A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
56 pág.
Apostila Revit 2017 2

Pré-visualização | Página 8 de 9

da Cloud necessários aumenta conforme a qualidade e tamanho da 
renderização, mas como normalmente usamos uma conta de estudante, podemos utilizar no 
máximo 16 créditos. 
Ao clicar em Iniciar renderização, uma nova janela será aberta, na qual a opção Continuar 
em segundo plano poderá ser habilitada. No menu Vista → Renderização Galeria, será aberta a 
página da Autodesk onde será possível visualizar as renderizações em andamento e as já 
realizadas. 
 
 
 
 
48 
21. PRANCHAS 
 
Uma folha é tratada como uma família externa ao Revit, portanto, uma vez configurada o 
padrão de folha que usaremos (incluindo o nome da empresa, do engenheiro, número do CREA, 
etc) poderemos sempre utilizar a mesma prancha. 
Para adicionar uma nova prancha, acesse o menu Vista → Folha. 
 
Ao abrir a prancha A1 Métrico, o Revit trará uma folha com suas configurações padrão. 
Clicando duas vezes no objeto mostrado na tela, será possível editar a prancha de acordo com 
as suas necessidades, alterando o tamanho do selo, os textos e o próprio tamanho da folha. Use 
o menu Criar para desenhar novas linhas, Inserir para adicionar imagens como a logo de uma 
empresa, e modificar para alterar a disposição das linhas. Quando a folha estiver pronta, acesse 
o menu R e salve como uma família (.rfa) para poder utilizá-la novamente em outros projetos. 
Clique em Carregar no projeto. 
Para adicionar uma planta, corte ou imagem de renderização na folha, basta arrastar o item 
desejado do menu Navegador de Projeto para a folha. O Revit não permite colocar o mesmo nível, 
vista ou corte em mais de uma folha. Caso seja necessário, duplique a vista para colocá-la em 
duas pranchas simultaneamente. No menu Propriedades, o estilo da viewport e a escala podem 
ser alteradas. 
 
22. COTAS 
Para adicionar cotas, utilize o menu Anotar → Alinhada. É possível adicionar cotas em uma 
planta de piso, forro, cortes, elevações ou até mesmo na vista 3D. 
 
 
 
49 
23. DOWNLOAD DE FAMÍLIAS 
Existem diversos sites que oferecem o download de famílias de vigas, colunas, janelas, portas, 
mobiliário, etc. Para utilizar esses arquivos no seu projeto, é necessário sempre carregar a família 
quando for usá-la e fazer as alterações em Editar Tipo. Abaixo, segue uma lista dos sites mais 
comuns para encontrar famílias do Revit: 
 
• Revit City: http://www.revitcity.com/index.php 
• Autodesk Seek: http://seek.autodesk.com/ 
• Contier: http://contier.com.br/downloads 
• OFCDESK (Pago): http://www.ofcdesk.com/General/HomePage.aspx 
• Grupos no Facebook: REVIT ARCHITECTURE e REVIT MEP 
 
24. TABELAS 
 
24.1 QUANTITATIVOS 
 
Para inserir uma Tabela de Quantidades, entre no Menu Vista → 
Tabelas → Tabela/Quantidades. 
A ferramenta Tabela/Quantidade não leva em consideração as 
camadas de um objeto. Por exemplo, para uma parede, esse comando 
não calcula a quantidade de cimento, quantidade de gesso, quantidade 
de tijolos, etc. Para isso, utiliza-se a ferramenta Levantamento de 
material, que é o próximo item dessa apostila. Na Tabela de quantidades 
poderá ser gerada apenas a quantidade de parede em metros quadrados. 
Será aberta automaticamente uma janela chamada Nova tabela. 
Em Lista de filtros → Selecionar Arquitetura. Em Categoria → 
Selecionar Paredes. Será gerado o nome “Tabela de parede”, que pode 
ser mantido o mesmo. Finalizar com OK. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
50 
É aberta a janela Propriedades da tabela. Na aba Campos → Campos disponíveis → 
Selecionar Família → Clicar em adicionar. Repetir esse processo para Família, Tipo, Largura, 
Área, Volume e Comprimento. Cada campo selecionado será uma coluna da nossa tabela, na 
ordem que aparece na lista. É possível modificar essa ordem usando os comandos que estão 
abaixo de Campos Tabelados (Mover para cima e Mover para baixo), e excluir algum campo 
selecionando-o e clicando em Remover. Não finalizar a tabela ainda. 
 
Ainda na janela Propriedades da tabela, na aba Classificar / Agrupar → Classificar por: 
Tipo → Crescente. No fim da janela, marcar Itemizar cada instância e deixar o Total Geral 
desmarcado, conforme a imagem a seguir. 
 
 
 
 
 
 
 
 
51 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
A tabela gerada listará todas as paredes construídas, sem fazer nenhum tipo de somatório. 
Para ajustar isso, deve-se ir no menu Propriedades → Outros → Formatação. Será aberta a 
janela abaixo. Selecionar o campo Comprimento → Alterar Norma para Calcular os totais. 
Selecionar Calcular os totais também para área e volume. Para fins apenas estéticos da tabela, 
é possível deixar os valores da tabela centralizados. Para isso, no campo Área → Alinhamento 
→ selecionar Centro. E repetir processo para volume e comprimento. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
52 
Na aba Classificar / Agrupar, devemos desmarcar Itemizar cada instância, marcar a opção 
Total geral e selecionar a opção Título, contagem e totais. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
A tabela então estará finalizada, de forma mais organizada e sucinta. 
 
 
 
 
 
Após finalizadas, todas as tabelas criadas são mostradas no 
Menu Navegador de Projetos → Aba Tabelas/Quantidades. 
Todos os itens no Revit são parametrizados, ou seja, vinculados. 
Logo, se for acrescentada ou retirada alguma quantidade de um 
item que está tabelado, ele será automaticamente atualizado na 
tabela. 
 
 
 
 
 
 
53 
24.2 LEVANTAMENTO DE MATERIAL 
 
Para usar esse tipo de tabela, todas as camadas do objeto devem estar configuradas, pois 
estas serão levadas em consideração nos cálculos. Esse tipo de quantitativo é interessante para 
paredes, telhados, terreno, entre outros. 
Para iniciar, acessar o menu Vista → Tabelas → Levantamento de material. Será aberta 
uma janela de Novo levantamento de material. Em Lista de Filtros → Selecionar Arquitetura. 
Em Categoria → Selecionar Paredes. Pode-se alterar o nome da tabela se desejado. Finalizar 
com OK. Será aberta então a janela Propriedades de levantamento de material, na aba Campos 
→ Material: Nome → Clicar em adicionar. Repetir o processo com Material: Área, Material: 
Volume, e Material: Custo. Em seguida, clicar em Adicionar parâmetro calculado. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Será aberta então uma nova janela chamada Valor calculado (imagem abaixo). 
Calcularemos aqui o Custo por área e o Custo por volume. Em Nome colocaremos “Custo/Área”, 
em Tipo, selecionar a opção Área. Para inserir a fórmula, clicar nas reticências ao lado de 
Fórmula. Abrirá uma janela e então, deve-se selecionar Material: Custo → OK. Em seguida, no 
campo Fórmula, inserir o símbolo * para representar multiplicação, e repetir o processo para 
adicionar Material: Área. A fórmula final (Material: Custo*Material: Área) é mostrada na 
imagem. Clicando em OK é finalizado o Custo/Área. 
Todo esse processo anterior será então repetido para criar o Custo por volume. As 
diferenças serão: em Nome → Custo/Volume; Tipo → Volume; Em Fórmula → Material: 
Custo*Material: Volume. 
 
 
 
 
54 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Ao final desse processo, na aba Campos, em Campos tabelados (na ordem), haverá: 
Material: Nome, Material: Área, Material: Volume, Material: Custo, Custo/Área e Custo/Volume. 
Agora, formataremos a tabela para calcular os totais e deixaremos os campos Custo/Área 
e Custo/Volume sem o acompanhamento de unidades, conforme é mostrado na imagem acima. 
Isso porque o software não reconhece que um parâmetro calculado deveria ter uma unidade 
composta, tal como R$/m² para Custo por área, ou R$/m³ para Custo por Volume, e mostra 
apenas m² ou m³. Para formatar deve-se ir na aba Formatação → Selecionar Custo/Área