Quest Psicologia I
15 pág.

Quest Psicologia I


DisciplinaPsicologia da Nutrição31 materiais163 seguidores
Pré-visualização3 páginas
Analise as três seguintes descrições e relacione-as com os distúrbios correspondentes, assinalando a alternativa correta:
Neste quadro, a bebida é usada para reduzir a compulsão por alimentos e o apetite. O álcool substitui o alimento sob a forma de \u201ccalorias vazias\u201d, pois ele não é utilizado eficientemente pelo organismo como uma forma de combustível.
Também conhecida como Síndrome de Adônis, os indivíduos que sofrem deste distúrbio são, em grande parte, os praticantes de musculação que, mesmo estando em boa forma muscular, perante o espelho, se veem e se sentem fracos.
Estes indivíduos são obcecados pela procedência dos alimentos e alimentar-se em locais públicos ou em casa de amigos e parentes acaba sendo uma tarefa difícil, até porque tendem a criticar aqueles que não adotam o mesmo hábito.
	
	a.
	I = Drunkorexia; II = Vigorexia; III = Bulimia.
	
	b.
	I = Bulimia; II = Fisiculturismo; III = Ortorexia.
	
	c.
	I = Ortorexia; II = Drunkorexia; III = Anorexia.
	
	d.
	I = Bulimia; II = Ortorexia; III = Vigorexia.
	
	e.
	I = Drunkorexia; II = Vigorexia; III = Ortorexia.
0,5 pontos 
PERGUNTA 2
O nascimento de um conhecimento psicológico de caráter científico no final do século XIX vem acompanhado do surgimento de várias psicologias concorrentes entre si, denotando não uma unidade, nem linearidade, mas diversidade e divergência de abordagem dos fenômenos psicológicos. No que diz respeito à Psicologia Científica:
I. Tinha como foco inicial a estrutura da mente que evolui para o estudo das funções da mente.
II. A nova ciência se organizou em diferentes correntes, sendo que as primeiras escolas incluíam o estruturalismo e o funcionalismo.
III. Wundt tinha como método o engajamento das pessoas em introspecção autorreflexiva.
Assinale a alternativa que apresenta a(s) correta(s):
	
	a.
	I, II e III.
	
	b.
	I e II.
	
	c.
	II e III.
	
	d.
	II, somente.
	
	e.
	III, somente.
PERGUNTA 3
É cada vez mais frequente nos dias atuais, diante da crise e das dificuldades que passamos, encontrarmos pacientes que após serem submetidos a inúmeros exames, diagnósticos e enviados de médico em médico, ansiosos por descobrir a doença responsável pelo que sentem, ficam perplexos quando finalmente \u201cseu médico\u201d lhes encaminham para um psiquiatra, pois não têm doença alguma, \u201ctudo está na sua cabeça\u201d, ou então que \u201csua doença é causada pelos nervos\u201d, ou, melhor dizendo, por fatores psicológicos. Assinale a alternativa que nomeia corretamente a situação:
	
	a.
	Transtornos alimentares.
	
	b.
	Disfunções da nutrição.
	
	c.
	Distúrbios psicossomáticos.
	
	d.
	Simbologia da nutrição.
	
	e.
	Alterações de humor.
 
PERGUNTA 4
Já nas primeiras horas de vida, o mundo entra pela boca. Junto com o leite, o bebê recebe o calor, o toque e o cheiro de quem o alimenta. Sente, ainda que de forma sutil, a presença \u2014 ou a falta \u2014 do afeto. E, depois das primeiras mamadas, a fome jamais será apenas de alimento. Ao longo da existência, as relações continuam permeadas pelos significados simbólicos que a comida assume na vida de cada um. Não há uma causa específica para os transtornos alimentares, eles são multifatoriais, tendo contribuições de fatores biológicos, genéticos, psicológicos, socioculturais e familiares. Dessa forma, a subjetividade ainda fica mais caracterizada, tendo a individualidade da pessoa uma importância fundamental.
Baseado na reflexão, assinale a alternativa incorreta:
	
	a.
	Se pensarmos que o alimento é o que baliza a relação mãe-bebê, veículo pulsional e agente de desejo, podemos nos lançar sobre a questão lançada pela anoréxica, que consiste na recusa extraordinária dos alimentos. Em outras palavras, aquilo que deveria ser representativo de um vínculo amoroso, torna-se nocivo e venenoso.
	
	b.
	O alimento é o primeiro objeto transicional da criança, é ele que faz a ponte mãe-bebê, isto é, não é somente uma fonte de nutrição, pois estabelece e fortalece o vínculo de uma interação prazerosa de investimentos afetivos. Nesse sentido, o ato de comer pode revelar a busca de afeto maternal, comer desregradamente tem o poder magnético, na medida em que parece prometer a presença da mãe amorosa.
	
	c.
	Anorexia pode ser entendida também como uma forma de manifestação do amor: essas meninas meigas controlam a família que, impotente, assiste ao seu definhamento. É comum ouvi-las dizer: \u201ceu não queria ser minha mãe, coitada, como eu a faço sofrer! [...]\u201d 
	
	d.
	Habitualmente, a obesidade não é um simples excesso de peso, mas uma manifestação de conflitos e vivências e a expressão de uma dinâmica psíquica. O excesso alimentar pode ter a função de evitar o contato com a própria subjetividade.
	
	e.
	O quadro familiar pode apresentar uma necessidade de perfeccionismo, excesso de controle (ênfase no bom comportamento e conduto social \u201cadequada\u201d), idealização da família, altas expectativas dos pais com relação aos filhos, repressão das emoções.
0,5 pontos 
PERGUNTA 5
Com relação ao tratamento da neurose:
I. Neurose pode ser tratada por diferentes métodos. Existe a psicoterapia e vários remédios para aliviar os sintomas. Medicamentos contra depressão e ansiedade ajudam a pessoa, e alguns remédios podem elevar a sensação de autoestima.
II. Tratamento inadequado pode colaborar para intensificação dos sintomas.
III. Não adianta tratar, pois não tem cura.
Assinale a alternativa correta:
	
	a.
	I e III estão corretas.
	
	b.
	Apenas II está correta.
	
	c.
	I e II estão corretas.
	
	d.
	Apenas a I está correta.
	
	e.
	II e III estão corretas.
0,5 pontos 
PERGUNTA 6
Com relação aos mecanismos de defesa da personalidade descritos por Freud, podemos afirmar:
I. São mobilizados em situações de vivências indesejáveis como frustrações e fracassos.
II. Na racionalização, a pessoa justifica de forma mais ou menos lógica e ética a própria conduta e nota-se um esforço excessivo para manter o autorrespeito. É considerado um dos mecanismos menos conscientes.
III. A projeção nota uma tendência da pessoa a apontar defeitos nos outros que na verdade são seus e ela não pode admitir. Ex.: uma amiga dizer que a outra está em TPM e com cara de insatisfeita.
IV. Na regressão tentamos ajustar nosso comportamento e eliminar as tensões, muitas vezes não podendo descarregar nossa agressão na fonte de frustração e passamos a agredir terceiros que nada tem a ver com caso.
V. A repressão tem como consequência a somatização, sendo esse o processo pelo qual se afastam da consciência conflitos e frustrações demasiadamente dolorosos.
	
	a.
	I, II e IV são verdadeiras.
	
	b.
	I, III e V são verdadeiras.
	
	c.
	II e IV são verdadeiras.
	
	d.
	I e III são verdadeiras.
	
	e.
	Somente a V é verdadeira.
0,5 pontos 
PERGUNTA 7
\u201c[...] Mesmo assim, Diana Deutsch e Daniel Levitin, psicólogo da Universidade McGill, no Canadá, acham que todos podemos ser educados até desenvolver o dom, independentemente da nossa herança genética. \u2018Cerca de 95% dos filhos de falantes de persa também falam persa\u2019, disse Levitin à SUPER. \u2018Isso não é um fenômeno genético, mas um fato cultural e linguístico. Tanto que, se você aprender uma língua depois de uma certa idade, sempre terá sotaque e dificuldade de raciocinar nela\u2019. A diferença está, segundo Levitin, em aprender entre 3 e 6 anos. No máximo até os 9 anos. [...]\u201d
O extrato da reportagem \u201cUm dom de gênio\u201d (2000) da Revista Superinteressante nos remete aos questionamentos dos filósofos com relação mente e corpo e inato X adquirido. Analise as afirmativas que seguem:
	
	a.
	As ideias expostas no extrato estão em desacordo com as ideias de Sócrates e Platão que acreditavam no conhecimento como algo já existente dentro de nós. 
	
	b.
	O extrato concorda com os pensamentos de Aristóteles de que o conhecimento é preexistente.
	
	c.
	As ideias expostas no extrato são convergentes com as ideias de René Descartes que discordou de Sócrates e