A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
36 pág.
Livro Texto   Unidade II

Pré-visualização | Página 12 de 12

nas instalações de uma indústria têxtil local. Carla 
Cruz começou a dialogar com esse grupo, e, a partir dele, foi tomando corpo a constituição de outro 
grupo para conceber a ação artística coletiva. 
Nos primeiros encontros, a artista propôs algumas ações que se desdobravam em discussões e 
reflexões coletivas, partindo do interesse inicial e constante sobre o alerta dos problemas da produção 
industrial da arte em Portugal, sua produção precária e a pobreza artística.
Algumas dessas ações envolveram o apresentar-se ao outro – gerando partilhas profundas, com o 
resgate de memórias da infância, da escola e outros momentos da vida –, o relembrar e apresentar aos 
outros os gestos do trabalho que cada um exercia, a criação de poemas coletivos etc. 
Os encontros aconteceram sem regularidade e guiando-se a partir da flexibilidade do grupo e do 
desenvolvimento do projeto. 
Com o direcionamento que o grupo foi ganhando no interesse em reutilizar a Escola Primária, os 
encontros passaram a responder às mudanças. O objetivo do projeto foi sendo alterado, e o próprio 
grupo passou a definir novas orientações e novos objetivos. 
O Rastilho possibilitou aos seus integrantes direcionarem o seu fazer em grupo para responder às 
necessidades do contexto local, em que os integrantes foram os construtores da prática artística no qual 
atuavam, partindo das demandas escolhidas por eles. 
95
AR
TV
 -
 R
ev
isã
o:
 C
ar
la
 -
 D
ia
gr
am
aç
ão
: F
ab
io
 -
 2
0/
01
/2
01
6
ARTES VISUAIS MODERNISMO E ATUALIDADES
A artista passou a desempenhar um papel tão importante quanto os outros integrantes, em que 
todos juntos, como uma unidade, possuíam poder de decisão e de criação, tornando o processo dialógico 
não apenas horizontal, mas também circular.
Assim, vimos como uma abordagem à arte contemporânea pode se estruturar a partir da emergência 
da pós-modernidade e do regime de comunicação. O cruzamento minucioso entre as tendências que 
acabamos de apresentar com esses contextos mais amplos poderá clarificar a relação entre teoria e 
prática artística, pois evidenciará suas origens, consequências e o emaranhado relacional em que os 
artistas estão imersos. 
 Resumo
Esta unidade apresentou alguns conceitos e definições que 
possibilitaram ao leitor realizar uma primeira abordagem à arte 
contemporânea. Deu-se ênfase para as distinções entre arte moderna e 
arte contemporânea, para que, por meio de uma estrutura comparativa, 
o leitor pudesse compreender parte do contexto que afeta e designa a 
reorganização do sistema artístico contemporâneo. 
Foram apresentados os mais significativos movimentos artísticos e 
tendências que podem vincular-se à arte contemporânea, focalizando as 
suas características e ideias principais e dando especial atenção a artistas 
e projetos mais representativos de cada um deles, esperando assim poder 
contribuir para a expansão do repertório visual.
O entendimento dos conceitos de modernidade e pós-modernidade, 
assim como os regimes de arte e as tendências artísticas contemporâneas, 
permitirão ter uma boa medida da profundidade e da abrangência dessas 
terminologias, garantindo navegar com mais propriedade nesse universo, 
porque não se trata apenas de entender teoricamente conceitos, mas 
também de encarná-los, para ser capaz de apreciar a obra de arte. 
Essa compreensão e essa percepção devem, tanto quanto possível, 
perpassar por todas as escolas e obras, de tal sorte que a expressão de arte 
possa ser vista e entendida também a partir da real perspectiva do artista, 
de sorte que se valorize de fato o que ele produziu. Não é sem motivo que 
a ensaísta, filósofa e esteta francesa Anne Cauquelin (2005) afirma que 
artistas e obras são elementos constitutivos das redes de comunicação, ao 
mesmo tempo que são os seus produtos.
96
AR
TV
 -
 R
ev
isã
o:
 C
ar
la
 -
 D
ia
gr
am
aç
ão
: F
ab
io
 -
 2
0/
01
/2
01
6
Unidade II
 Exercícios
Questão 1. (Enade 2011) O Minimalismo é um movimento artístico que surgiu nos Estados Unidos 
da América na década de 1960 e foi denominado de arte “ABC” ou Minimal Art. Influenciado pelas 
correntes abstracionistas das vanguardas artísticas do início do século XX – tais como o suprematismo e 
o neoplasticismo, entre outros – o Minimalismo se expandiu pela arte e pela arquitetura. Para Giulio Carlo 
Argan (1909-1992), historiador e teórico da arte, o objetivo da Minimal Art seria realizar uma síntese de 
volume e cor, criando formas elementares a partir de estruturas geométricas primárias, capazes de se 
impor na paisagem das megalópoles industriais, ao mesmo tempo apinhada e desolada. Considerando 
as relações estabelecidas com outras manifestações artísticas, conclui-se que o Minimalismo: 
A) adotou, como o Neoplasticismo, a ideia de que uma obra de arte deve ser concebida durante 
sua execução. 
B) celebrou o racionalismo e um modo matemático de pensar, tal como o Expressionismo Abstrato. 
C) compartilhou com o Construtivismo um compromisso com o rigor conceitual, relacionando a arte 
com a ciência e a tecnologia. 
D) descreveu o ambiente consumista e sua mentalidade, assim como a Pop Art na década de 1950. 
E) substituiu a instantaneidade perceptiva de base gestáltica pela leitura sequencial e relacional 
do Cubismo.
Resposta correta: alternativa C.
Análise das alternativas
Justificativa: o Minimalismo procurava, por meio da redução formal, transmitir ao observador uma 
percepção da realidade. A influência construtivista é observada no caráter geométrico.
97
AR
TV
 -
 R
ev
isã
o:
 C
ar
la
 -
 D
ia
gr
am
aç
ão
: F
ab
io
 -
 2
0/
01
/2
01
6
ARTES VISUAIS MODERNISMO E ATUALIDADES
Questão 2.
 
A imagem acima, obra de Andy Warhol, pertence a uma série que faz referência a outros ícones do 
século XX. Sobre o artista e a obra é correto afirmar que: 
A) Che Guevara, Pelé e Marilyn Monroe são referências em suas áreas de atuação e foram retratados 
por Warhol porque o artista queria que os jovens os imitassem.
B) O artista denunciava as ações do regime cubano, por meio da imagem de Che Guevara, ao mesmo 
tempo em que criticava o predomínio cultural americano, ao fazer trabalho semelhante com 
Marilyn Monroe. 
C) A Pop Art, na qual se insere Andy Warhol, é um movimento de valorização da cultura midiática, 
daí sua predileção por representantes de esquerda e de minorias, como mulheres e negros. 
D) A proliferação de imagens produzidas pela publicidade, cinema, TV e jornais estimulou uma 
pintura que trouxe para a tela, com a Pop Art, referências conhecidas.
E) A Pop Art, na qual se insere Andy Warhol, é um movimento de valorização da política americana.
Resolução desta questão na plataforma.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.