A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
23 pág.
Anatomia e Fisiologia da Reprodução de Equinos

Pré-visualização | Página 1 de 1

Macho
 Anatomia e Fisiologia da Reprodução de Equinos machos
Equideocultura
Peculiaridades na reprodução:
apresentando baixo índice de fertilidade 
sendo pouco prolífica.
(SULLIVAN et al, 1975; VOSS,1993)
No Brasil, o rebanho efetivo é de cerca de 8,5 milhões de equinos e 1,2 milhões de muares e jumentos.
Pessoa 1
2
Fatores Limitantes da Reprodução
Reprodução apenas ao redor dos 3 anos;
11 meses de gestação;
Apenas um produto por gestação; 
Ocorrência comum de abortos.
Pessoa 1
3
Tecnologias empregadas na Reprodução
Uso de ultrassonografia (US) no acompanhamento dos folículos ovarianos,
Determinando o momento exato da ovulação;
Inseminação artificial (IA) com sêmen resfriado ou congelado, transferência de embrião (TE).
Pessoa 1
4
Garanhão Ideal
3 anos ou mais,
Bom temperamento,
Saudável, 
Aparelho reprodutor funcional, 
Apresentando sêmen de qualidade (análise quantitativa e qualitativa),
Boa genética e morfologia,
Bom desempenho competitivo.
Exame Andrológico
Saber e garantir os aspectos referentes à qualidade dos espermatozoides do sêmen. 
Contém:
conter informações da libido e da habilidade de monta
dados sobre a quantidade e a qualidade dos espermatozoides 
avaliação da saúde geral do garanhão e o histórico clínico-reprodutivo
seguido do exame específico do aparelho reprodutor
Um garanhão sadio e bem alimentado pode cobrir de 40 a 50 éguas por ano fazendo, em média, 3 coberturas por semana.
A estação de monta nos equinos vai de setembro a fevereiro na maioria das raças
Anatomia e fisiologia
Anatomia
Bolsa escrotal 
Testículos 
Ampolas de Vater 
Ductos deferentes 
Próstata 
Vesículas seminais 
Bulbo uretral 
Pênis 
Bolsa Escrotal
1ª camada - Pele;
2ª camada - Subjacente á pele e tecido conectivo associado, está a túnica dartos.
3ª Camada - É composta por tecido conjuntivo frouxo e é a fascia escrotal ;
4ª Camada – A túnica vaginal parental se estende da cavidade abdominal e passa pelo canal inguinal recobrindo o testículo e epidídimo.
O escroto é uma evaginação de pele composta por dois sacos escrotais, uma para cada testículo, separados pelo septo escrotal. 
Testículos
Túbulos seminíferos convolutos
Túbulos seminíferos Transicional
Túbulos seminíferos retos
Túbulos seminíferos (3 zonas)
Ampolas de Vater
(Epidídimos)
O Epidídimo (um para cada testículo), é dividido em cabeça, corpo e cauda, tendo como função básica o armazenamento e maturação dos espermatozoides. 
Ductos Deferentes
É um tubo muscular que impulsiona os espermatozóides para o ducto ejaculatório na uretra prostática, no momento da ejaculação. 
Próstata
Emite uma secreção opaca, odorífera e alcalina por ocasião da ejaculação
Contém também, alguns músculos lisos que ajudam a expelir o sêmen durante a ejaculação
Vesículas Seminais
 Tem como função produzir a maior parte do sêmen, servindo para o transporte e nutrição dos espermatozoides.
Glândula Bulbouretal
(Cowper)
Secreção viscosa
Neutralizar o pH da uretra
Função espermicida para dificultar a fecundação por outros machos.
Pênis
Dois corpos erécteis
Carvenoso → maior parte
Esponjoso → forma um tubo ao redor da uretra
Fisiologia 
Produção de GnRH (hormônio liberador de gonadotrofina)
Gonadotrofina: hormônio luteinizante (LH) e hormônio estimulante do folículo (FSH);
Células de Leydig ou Células Intersticiais; 
Células de Sertoli; 
Células Sertoli
Inseminação Artificial
Refere-se ao processo de deposição do sêmen no sistema genital feminino, através de manipulação artificial, e no momento adequado, visando à fertilização do óvulo.
Inseminação Artificial
Vantagens
Redução dos riscos de disseminação de doenças sexualmente transmissíveis e injurias para ambos.
Aumento dos índices de fertilidade
 Acelerar o processo de melhoramento genético das raças. 
Desvantagem
Aumento nos custos nos trabalhos relacionados ao manejo reprodutivo do haras. 
Obrigatoriedade de médico veterinário responsável para conduzir os trabalhos.  
Mão de obra adequada e de qualidade.
21
Coleta de Sêmen
O método mais difundido e utilizado é a vagina artificial.
A técnica mais usada e correta é a utilização de um manequim para realizar a colheita onde o garanhão ira subir no manequim em vez de subir na égua
Obrigado..!
Cleirton Beserra Andrade
Luana Mendes de Oliveira
Luiz Antônio Mendes de Lima
Mariana Macêdo de Souza
Terezinha Ramalho Neta