TG ED XII
3 pág.

TG ED XII


Disciplina- Reading Techniques And Text Comprehension2 materiais8 seguidores
Pré-visualização1 página
TRABALHO EM GRUPO
Airane Gomes de Oliveira- RA 1414605
Cynara Karolina Barros Sampaio- RA 1441410
 Nayely de Oliveira Naireste- RA 1444137
Polo de Itumbiara
Maio-2017
Trabalho em Grupo
Disciplina: Palestra: Estilos de Aprendizagem e Metodologias Ativas
Professor: Mônica Mandaji
A sociedade atual pede uma escola mais criativa, que ajude a desenvolver a solidariedade, a colaboração, o empreendedorismo \u2013 elementos capazes de produzir sentido em meio às mudanças da modernidade. É fato também que de tempos em tempos, aparece uma nova ferramenta com a promessa de revolucionar o ensino \u2013 isto foi visto com os laboratórios de informática, reforma curricular, PNE (Programa Nacional de Educação), PNLD (Programa Nacional do Livro Didático), tablets, livros digitais, entre outras propostas que ainda apresentam pouca efetividade. Em sua opinião e a partir da palestra \u201cEstilos de Aprendizagem e Metodologias Ativas\u201d, o que leva a esta pouca efetividade das propostas de integração das Tecnologias e metodologias ativas ao aprendizado? Existe resistência à implantação destas abordagens? Como preparar o educador para esta nova realidade? Aproveitem e contem suas experiências sobre o tema.
As metodologias tradicionais eram mais adequadas quando o acesso à informação era basicamente por meio de materiais impressos. Não se pode mais fechar os olhos para a realidade na qual as crianças e jovens estão inseridos. Nasceram imersos no mundo digital e por esse motivo interagem simultaneamente com diferentes mídias, porém a tecnologia pela tecnologia ela é vazia, ter a tecnologia na escola nem sempre garante que o ensino tornará de qualidade. Implantar certas mídias em sala de aula deve ser consequência de um processo educacional e não regra para tal. Enfim, entendemos que o processo precisa estar focado na aprendizagem e não no ensino, ou seja, o ensino tem que estar a serviço da aprendizagem. Este entendimento muda completamente os modelos tradicionais de ensino ainda bastantes presentes em nossas instituições educacionais.
É muito comum os professores, principalmente os mais antigos darem preferência aos métodos de ensino tradicional tendo dificuldades para inovações. Professores limitam a escola e as metodologias tradicionais privilegiando a quantidade de informação, desta forma não ocorre à interação professor-aluno e não desperta o interesse do aluno de aprender. O desafio é descobrir meios de nos adaptarmos para continuar ensinando e aprendendo, pressupõe uma escola aberta e participativa, na qual aluno, escola, família, professores e sociedade aprendem juntos. Seria um equívoco descartar todas as contribuições que os diferentes tempos da educação nos proporcionam, portanto a necessidade da formação e o aperfeiçoamento dos docentes quanto ao uso das tecnologias da informação e comunicação para que os professores sejam capacitados para assumir o papel de facilitador da construção do conhecimento pelo aluno. Pois o uso desses recursos se faz necessário pelo aumento do interesse, participação e motivação dos alunos, a aprendizagem mais significativa e a aula produtiva e dinâmica, facilitando a problematização dos conteúdos. As salas de aula estão em constante transformação e é preciso uma renovação na forma de ensinar, porém não necessariamente se desfazendo de tudo aquilo que até então usávamos.
A tecnologia faz parte do mundo e esta inserida em nosso cotidiano, mas nem sempre é um recurso disponibilizado as escolas. Sendo que há regiões que não possuem acesso a ela. Assim o professor deve procurar outros meios a fim de desenvolver seu trabalho, quando não se tem acesso aos recursos tecnológicos. As metodologias que o professor pode utilizar para poder auxiliá-los, requerem atividades que englobem os diferentes estilos de aprendizagem, porém é preciso planejamento das atividades para propiciar a aprendizagem.
Eu particularmente desfruto bastante da tecnologia por atuar no ensino da língua inglesa, sendo uma língua estrangeira às vezes difícil para alguns principalmente para aqueles que não são amantes da língua. Muitos cursam outra língua não porque gostam, mas porque necessitam até mesmo por estímulos dos pais. Contudo se eu não for uma profissional inovadora com os avanços, com conteúdos dinâmicos para a memorização e qualidade para prender a atenção dos alunos, certamente jamais alcançarei meus objetivos até mesmo ver o desenvolvimento dos alunos. O desafio é descobrir meios de para continuar ensinando e aprendendo, porém de acordo com o que o novo mundo demanda. Contar com uso de tecnologias e objetos para despertar o interesse dos alunos, a motivação como parte essencial para uma aula produtiva, e transformar uma metodologia tradicional como as aulas expositivas em algo realmente interessante e prazeroso se torna indispensável para o melhor aproveitamento nas minhas aulas. CYNARA KAROLINA