A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Estudo Dirigido Vertebrados

Pré-visualização | Página 1 de 1

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS – UFAL CÂMPUS ARAPIRACA \ UNIDADE DE ENSINO PENEDO LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
ZOOLOGIA II
ESTUDO DIRIGIDO - VERTEBRADOS
PENEDO- AL
2017
FÁBIO FERREIRA DA SILVA
ESTUDO DIRIGIDO - VERTEBRADOS
Trabalho solicitado pela professor Cláudio L. S. Sampaio, como requisito de nota parcial para obtenção de nota, da disciplina de Zoologia II, da Universidade Federal de Alagoas, Unidade de Ensino Penedo. 
PENEDO- AL
2017
Estudo dirigido- Vertebrados
 
1) Compare morfologicamente anfíbios e répteis. Quais os ganhos evolutivos desses últimos para a “conquista da Terra”?
Na evolução da vida no nosso planeta, os anfíbios foram os primeiros vertebrados a ocupar o ambiente terrestre, embora não efetivamente. Além de possuírem uma pele muito fina que não protege da desidratação, eles colocam ovos sem casca, que ficam ressecados se permanecerem fora da água ou de ambientes úmidos. Assim, esse grupo de animais, não é independente da água, já que pelo menos uma fase da vida, da maioria dos anfíbios, acontece na água e eles precisam dela para a reprodução. Já para o caso dos répteis, sabe-se que o desenvolvimento a partir do ovo amniótico, isolado do meio exterior, constituindo uma adaptação chave na conquista do meio terrestre, mas no final do Cretáceo que os animais sofreram forte regressão, ocasionado pela queda de um meteorito levando espécies a extinção. Mas, os répteis foram os primeiros animais que se tornaram independentes da água, o que os fizeram desenvolver pele grossa e cheia de escamas queratinizadas para evitar perda de água, e a fecundação passou ser interna em todas as espécies, o embrião a se desenvolver fora do corpo materno sendo coberto por uma casca dura para evitar que resseque, mas ao mesmo tempo porosa para que haja troca gasosa com o meio ambiente. Os ovos são geralmente enterrados para proteção contra ressecamento e contra predadores.
2) Quais são os significados literais dos nomes Urodela, Anura e Gymnophiona? Quais as principais características que distinguem os membros dessas três ordens?
Urodelas: também chamados de caudados (do latim: caudatus, com cauda). O corpo destes animais é alongado e a cauda é bem desenvolvida. São mais abundantes em regiões de climas frios. Os machos não possuem órgão copulador e a fecundação pode ser externa ou interna. Na fecundação interna, a fêmea captura a massa de espermatozoides liberada pelo macho e a deposita no interior da sua cloaca. Muitas espécies de salamandras não possuem pulmões e apresentam apenas respiração cutânea.
Arunos: são anfíbios sem cauda (daí seu nome, originado do grego: na = sem + oura=cauda). Os anuros não possuem cauda e seus membros posteriores são adaptados para o salto. A fecundação pode ser interna ou externa - e o desenvolvimento é indireto.
Os gimnofionos: caracterizam-se pela ausência de patas e possuem grande semelhança com minhocas. No entanto, são vertebrados, o que os separa dos anelídeos. A maioria das espécies são primariamente fossórias, habitando o ambiente subterrâneo, e secundariamente aquáticas.
3) Quais as ameaças enfrentadas pelos anfíbios?
Destruição e fragmentação do habitat
Introdução de espécies não nativas
Removidos de seus habitats naturais e vendidos como alimento ou como animais domésticos
Radiação UV-B	
Mudanças climáticas, porque devido a mudanças variadas eles não conseguem resistir. 
 
4) Descreva as principais características estruturais das tartarugas que as distinguem de qualquer outro réptil, exceto aves.
As tartarugas pertencem à classe que compreende os tipos que vivem na terra (serpentes, lagartos, tartarugas). Principalmente na água (tartarugas. Em ambos (crocodilos e jacarés). Nenhum réptil tem um estágio aquático imaturo (larval). As tartarugas respiram através dos pulmões, tendo pele seca escamosa e coloca os ovos na terra. Os ovos têm conchas.
5) Como a temperatura do ninho pode afetar o desenvolvimento dos ovos das tartarugas?
A temperatura atua na produção de enzimas responsáveis pela diferenciação das gônadas, por isso ela é tão importante no dimorfismo sexual desses animais. Variações de 2oC a 4oC podem determinar se as gônadas do embrião se diferenciarão em gônadas masculinas ou gônadas femininas.
A temperatura influencia nas etapas iniciais do desenvolvimento do embrião, e como pode haver algum tipo de variação da temperatura por causa de intempéries, os dois sexos sempre serão produzidos. Outro fator que também influencia na temperatura do ninho é o local onde ele se encontra, se em locais com sombra ou locais que recebem a luz direta do sol, e também se os ovos se encontram na superfície ou no fundo do ninho
6) Qual a característica dos ovos amnióticos?
A característica que diferencia o ovo amniótico dos ovos dos demais animais é a presença e de três membranas extraembrionárias, o córion, o âmnion e o alantoide. A estrutura desse ovo consiste de uma casca, coriácea ou calcificada, que garante a proteção mecânica, mas que, sendo permeável, permite trocas gasosas com meio externo. 
 
7) De que maneiras a pele e o sistema respiratório diferem entre os amniotas e seus ancestrais tetrápodes “primitivos”? .
Os amniotas são espécies evoluídas em comparação aos seus primitivos, seja em relação a pele ou sistema respiratório, dentre outros. A pele dos tetrápodes era menos resistente e dos amniotas apresenta uma rigidez, desenvolvida justamente para a sobrevivência; e o sistema respiratório dos tetrápodes e dos amniotas é caracterizado por respiração eficiente, pelo diafragma ou pelo pulmão. 
8) Os Amniotas são classificados em três grupos com base em sua morfologia craniana. Que grupos são esses e quais são as diferenças entre seus crânios? 
ANAPSIDA: “Para-répteis” Crânio sem aberturas temporais Condição primitiva 
SYNAPSIDA: Crânio com 1 abertura temporal 
DIAPSIDA: “Eurépteis” Crânio com 2 aberturas temporais
9) Quais as principais ameaças a conservação das tartarugas?
A ocupação desordenada no litoral, como empreendimentos turísticos e o crescimento de áreas urbanas próximas às praias, provocam alterações nas condições naturais das áreas de desova.
Um dos problemas principais desta urbanização é a iluminação artificial. Quando ocorre e eclosão dos ovos, normalmente no período noturno, as pequenas tartarugas se guiam para o mar pela luz da lua. Porém, quando existe muita iluminação artificial próximas às praias, os filhotes acabam indo na direção oposta do mar, aumentando o risco de predação e atropelamento nas vias. A ameaça mais conhecida por todos é poluição marinha, causada por elementos orgânicos, como petróleo e esgoto e por diversos compostos artificiais encontrados no lixo, como uma infinidade de tipos de plásticos e metais.
10) Qual a importância do conhecimento da biologia dos Vertebrados pelo Licenciado em Biologia?
A princípio vale ressaltar que uma pessoa licenciada em biologia deve ser apto a ensinar os conteúdos que diz respeito à biologia claramente, e isso não é uma afirmativa em vão porque tudo que envolve a vida humana ou animal está incluso em biologia, já que é o estudo da vida. Por conseguinte, não há outro meio mais eficaz de se entender e ensinar sobre os vertebrados se não tiver o conhecimento sobre o mesmo. Além do mais, é necessário ser consciente da importância dos animais para conscientizar os demais ao redor, tanto na sala de aula quanto no cotidiano, possibilitando o conhecimento e a proteção dos mesmos.