A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
68 pág.
Principios e métodos da supervisão escolar

Pré-visualização | Página 8 de 16

planos de ensino e 
das normas de verificação e avaliação da aprendizagem, refletir sobre a vida 
disciplinar da escola, levantamento da realidade dos alunos e do meio, selecionar 
métodos e técnicas de supervisão contextualizadas, dentre outras. 
Já a etapa de acompanhamento o supervisor deve analisar diariamente se 
todos os planejamentos estão sendo executados com eficiência. Esta etapa propicia 
que o especialista observe a atuação e o desempenho dos educadores, para 
posteriormente, orientá-los e coordená-los. 
A atividade profissional executada pelo acompanhamento deve ser realizada 
durante todo o período letivo. Tal ação permite que o supervisor faça replanejamentos, 
quando for preciso. 
 
33 
 
Já a etapa de controle, é aquela fase da atividade da supervisão, em que se 
efetua uma análise acerca dos resultados obtidos. O intuito desta fase é prevenir 
desvios, retificações e alterações buscando atender às necessidades da escola, do 
professor, do aluno e da comunidade. 
Esta etapa tem como característica avaliar o rendimento escolar, observar a 
mudança de comportamento dos educandos, tratar e analisar os dados obtidos e 
recomendar meios para sanar as deficiências levantadas em todo o processo. 
FUNÇÕES DA SUPERVISÃO ESCOLAR 
Com o decorrer do tempo, percebe-se que a função do supervisor escolar 
sofreu diversas mudanças significativas, passando por distintos perfis, tais como o de 
fiscalizador, controlador espontâneo, inspetor e atualmente, tem-se a visão do 
supervisor como parceiro e companheiro do trabalho pedagógico. A função primordial 
é de orientar para a ação educativa abrangente, dentro dos princípios legais e de 
formação integral. 
Partindo do princípio de que as funções da supervisão são múltiplas e 
significativas, faz se necessário destacar algumas delas conforme Brigs e Justman 
apud Nérici (1978, p. 42-43), que são: 
 Ajudar os professores a melhor compreenderem os objetivos reais da 
educação e o papel especial da escola na consecução dos mesmos. 
 Auxiliar os professores a melhor compreenderem os problemas e 
necessidades dos jovens educandos e atender, na medida do possível, 
a tais necessidades. 
 Exercer liderança de sentido democrático, sob as formas de promoção 
do aperfeiçoamento profissional da escola e de suas atividades, 
buscando relações de cooperação de seu pessoal e estimulando o 
desenvolvimento dos professores em exercício, colocando sempre a 
escola mais próxima da comunidade. 
 
34 
 
Fonte:carinhoacadapasso.com.br 
 Estabelecer fortes laços morais entre os professores quanto ao seu 
trabalho, de tal forma que operem em estreita e esclarecida 
cooperação, para que os mesmos fins gerais sejam atingidos. 
 Identificar qual o tipo de trabalho mais adequado para cada professor, 
distribuindo tarefas, mas de forma que possam desenvolver suas 
capacidades em outras direções promissoras. 
 Ajudar os professores a adquirir maior competência didática. 
 Orientar os professores principiantes a se adaptarem à sua profissão. 
 Avaliar os resultados dos esforços de cada professor, em termos do 
desenvolvimento dos alunos, segundo os objetivos estabelecidos. 
 Ajudar os professores a diagnosticar as dificuldades dos alunos na 
aprendizagem e a elaborar planos de ensino para superação das 
mesmas. 
 Auxiliar a interpretar o programa de ensino para a comunidade, de tal 
modo que o público possa compreender e cooperar nos esforços da 
escola. 
 
35 
 
 Levar o público a participar dos problemas da escola e recolher suas 
sugestões a esse respeito. 
 Proteger o corpo docente contra exigências descabidas de parte do 
público, quanto ao emprego de tempo e energia dos professores. 
Estas funções, só serão concretizadas, se a relação supervisor e professor 
decorrer de uma perspectiva de resolução de problemas e atendimento às reais 
necessidades da escola e se houver dedicação ao trabalho em grupo. 
 
 
ARTIGO PARA REFLEXÃO: 
Autores ANA MARIA LIMA DE SOUZA ALVES e ELISA 
APARECIDA FERREIRA GUEDES DUARTE 
Disponível em: pergaminho.unipam.edu.br 
Acesso: 15/03/2017 
 
Supervisor escolar: missão, 
exercício, desafios e perspectivas 
_________________________________________________________ 
 
ANA MARIA LIMA DE SOUZA ALVES 
Graduada em Pedagogia pelo Centro Universitário de Patos (UNIPAM) 
 
ELISA APARECIDA FERREIRA GUEDES DUARTE 
Professora do UNIPAM e orientadora da pesquisa 
 
 
Resumo: O presente trabalho almeja desvelar a importância do supervisor escolar no âmbito 
da instituição de ensino. Para tanto teve como objetivo geral conhecer e analisar a atuação 
do supervisor, conceituando e observando os limites da supervisão, levando‐se em 
consideração seus objetivos e sua missão. A pesquisa foi realizada a partir de um estudo 
 
36 
 
bibliográfico sobre o tema, visando verificar a importância da atuação do supervisor 
educacional, o processo histórico, conceitos, limites, formação e formas de atuação dentro da 
instituição escolar. Nesta fase, foram abordados os seguintes teóricos: Medina (2003), Saviani 
(2003), Lima (2001), Przybylski (1982), Alonso (2003) Ferreira (2003). A pesquisa de campo foi 
realizada em uma escola pública de Patos de Minas, com os supervisores e professores das 
séries iniciais do ensino fundamental. A coleta de dados se deu por meio de observação e 
também de um questionário em que foram levantados dados sobre a atuação do supervisor 
educacional dentro da escola. Após a observação e análise do trabalho das supervisoras, 
pôde‐se constatar que estas não têm satisfatoriamente o conhecimento das funções que lhes 
são atribuídas e que vivem em constantes contradições entre aquilo que pensam e aquilo que 
é possível realizar, ou seja, que teoria e prática nem sempre andam juntas. 
Palavras‐chave: supervisão escolar; legislação educacional; escola; educação básica. 
 
Abstract: The present work aims at presenting the importance of the school supervisor in the 
bounds of an institution. This way, the main objective was to know and analyze the 
performance of the supervisor, evaluating and observing the limits of the supervision, taking 
into consideration its objectives and mission. The research was fulfilled through a 
bibliographic study of the theme, aiming at verifying the importance of the performance of 
the educational supervisor, the historical process, the concepts, limits, formations and forms 
of performance in an institution. At this stage, the following theorists were approached: 
Medina (2003), Saviani (2003), Lima (2001), Przybylski (1982), Alonso (2003) Ferreira (2003). 
The field research was fulfilled in a public school of Patos de Minas, with the supervisors and 
teachers of the first years of high school. The data collection was made through observation 
and a questionnaire in the school. After the observation and analysis of the supervisors’ work, 
we could verify that these do not have the satisfactory knowledge of the functions that are 
attributed to them, and that they live in constant contradictions between what they think and 
what is possible to fulfill, that is, theory and practice not always go together. 
Keywords: school supervisor; educational law; school; high school. 
 
Pergaminho, (3):1‐22, nov. 2012 
© Centro Universitário de Patos de Minas 2012 
Ana Maria Lima de Souza Alves & Elisa A. Ferreira Guedes Duarte 
1. INTRODUÇÃO 
O presente estudo desvela a importância do supervisor escolar no âmbito da 
instituição de ensino, local onde ocorre a educação formal. Nesse contexto, o 
supervisor torna‐se figura importante, porque media relações intrinsecamente ligadas 
ao ato de ensinar e aprender. Assim, supervisores e professores

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.