Ergonomia e Qualidade de Vida no Trabalho UNINTER
5 pág.

Ergonomia e Qualidade de Vida no Trabalho UNINTER

Disciplina:Qualidade de Vida no Trabalho86 materiais2.367 seguidores
Pré-visualização5 páginas
Pôs graduação engenharia de produção UNINTER.
Ergonomia e Qualidade de Vida no Trabalho.
1. A preocupação com o posto de trabalho relac iona-se dire tamente ao tempo gas to e aos movimentos do corpo
necessários para a re alização de determ inada tarefa. Sob o ponto de vista ergonôm ico, entre várias preocupações,
algumas podem ser citadas. Assinale a q uestão que apresenta as respostas corretas.
a. Redução das exigências biomecânicas e m anutenção das postu ras corretas.
b. Aumento das exig ências biomecânicas e possib ilidade de manter -se em qualquer postura.
c. Aum ento das exigências biomecânicas e m anutenção das posturas corr etas.
d. Manutenção das pos turas corretas, m as os objetos podem estar f ora do alcance dos m ovimentos c orporais.
2. Posto de trabal ho é a configuração física do sistem a homem -máquina-am biente, e para que um projeto seja
seguro e confiável, certas medidas do corpo s ão mais importantes que outras . Relacione as partes do cor po na
coluna da esquerda com suas funções, na c oluna da direita, e assinale a resp osta correta.
I. Mãos
( II ) Visual ização de painéis
II. Cabeça
( III) Alcance dos com andos
III. Braços e pernas
( I ) Acionamento e contro le
a. I, II, III.
b. II, I, III.
c. II, III, I.
d. III, I, II.
3. Para proteg er o trabalhador, algumas regras básicas devem ser respeitadas, a fim de evitar dan os e problemas
futuros na saúde do tra balhador. Com base nisso, associe (V) para as alternativas verdade iras e (F) para as
alternativas falsas, e d epois assinale a resposta certa.
( V ) Evitar posturas curvadas
( V ) Evitar o m ovimento do s braços
( F ) Sempre que possível t rabalhar em pé
( F ) Evite trabalhar senta do
a. V, V, F, F.
b. V, F, F, F.
c. F, F, F, F.
d. V, F, F, V
4. A qualidade de vida (QV) é um tem a bastante atual, e sobre esse ass unto podem os encontrar várias pesquisas e
artigos. Para se a lcançar uma alta QV, três quesi tos são os principais. Assinale a alternativa que apresent a
corretam ente esses 3 fatores.
a. Saúde, seguranç a e casa própria.
Feedback: Sem dúv ida a saúde é um dos fatores , mas para a QV, não se cons ideram segurança e casa pr ópria.
b. Saúde, alimentação e abrigo.
c. Saúde, dinheiro e segurança.
d. Saúde, casa pró pria e dinheiro.
5. Para se alcançar qualidade de vida no trab alho (QVT) é necess ário implantar um a política organizaciona l
especificam ente direcionad a para a QVT. Dessa form a é possível obter m elhorias no contexto g eral da empresa. Que
melhorias são essas? Marque a alternati va que apresenta a qu estão correta.
a. Apenas m elhorias gerenciais.
b. Apenas m elhorias es truturais.
c. Melhorias gerencias e tecnológicas.
d. Melho rias gerencias, e struturais e tecnológicas.
6. Diferente do q ue acontecia durante o Ta ylorism o, a flexibilidade marcou essa nova f ase. Com o desenvolvim ento
constante, o avanço t ecnológico e a exigência diária d e aperfeiçoamento o estres se começou a fazer parte da vida do
trabalhador. Além disso, outros m otivos também levam o indiví duo ao estresse. Assinale a resp osta que apresenta
corretam ente esses motivos.
a. Sentimento de inc apacidade, salários baixos e excesso de trabalho.
b. Sentimento de inc apacidade, bons salários e am biente agradável.
c. Sentir-s e capaz, salários baixos e pouco tra balho.
d. Chefes m uito exigentes, capacidade de trabalhar e m equipe e salários baixos.
7. O estresse, um mal com um na atualidade, pode e d eve ser redu zido. Com isso o funcionário sente-se co nfiante,
motivado e capa z de realizar s uas tarefas. O que pode contribu ir para a redução do estresse n o ambiente de
trabalho? Marque a a lternativa correta.
a. Obrigar o traba lhador a estudar e saber cada vez m ais.
b. Manter o traba lhador bastante atento, cobrand o um serviço perfeito para que ele sinta -se confiante.
c. Oferecer exerc ícios de relaxamento e mant er contato entre os trabalhad ores.
d. Manter o traba lhador em local reservado para não haver conversas duran te o expediente.
8. Indústrias de grande porte, cada vez mais precisam trabalhar em turnos par a atender a demanda de m ercado. Não
são todos os indivíduos que conseguem desenv olver suas atividades no período noturn o. Cada um tem um perfil,
uma carac terística pessoal e por mais que se esf orce não se ada pta. Quais são os fatores que influenciam o trabalho
noturno? Assinale a a lternativa correta.
a. Ritmo circadiano , tipo de tarefa, menor con centração, irritabilidade .
b. Ritmo circadiano, boa concentração, tranquilidade, cansaço.
c. Ritm o coronariano, média concentraç ão, irritabilidade, cansaço.
d. Ritmo coronaria no, tipo de tarefa, m enor concentração, irritabilidade.
9.trabalhador está f ora do seu período norm al de sono e nem sempre pode prat icar exercícios f ísicos. Isso pode
acarretar em problemas indesejáveis para sua saú de. O que deve ser feito para que o trabalha dor possa m anter seu
bem- estar? Marque a alternativa correta.
a. Evitar jorna das diárias acim a de 4 horas.
b. Evitar jornadas diárias acima de 6 horas.
c. Evitar jorna das diárias acim a de 9 horas.
d. Evitar jornadas diárias acima de 8 horas.
10. A NR 17, norm a regulamentadora que trat a da ergonomia, determ ina parâmetros que devem ser obedecidos,
assim como todas as outras NR. O que ess es parâmetros estabelecem ? Assinale a alternativa cert a.
a. Adaptação das c ondições do homem ao trabalho, oferecendo conf orto e segurança.
b. Adaptação das condições do trabalho às ca racterísticas psicofisiológ icas do homem, oferecend o conforto
e segurança.
c. Adaptação das c ondições psicofisiológicas de tra balho para o indivíduo sentir -se em um am biente de salutar e
seguro.
d. Adaptação das c ondições de seguranç a, saúde e conforto para o trabalhador chegar bem em casa.
11.efeitos na saúde são diversos com o a sobrecarga no sistem a cardiovascular. Mas, além disso, prod uz -se m uito
suor e ocorre a evaporaç ão para equilibrar a econ omia calórica. Nesse process o, há um elemento importante que o
organism o também perde, qual é esse elemento? Assi nale a alternativa correta.
a. Açúcar.
b. Líquidos internos.
c. Sangue.
d. Sal.
12. Surdez tem porária e surdez profissional são dois efeitos auditivos decorren tes do ruído acim a do permitido pela
NR 15 e/ou NHO 01. A surdez temporária t em uma característica própria e nã o significa que seja reversí vel. Mas a
que se deve ao f ato de sua ocorrência? M arque a alternativa correta.
a. Ocorre devido à fadiga auditiva depois de um a exposição por curto perí odo a altos níveis de ruído, e não se
recupera após o descans o.
b. Ocorre devido à fad iga auditiva depois de um a exposição por longo perío do a altos níveis de ruído, e não se
recupera após o descans o.
c. Ocorre devido à fad iga auditiva depois de um a exposição por longo período a altos níveis de ruído, mas se
recupera após o descanso.
d. Ocorre devido à fad iga auditiva depois de um a exposição por curto perí odo a altos níveis de ruído, m as se
recupera após o descanso .
13. Você viu, seg undo a NR 15 e a NHO 01, que o ruído pode ser co ntínuo (ou interm itente) e de impacto. O ruído
contínuo é todo e qua lquer ruído que não é de im pacto. Qual a definição de ruído de impacto? Ass inale a alternativa
correta que traz essa informação.
a. É aquele que a presenta picos de energi a acústica de duração sup erior a 1 segundo e a intervalos s uperiores a 1
segundo.
b. É aquele que aprese nta picos de energia acústica de duração superior a 1 seg undo e a intervalos inferior es a 1
segundo.
c. É aquele que ap resenta picos de energia acústica de duração inferio r a 1 .
d. É aquele que apresenta picos de energia acús tica de duração igual a 1 seg undo, a intervalos inferiores a 1
segundo.
14. Durante a ex planação dos assuntos, m ais especificamente, quando fal amos sobre as medidas dos f atores
ambientais, sugerim os a você conhecer os Qua dros 1 e 2 do A nexo 3 para avaliaç ão do calor. Analise com bastante
atenção o Quadro 1, reg ime de trabalho interm itente com descanso no próprio local de traba lho, e responda
associando a coluna sup erior com a c oluna inferior e n a sequência, marque a alter nativa corr eta.
I. Trabalho contínuo e atividade pesada.
II. 15 minutos de tr abalho e 45 minutos de d escanso; IBUTG entr e 29,5 e 31,1.
III. Atividade m oderada e IBUTG até 26,7.
IV. 30 minutos de trab alho e 30 minutos de desc anso; atividade leve.
( II ) Atividade m oderada.
( IV ) IBUTG de 30,7 a 32,2 .
( I ) IBUTG até 25,0.
( III ) Trabalho contí nuo.
Agora marque a sequ ência correta:
a. II, IV, I, III.
b. IV, III, II, I.
c. III, II, IV, I.
d. I, IV, III, II.
15. Para a m edição dos agentes d e risco encontrados no am biente de trabalho, norm almente são usados
instrumentos específ icos para cada leitura ou um aparelho com todas as leituras integradas. De acordo com as
questões fornecidas a baixo, associe as duas co lunas e depois marque a respost a correta.
I. Acelerôm etro ( II ) Ruído
II. Decibelím etro ( III ) Iluminação
III. Luxímetro ( I ) V ibração
a. III, II, I.
b. II, III, I.
c. I, II, III.
d. II, I, III.
16. De acordo c om Almeida (2003) a expr essão erro humano ou falha h umana é regularm ente utilizada em Saúde e
Segurança no Tr abalho, especialmente quando deter minadas atitudes de tra balhadores associam -se a ocorrência de
acidentes. Para Sa nders e McCormick apud Saurinet al. (2012), erro humano é um a decisão que afeta determ inado
sistema. Segundo Ild a (2005), o erro é:
D. Um ato involunt ário que se desvia daquele norm al ou esperado. O erro po de ser ainda, consequên cia de
uma ação não esper ada, muito menos plane jada.
17. A "postura", se gundo IIDA (2005), é o aspecto m ais importante para dim ensionar o espaço de trabalho. São tr ês
as posturas básicas par a o corpo humano: deitad a, sentada, em pé. A posiçã o deitada é a indicada para repouso e
recuperação de f adiga. Seguindo está afirm ação, alguns trabalhos c omo o de oficina m ecânica, no reparo de
veículos, exige o trabal ho na posição “deitado”, e ntão devemos entender qu e este profissional em especifico está
com a postura corret a?
A. Não, pois a cabeça fic a sem apoio e p rovoca dores rapidament e.
18. Um especia lista em ergonom ia pode contribuir, e muito, identificando os loca is com risco de acidente e de
doenças ocupacionais pro movendo o bem -estar e a saúde do traba lhador. Conforme W isner (1987), a contr ibuição