A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
Aulas 1 10 e Avaliação Parcial  FUNDAMENTOS DE DIREITO DO CONSUMIDOR

Pré-visualização | Página 8 de 8

de sustação de divulgação do anúncio, recomendação de alteração ou correção e divulgação da posição da entidade. Tal hipótese é:
		
	
	Verdadeira, às vezes.
	 
	Verdadeira, sempre.
	
	Não, é falsa.
	
	Apenas aparenta ser verdade.
	
	Depende.
	
	Ref.: 201701564634
		
	
	 3a Questão
	
	
	
	
	A responsabilidade que o Código de Defesa do Consumidor impõe ao fornecedor (de produtos ou de serviços) é um dever de qualidade e de segurança. Isto quer dizer que aquele que coloca um produto ou um serviço no mercado tem a obrigação legal de ofertá-lo sem risco ao consumidor no que diz respeito à sua saúde, à sua integridade física e ao seu patrimônio. Nestas circunstâncias, a isenção do dever de indenizar somente ocorrerá nas hipóteses previstas em lei. Com base no exposto assinale a opção incorreta:
		
	
	O fornecedor não indenizará se provar que o dano ocorreu por culpa exclusiva da vítima.
	
	O fornecedor não indenizará se provar que o dano ocorreu por culpa exclusiva de terceiro alheio à relação de consumo.
	
	O fornecedor não indenizará se provar que não colocou o produto no mercado.
	
	O fornecedor não indenizará se provar que não existiu o dano.
	 
	O fornecedor não indenizará se provar que não agiu com dolo, negligência, imperícia e/ou imprudência.
	
	Ref.: 201701558653
		
	
	 4a Questão
	
	
	
	
	Quanto à decadência e à prescrição no Código de Defesa do Consumidor, é correto afirmar:
		
	 
	Inicia-se a contagem do prazo decadencial a partir da entrega efetiva do produto ou do término da execução dos serviços.
	
	A instauração de inquérito civil obsta a decadência desde que celebrado termo de ajustamento de conduta.
	
	O direito de reclamar pelos vícios aparentes ou de fácil constatação caduca em 30 dias, tratando-se de fornecimento de serviço e de produtos duráveis.
	
	O direito de reclamar pelos vícios aparentes ou de fácil constatação caduca em 90 dias, tratando-se de fornecimento de serviço e de produtos não duráveis.
	
	Tratando-se de vício oculto, o prazo decadencial inicia-se no momento em que o consumidor notificar o fabricante.
	
	Ref.: 201701489825
		
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	As feiras de negócio podem ser consideradas como um excelente ambiente de publicizar um produto. Utilizando a publicidade do tipo testemunhal de pessoa famosa dentro deste ambiente, poderá a ¿celebridade¿ ser responsabilizada por um produto que venha causar dano à pessoas que ali apenas experimentava?
		
	 
	Sim, pois, no caso, o dano foi causado ao consumidor por equiparação.
	
	Não, pois, no caso, a ¿celebridade¿ apenas demonstrava o produto.
	
	Sim, pois, no caso, o dano foi causado ao consumidor padrão.
	
	Não, pois, no caso, a ¿celebridade¿ não fez o produto.
	
	Não, pois a celebridade estava apenas emprestando sua imagem par a marca do produto.
	
	Ref.: 201701558750
		
	
	 6a Questão
	
	
	
	
	Francisco da Silva adquiriu um veículo fabricado por XZ e vendido pela concessionária local X. Quando já decorrido um ano da aquisição houve sério defeito (oculto) no sistema de freios, defeito este decorrente da fabricação do veículo, ocasionando o capotamento do veículo em rodovia, causando lesões aos três passageiros do veículo e ao adquirente, que era seu condutor na ocasião. Neste caso: 1. Para a pretensão de reparação dos danos causados às vítimas do acidente aplicase o prazo decadencial de noventa dias, mas este prazo somente se inicia no momento em que ficou evidenciado o defeito, ou seja, data do acidente. 2. Aplicase o prazo prescricional de cinco anos para a pretensão de reparação pelos danos causados no acidente. 3. Para os efeitos e aplicação do Código de Defesa do Consumidor, no caso descrito no enunciado acima, são considerados consumidores, além do adquirente do veículo, todas as vítimas do evento (consumidores por equiparação). 4. A concessionária de veículos X é solidariamente responsável com o fabricante XZ pelos danos causados às vítimas do evento acima por se configurar a responsabilidade por fato do produto. Assinale a alternativa correta.
		
	 
	Somente as afirmativas 2 e 3 são verdadeiras.
	
	Somente a afirmativa 1 é verdadeira.
	
	Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.
	
	Somente as afirmativas 1 e 4 são verdadeiras.
	
	Somente as afirmativas 2, 3 e 4 são verdadeiras.
	
	Ref.: 201701489820
		
	
	 7a Questão
	
	
	
	
	É qualquer forma de comunicação ligada à divulgação de um produto ao público consumidor, com finalidade de facilitar a venda do mesmo. Estamos diante de:
		
	
	Preço
	
	Produto
	
	Praça
	 
	Promoção.
	
	Serviço
	
	Ref.: 201701488831
		
	
	 8a Questão
	
	
	
	
	A responsabilidade civil pode ser compreendida como a consequência da prática de um ato ilícito que é o conjunto de pressupostos daquele que causou o dano à alguém de repará-lo. Assim, são características da responsabilidade objetiva:
		
	
	Existência do defeito. O dano efetivo moral e/ou extra-patrimonial. O nexo de causalidade entre o defeito do produto e a lesão.
	
	Existência do dano. O defeito efetivo moral e/ou patrimonial. O desconexo de causalidade entre o defeito do produto e a lesão.
	
	Existência do defeito. O dano efetivo moral e/ou patrimonial. O nexo de causalidade entre o defeito do produto e a ação.
	
	Existência do defeito. O dano efetivo moral e/ou patrimonial. O nexo de formalidade entre o defeito do produto e a lesão.
	 
	Existência do defeito. O dano efetivo moral e/ou patrimonial. O nexo de causalidade entre o defeito do produto e a lesão.