A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
AV1 Ética na Saúde

Pré-visualização | Página 1 de 1

Fechar
	Avaliação:  » ÉTICA NA SAÚDE
	Tipo de Avaliação: AV1
	Aluno: 
	Professor:
	
	Turma: 
	Nota da Prova: 7,0 de 8,0         Nota do Trab.: 0        Nota de Partic.: 2        Data: 08/10/2014 21:10:34
	
	 1a Questão (Ref.: 201002326222)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	Em relação à ética, na época medieval, a religião garante:
		
	
	Facilidade de encontros
	 
	Penitências e punições
	
	Um pensamento de abertura
	 
	Unidade social
	
	O bem estar dos padres
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201002326185)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Maurício reside em uma cidade muito pobre. Ele tem dificuldades para sustentar sua família. Na última sexta-feira, ele entrou em um supermercado e roubou comida. Roubar, neste contexto é:
		
	
	Ideal
	
	Moral
	
	Amoral
	 
	Imoral
	
	Ético
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201002473044)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	Por uma abordagem mais geral, podemos afirmar que o princípio fundamental da Bioética é:
		
	
	Debater as questões relativas à vida e à saúde de modo a promover o máximo de aprofundamento técnico e científico destes saberes.
	
	Especificar as normas de conduta ética para os profissionais que atuam na área de saúde.
	 
	Aprofundar os aspectos tecnológicos e científicos dos debates na área de saúde que devem ser considerados para a segurança de pesquisadores e pesquisados.
	 
	Discutir as questões relativas à vida e à saúde de forma a dar a estas uma perspectiva mais humanista e não estritamente tecnicistas.
	
	Apresentar à sociedade os problemas e condutas que possam representar perigo ou risco para as comunidades.
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201002290744)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	A bioética se sustenta em alguns conceitos básicos como o princípio do duplo efeito. Uma situação frequente é a ocorrência de uma determinada ação que acarreta em dois efeitos, um bom e outro mau. O primeiro resultado é legítimo e aquele que queremos atingir, o segundo é mau e não esperamos, mas é inseparável do primeiro. A questão antagônica que surge é: Devemos procurar o bem e tolerar o mal? Para lidar com estes dilemas, o princípio do duplo efeito foi formulado. Ele nos permite realizar a ação boa que tem consequências más, desde que as seguintes condições sejam respeitadas: A ação, em si mesma não deve ser má. Isto simplesmente reafirma o princípio moral fundamental que nunca devemos fazer o mal. Este é o princípio moral tradicional: O fim não justifica os meios. O fim, o objetivo é bom, mas os meios para obtê-lo são errados. O efeito mau não é desejado, mas simplesmente permitido ou tolerado. O que isto significa é que nossa intenção primeira é atingir o efeito bom. Deve existir uma razão proporcional para:
		
	
	não avaliar a natureza da ação.
	
	sempre avaliar de forma positiva a natureza da ação, mesmo que ela seja totalmente negativa.
	 
	executar a ação, apesar das consequências que ela traz.
	
	não executar a ação, pois traz apenas conseqüências positivas.
	
	executar a ação, pois traz apenas conseqüências negativas.
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201002508772)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Ter o cuidado de alertar todos os envolvidos em uma pesquisa de seus riscos e os benefícios esperados é uma prática que visa:
		
	
	Eliminar as possibilidades de futuras solicitações de patentes dos medicamentos.
	 
	Seguir as normas básicas da Bioética e orientações dos Comitês de Ética
	
	Acelerar o processo de tabulação primária onde apenas os nomes dos envolvidos são citados.
	
	Apenas rotina pois, os verdadeiros riscos conhecidos são ocultados para manter a ética da pesquisa.
	
	Não ter custos com os voluntários. Agindo desta forma eles é que são responsáveis pelo financiamento da pesquisa.
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201002508766)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Dr. Alberto se recusou a fazer parte de uma pesquisa no Hospital Geral onde trabalha alegando o ¿Princípio da Precaução¿. O que realmente ele quis dizer alegando este princípio é:
		
	
	Não estava sendo devidamente remunerado para isto.
	 
	Que temia pela existência de um risco na pesquisa mesmo que não soubesse exatamente qual era. Ou seja, temia um risco desconhecido.
	
	Que, por ser religioso, não poderia atuar aos sábados e domingos por precaução.
	
	Que não estava disponível fora do horário de trabalho para as reuniões.
	
	Que desconhecia todos os voluntários e temia encontrar alguns amigos na pesquisa.
	
	
	 7a Questão (Ref.: 201002316615)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Com relação à doação de órgãos de cadáver no Brasil, é correto afirmar que:
		
	 
	quando não há vontade expressa a decisão é de responsabilidade da família
	
	não é possível a doação de órgãos de cadáver no Brasil
	
	só é possível quando o doador expressa por escrito sua vontade
	
	fundamenta-se no chamado consentimento presumido
	
	todo e qualquer cadáver é doador de órgãos
	
	
	 8a Questão (Ref.: 201002290769)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	O transplante de órgãos e tecidos implica em uma sequência de eventos que, desde a doação até a efetivação do transplante, abarca alguns direitos fundamentais pertinentes ao doador e ao receptor. Estes direitos estão associados ao direito à vida, à formação dos direitos de personalidade, à integridade física e ao direito ao corpo, em particular:
		
	
	à liberdade de inconsciência e a falta de poder de dispor do próprio corpo.
	
	à liberdade de consciência e a falta de poder de dispor do próprio corpo.
	 
	à liberdade de consciência e ao poder de dispor do próprio corpo.
	
	à prisão de consciência e ao poder de indispor do próprio corpo.
	
	à restrição de consciência e ao poder de dispor do próprio corpo.
	
	
	 9a Questão (Ref.: 201002290815)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	Paula sofre com o fato de estar tentando engravidar há três anos sem sucesso. Então, resolveu recorrer à doação de gametas para engravidar. A questão da doação de gametas, por exemplo, é indicada para casos de casais inférteis ou no caso de que um dos membros possua doença genética transmissível para os descendentes. A Resolução CFM 1358/92 institui que, além de gratuita, a doação deve preservar o anonimato entre receptores e doadores. O argumento principal é de que:
		
	
	hoje as mulheres são independentes e têm condições de arcar com todas as despesas de um filho.
	 
	este procedimento evitaria problemas futuros relativos às situações emocionais e legais com repercussões no desenvolvimento psicológico da criança.
	
	O pai pode e deve saber para quem doou o seu gameta.
	
	a mãe não precisa de um pai para criar seu filho.
	
	com este procedimento o pai poderia solicitar pensão alimentícia.
	
	
	 10a Questão (Ref.: 201002326275)
	Pontos: 1,0  / 1,0
	As novas tecnologias têm sido aplicadas em relação às alternativas de manipulação genética, no desenvolvimento de técnicas de transplantes e também nos aspectos relacionados à fertilização e reprodução humana. Elas estão diretamente relacionadas à:
		
	
	Intervenção Animal
	 
	Saúde Coletiva
	
	Saúde Bovina
	
	Aquecimento Global
	
	Doença Mental

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.