A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
resenha de analise

Pré-visualização | Página 1 de 1

Obsolescência Programada
DANNORITZER, Cosima. Obsolescência Programada - The Light bulb Conspiracy .Europa ,2010. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=H7EUyuNNaCU&t=2325s. Acesso em: 16 de mar.2018.
O documentário Obsolescência Programada aborda o porquê da diminuição da vida útil dos produtos com o objetivo de aumentar o consumo, é um fenômeno que tem sido debatido desde décadas anteriores, no qual grandes inventores sofreram pactos fazendo com que o mercado industrial são sofresse nenhuma contrariedade com as invenções de produtos com longa duração e de boa qualidade. O documentário inicia-se contando a historia do Marcos que teve problema com sua impressora que apenas registrava a quantidade de páginas programada a ela e depois de um tempo parava de funcionar a partir de um número determinado de impressões, mostrando então as estratégias das indústrias em fazer com que o consumidor comprasse um novo produto para substituição deste. São táticas usadas que certificam a garantia permanente do produto, para agradar as necessidades do consumista e depois parasse de funcionar tornando então obsoletos, o documentário relata alguns exemplos da obsolescência programada naquele tempo, como a fibra sintética de nylon, que foi descoberta possuindo um material bastante resistente mais teve que ser refeita com material menos duradouro, dentre outros exemplos que foram abordados sempre relatando de como a obsolescência programada era imposta. 
Um dos principais assuntos abordados foi sobre a lâmpada e seus avanços tecnológicos, que com o surgimento do cartel propôs com que as lâmpadas de luz de boa duração se tornassem menos duráveis com apenas 1000 horas, sendo apresentadas regras aos representantes de quem não seguisse acabaria pagando multas altíssimas, envolvendo uma convergência de interesse. Estes membros do cartel tinham em si a confiança de que isso manteria a atividade de trabalho totalmente ativa que geraria mais economia e aumento do consumo, porém prejudicaria o consumista, ofertando produtos limitados, com a intenção do crescimento econômico. 
Além do crescimento do mercado industrial, devido ao aumento do consumo de muitos produtos tecnológicos, as consequências que causam do meio ambiente são inúmeras interferindo no equilíbrio estabelecido do planeta, pelo crescimento da produção de lixo como abordado no filme, as grandes empresas industriais de países desenvolvidos descartam contentores de lixos eletrônicos em pais de terceiro mundo mais carentes, como a Gana, África, que recebem estes produtos sem nenhuma probabilidade de uso, prejudicando o pais onde vivem, contaminado ao rio que antes eram de consumo e diversão daqueles que ali moram. Infelizmente essas empresas conseguem violar as regras de exportação de eletrônicos para descarte em países em desenvolvimento, mais muitas indústrias consegue infringir mandando de forma ilegal ou legal, mais de produtos de segunda mão, no qual são totalmente sem concerto; acredito assim que são falhas da União Europeia, que apesar das regras que são impostas ainda falta fiscalização e monitoramento sobre este assunto. 
Aos que apoiam a obsolescência programada declaram que é o método com que o mundo capitalista funcione, sendo a solução para vagas de empregos, nas grandes indústrias, alegando nenhum abuso excessivo, entretanto, deixa a desejar na consideração do resíduo que o produto gerará, e sua capacidade de ser reutilizado parcial ou totalmente, 
A solução para este problema é realmente difícil, apesar de muitas industriais apresentarem projetos sustentáveis, isso ainda está longe de ser a solução, uma mudança radical só irá acontecer a partir do poder publico junto com as industriais, impondo uma economia circular, envolvendo o ciclo da sustentabilidade.