Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
28 pág.
sistema de produção de bens e serviços aula 5

Pré-visualização | Página 1 de 6

1 
 
 
 
 
 
 
SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE 
BENS E SERVIÇOS 
AULA 5 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Prof. Gil Fábio de Souza 
 
 
2 
 
 
CONVERSA INICIAL 
Hoje trataremos de temas relativos à avaliação dos processos produtivos 
de bens e serviços. Os processos de avaliação dos sistemas produtivos são 
muito importantes para a análise da agregação de valor no processo produtivo. 
Avançaremos nos seguintes temas: 
1. Técnicas de previsão de demanda: medição da demanda 
2. Volume e ressuprimento 
3. Comparação JIT e MRP 
4. Os sistemas de informações gerenciais 
5. Comportamento da cadeia de suprimentos 
 
CONTEXTUALIZANDO 
Você já cancelou a compra de um produto por que demorou para receber? 
Ou desistiu de comer em um determinado restaurante porque a comida demorou 
para chegar, ou porque sempre tem algum item do menu 
em falta? 
É assim que nos sentimos quando nossas expectativas são frustradas, 
isto é o básico, fazer a entrega no tempo e na quantidade corretos. É cada vez 
mais necessário que as empresas encontrem métodos para avaliar sua 
eficiência produtiva ou que desenvolvam alguma vantagem competitiva em 
relação a seus concorrentes, ou serão engolidas em pouco tempo. Isso nós 
sempre ouvimos falar, já sabemos. 
Mas e então? 
Uma boa gestão reflete em um aumento de sua eficiência e, por 
consequência, no aumento da satisfação dos clientes. Para isso, precisamos 
sempre manter ferramentas de avaliação dos processos das operações, seja 
para bens materiais ou serviços, claro. 
 
3 
 
No cenário atual, as empresas têm enfrentado um ambiente 
demasiadamente complexo e competitivo na sua grande maioria. Por mais 
básica que seja essa situação, ou seja, se compramos temos que receber, os 
desdobramentos são complexos, principalmente considerado o volume e a 
variedade (mix) de produtos que existem! 
As operações dificilmente são impedidas por barreiras protecionistas que 
atrapalham entradas de novos concorrentes, e os clientes tornam-se cada dia 
mais exigentes e com conhecimento cada vez maior na escolha de produtos ou 
serviços que deverão satisfazer suas complexas necessidades. Soma-se a tudo 
isso o fator internet, que é a vitrine sem fronteiras da cadeia de suprimentos 
global! 
 
Fonte: endeavor.org.br 
 
Pesquise 
Veja a evolução da logística em: 
http://www.portaldalogistica.com.br/2012/04/evolucao-da-logistica.html 
 
 
 
 
4 
 
TEMA 1: TÉCNICAS DE PREVISÃO DE DEMANDA: MEDIÇÃO DA DEMANDA 
Previsão de demanda é a atividade de estimar a quantidade de um 
produto ou serviço que os consumidores vão comprar. A previsão da demanda 
envolve técnicas, incluindo métodos informais, tais como suposições educadas 
e métodos quantitativos, como o uso de dados históricos de vendas ou dados 
atuais de mercados de teste. 
Prever a demanda futura de um produto ajuda a organização a tomar 
decisões em uma das seguintes áreas: 
 planejamento e programação da produção em conformidade com 
a aquisição dos insumos; 
 fazer as provisões para finanças; 
 formulação de uma estratégia de preços; 
 planejamento e implementação de campanhas de marketing. 
 
A previsão da demanda encontra sua importância quando a produção em 
larga escala está envolvida. Essas empresas podem muitas vezes ter 
dificuldades em obter uma estimativa bastante precisa da demanda futura. 
Assim, é essencial prever a demanda de forma sistemática e científica para 
atingir o objetivo desejado. Por conseguinte, são tomadas as seguintes medidas 
para facilitar uma previsão sistemática da procura: 
1. Definir o objetivo: O objetivo para o qual a previsão da demanda 
deve ser feita deve ser claramente especificado. O objetivo pode ser definido nos 
termos: 
 da procura a longo ou a curto prazo; 
 da totalidade ou apenas o segmento de um mercado; 
 a procura global de um produto ou apenas para o próprio produto 
da empresa; 
 a quota de mercado global da empresa na indústria, etc. 
 
5 
 
A demanda deve ser determinada antes que o processo de previsão da 
demanda comece, pois dará direção a toda a pesquisa. 
2. Determinar a escala de Tempo: Com base no conjunto de 
objetivos, a previsão de demanda pode ser para um curto período, digamos para 
os próximos 1/2 anos ou um longo período. Embora a previsão de demanda seja 
por um curto período (1/2 anos), muitos determinantes da demanda podem ser 
assumidos para permanecerem constantes ou não mudarem significativamente. 
Enquanto, a longo prazo, os determinantes da demanda podem mudar 
consideravelmente. Assim, é essencial definir a perspectiva de tempo, ou seja, 
a duração de tempo para a qual a procura deve ser prevista. 
3. Escolher o método para previsão de demanda: Uma vez que o 
objetivo é definido e a escala de tempo foi especificada, o método para realizar 
a previsão é selecionado. Existem vários métodos de previsão da procura que 
se classificam em duas categorias: Métodos de Pesquisa e Métodos 
Estatísticos. 
Métodos de Pesquisa: Sob o método de pesquisa, os consumidores são 
contatados diretamente e são perguntados sobre suas intenções para um 
produto e seus planos de compra futuros. Esse método é 
frequentemente usado quando a previsão da demanda deve ser feita por um 
curto período de tempo. 
Métodos Estatísticos: Os métodos estatísticos são usados quando a 
previsão da demanda é um período mais longo. Os métodos estatísticos 
utilizam os dados de séries temporais (históricos) e transversais para estimar a 
demanda de longo prazo para um produto. 
4. Coletar e ajustar os dados: Uma vez decidido o método, o 
próximo passo é recolher os dados necessários, quer primários ou secundários 
ou ambos. Os dados primários são os dados de primeira mão que nunca foram 
coletados antes. Enquanto os dados secundários são os dados já disponíveis. 
Muitas vezes, os dados necessários não estão disponíveis e, portanto, os 
dados devem ser ajustados, mesmo manipulados, 
 
6 
 
se necessário com o objetivo de construir dados consistentes com os dados 
necessários. 
5. Estimativa e interpretação dos resultados: Uma vez recolhidos 
os dados necessários e finalizado o método de previsão da demanda, o último 
passo é estimar a demanda nos anos do período definido 
(janela de previsão). Normalmente, as estimativas aparecem sob a 
forma de equações, e o resultado é interpretado e apresentado na forma fácil e 
utilizável. 
 
Assim, a previsão da demanda é um processo sistemático que assume 
maior importância em grandes empresas. A previsão de demanda pode não ser 
um problema sério para as empresas de pequena escala que fornecem uma 
pequena porção da demanda total ou produzem o produto que 
atende à demanda curta ou à demanda sazonal. Essas empresas podem 
planejar sua produção com base nas habilidades de negócios e suas 
experiências passadas. 
Existem algumas técnicas possíveis. As técnicas da previsão de demanda 
que estudaremos estão em 2 grupos: 
1. As Técnicas Qualitativas - dados subjetivos, difíceis de 
representar numericamente. Essas técnicas são baseadas basicamente 
na opinião e/ou julgamento de pessoas importantes, conhecedoras, 
chaves e especialistas nos produtos e/ou mercados em que; 
2. As Técnicas Quantitativas - análise numérica de dados do 
passado, sem palpites ou opiniões pessoais imprecisas. Usa-se, neste 
caso métodos e modelos matemáticos que projetam a demanda no futuro 
planejado. 
São subdivididas em 2 grupos: 
 técnicas de Séries Temporais, e as 
 técnicas de Correlações. 
 
7 
 
O método Séries Temporais é o método mais clássico de previsão de
Página123456