como profissão institucionalizada está
ligado, desde o seu princípio, à questão social, oriundas da contradição entre
capital e trabalho. Segundo José Paulo Netto a expressão \u201cQuestão Social\u201d
começa a ser utilizada na terceira década do século XIX e surge para dar conta
do fenômeno do pauperismo, evidente na Europa Ocidental nesse período, assim
Netto (2001) destaca que as expressões da \u201cQuestão Social\u201d, estão
relacionadas aos aspectos mais imediatos da instauração do capitalismo em seu
estágio industrial concorrencial.
Conceito de Questão Social 
 A concepção mais difundida de questão social é a de Carvalho e
Iamamoto (1991, 77): \u201cA questão social não é senão as expressões do processo
de formação e desenvolvimento da classe operária e do seu ingresso no cenário
político da sociedade exigindo seu reconhecimento como classe por parte do
empresariado e do Estado. É a manifestação no cotidiano da vida social, da
contradição entre o proletariado e a burguesia a qual passa a exigir outros
tipos de intervenção além da caridade e da repressão\u201d. 
Velha Questão Social x Nova Questão Social
De acordo com Pastorini \u201cos defensores da \u201cnova questão social\u201d partem
do pressuposto de que as mudanças ocorridas no mundo capitalista
contemporâneo marcam uma ruptura com o período capitalista industrial e com
a \u201cquestão social\u201d que emergiu na primeira metade do século XIX, com o
surgimento do pauperismo, na Europa Ocidental\u201d. 
Os que defendem a existência de uma velha questão social defendem que
a sua raiz é a mesma que diz respeito a contradição fundamental
capital/trabalho.
É importante ressaltar que a maioria dos autores de serviço social não
falam de uma nova questão social e sim de novas expressões da velha questão
social.
Questão Comentada
FCC - 2012 - TJ-PE - Analista Judiciário - Assistência Social
1-Considere: Vi ontem um bicho Na imundície do pátio Catando comida entre os
detritos. Quando achava alguma coisa, Não examinava nem cheirava: Engolia
com voracidade. O bicho não era um cão, Não era um gato, Não era um rato. O
bicho, meu Deus, era um homem. Manuel Bandeira Representa o texto acima: 
(A) nas franjas da sociedade capitalista, apesar de serem inseridas em
programas sociais, as pessoas apresentam situações crônicas, e continuarão
sempre desajustadas. 
(B) é a expressão da questão social na atualidade, onde há igualdade de
oportunidades que não são utilizadas por todos os indivíduos. 
(C) na base da estrutura social em vigor, em que prevalece a competição, é
natural que, existam as elites e a massa de miseráveis. 
(D) cabe ao mercado a regulamentação e a intervenção para que a situação
acima descrita possa ser enfrentada e resolvida. 
(E) o cerne da questão social está no conflito entre capital e trabalho.
A alternativa CORRETA é a letra E. A perspectiva crítica que afirma a
existência de uma questão social encontra sua base de fundação sócio-
histórica na contradição capital/trabalho inerente à sociedade
capitalista, que se baseia na tensão existente entre a produção coletiva
frente à apropriação privada dos seus frutos.
Abordagem dos diferentes autores
\ue00c José Paulo Netto
Netto em sua análise da questão social destaca o momento histórico em
que \u201co capitalismo no último quartel do século XIX, experimenta profundas
modificações no seu ordenamento e na sua dinâmica econômica, com incidências
necessárias na estrutura social e nas instâncias políticas das sociedades
nacionais que envolvia. Trata-se do período histórico em que ao capitalismo
concorrencial sucede o capitalismo dos monopólios\u201d.
Para ao autor \u201co capitalismo monopolista recoloca em patamar mais alto, o
sistema totalizante de contradições que confere à ordem burguesa os seus
traços basilares de exploração, alienação e transitoriedade histórica, todos
eles desvelados pela crítica marxiana. Repondo estes caracteres em nível
econômico-social e histórico-político distinto, porém a idade do monopólio
altera significativamente a dinâmica inteira da sociedade burguesa: ao mesmo
tempo em que potencia as contradições fundamentais do capitalismo já
explicitadas no capitalismo concorrencial e as combina com novas contradições
e antagonismos, deflagra complexos processos que jogam no sentido de
contrarrestar a ponderação dos vetores negativos e críticos que detona. Com
efeito, o ingresso do capitalismo no estágio imperialista assinala uma inflexão
em que a totalidade concreta que é a sociedade burguesa ascende à sua
maturidade histórica, realizando as possibilidades de desenvolvimento que,
objetivadas, tornam mais amplos e complicados os sistemas de mediação que
garantem a sua dinâmica\u201d 
O autor ressalta que se deve enfatizar é que a constituição da
organização monopólica obedeceu à urgência de viabilizar um objetivo primário:
o acréscimo dos lucros capitalistas através do controle dos mercados. 
Questão Comentada
2-Ano: 2014/Banca:CEPERJ/ Órgão:VIVA COMUNIDADE-VIVA RIO
Sobre o debate da Questão Social, Netto (2001) nos oferece elementos
essenciais para compreender a gênese de utilização desta expressão e sua
relação com fenômenos objetivos presentes na realidade social. O autor
informa que a expressão \u201cQuestão Social\u201d começa a ser utilizada na terceira
década do século XIX e surge para dar conta do fenômeno do pauperismo,
evidente na Europa Ocidental nesse período. Sendo assim, pode-se
compreender, a partir do autor citado,
diva
diva fez um comentário
Porque não consigo abrir o arquivo no meu celular?
1 aprovações
Carregar mais