definição de governança
575 pág.

definição de governança


DisciplinaProcesso de Intergração Regionail2 materiais1 seguidores
Pré-visualização50 páginas
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA 
CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS 
CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO - DOUTORADO 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
GOVERNANÇA GLOBAL: 
uma abordagem conceitual e normativa das relações internacionais 
em um cenário de interdependência e globalização 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
FLORIANÓPOLIS 
2007 
 
 
 2 
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA 
CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS 
CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO - MESTRADO 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
GOVERNANÇA GLOBAL: 
uma abordagem conceitual e normativa das relações internacionais 
em um cenário de interdependência e globalização 
 
 
Doutorando: Leonardo Valles Bento 
Orientador: Prof. Dr. Sérgio U. Cademartori 
 
 
 
 
 
 
 
 
FLORIANÓPOLIS 
2002 
 
 
 
 3 
GOVERNANÇA GLOBAL: uma abordagem conceitual e normativa das relações 
internacionais em um cenário de interdependência e globalização 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Tese apresentada ao Curso de Pós-Graduação em Direito 
da Universidade Federal de Santa Catarina como requisito 
para a obtenção do título de Doutor em Direito. 
 
 
Doutorando: Leonardo Valles Bento 
Orientador: Prof. Dr. Sérgio U. Cademartori 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Florianópolis, Abril de 2007 
 4 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Para Mônica, amor e vida minhas 
 
 
 
 5 
Agradecimentos 
 
 
 
 
 
 
À minha família pelo apoio e compreensão incondicionais nesse projeto. 
 
À minha esposa Mônica, pela inspiração e salutar influência liberal. 
 
À Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior \u2013 Capes, pela oportunidade 
de estágio com bolsa em Portugal, sem o qual não teria condições de produzir este trabalho; 
 
Ao Conselho Nacional de Pesquisa Científica e Tecnológica \u2013 CNPq, pela ajuda financeira. 
 
Ao Professor Doutor José Manuel Pureza, pelas contribuições ao trabalho, pela 
disponibilidade e pela oportunidade de diálogo, bem como de de apresentar um seminário 
para a turma de mestrado da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, grande 
honra para mim. 
 
Ao Professor Doutor Sérgio Cademartori, também pela compreensão e paciência infinita. 
 
A André Meirelles, pelas valiosas contribuições bibliográficas ao trabalho, e que se revelaram 
essenciais. 
 
Aos professores Peter Haas e Thomas Pogge, pelos artigos que, prontamente, tiveram a 
gentileza de me enviar. 
 
 
 
 6 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
\u201cSaber que será má a obra que não se fará nunca. 
Pior, porém, será a que nunca se fizer. 
Aquela que se faz, ao menos, fica feita. 
Será pobre mas existe, como a planta mesquinha 
no vaso único da minha vizinha aleijada.\u201d 
 
Fernando Pessoa (Livro do Desassossego) 
 
 
 
 
\u201cQual de vós, irmãos, não escreve todos os dias quatro ou cinco tolices 
que desejariam ver apagadas ou extintas? Mas, ai! de todos nós! 
Não há morte para as nossas tolices! nas bibliotecas 
 e nos escritórios dos jornais, elas ficam \u2013 as pérfidas! \u2013 catalogadas; 
e lá vem um dia em que um perverso qualquer, 
abrindo um daqueles abomináveis cartapácios, 
exuma as malditas e arroja-as à face apalermada de quem as escreveu...\u201d 
 
Olavo Bilac 
 
 
 
 7 
 
Sumário 
 
 
 
 
Resumo___________________________________________________________________ X 
Abstract _________________________________________________________________ XI 
Resumen________________________________________________________________ XII 
 
Introdução _______________________________________________________________ 01 
 
1. O sistema internacional europeu da Idade Média ao Estado-Nação _______________ 12 
1.1 Surgimento do sistema internacional na Europa _________________________________ 12 
1.1.2 Surgimento do Estado Moderno ____________________________________________________ 17 
1.1.3 Reforma Protestante e a Paz de Augsburgo ___________________________________________ 23 
1.1.4 A Paz de Vestfália_______________________________________________________________ 25 
1.1.5 A Paz de Utrecht ________________________________________________________________ 30 
1.2 A Sociedade Internacional de Estados-Nação ____________________________________ 34 
1.2.1 Industrialização da guerra e a regulação estatal da economia______________________________ 34 
1.2.2 Estado-Nação e economia de mercado _______________________________________________ 38 
1.2.3 Estado-Nação, governança e poder administrativo ______________________________________ 40 
1.2.4 Estado-Nação, governança e cidadania_______________________________________________ 45 
1.2.5 Estado-Nação e nacionalismo ______________________________________________________ 56 
1.3 À guisa de conclusão: elementos do paradigma estatal-nacional de governança________ 68 
1.3.1 A política como alocação autoritativa de valores sociais: David Easton _____________________ 68 
1.3.2 Política como luta entre amigo e inimigo: Carl Schmitt __________________________________ 71 
1.3.3 Comparação e síntese ____________________________________________________________ 74 
 
2. Disjunções na ordem de Vestfália: soberania, direito internacional e globalização ___ 81 
2.1 Nova configuração da soberania estatal_________________________________________ 85 
2.2 A política de Direitos Humanos _______________________________________________ 94 
2.3 Expansão do sistema de Estados a nova agenda da política mundial ________________ 100 
2.4 Estados colapsados e a soberania nua _________________________________________ 113 
2.5 Globalização ______________________________________________________________ 118 
2.5.1 Delimitação conceitual __________________________________________________________ 118 
2.5.2 Fato ou mito? Globalistas vs céticos________________________________________________ 121 
2.5.3 Nova ou velha? Cronologia da globalização__________________________________________ 126 
2.5.4 Dinâmica da globalização ________________________________________________________ 127 
2.5.4.1 Racionalismo ________________________________________________________________ 128 
2.5.4.2 Capitalismo _________________________________________________________________ 131 
2.5.4.3 A revolução tecnológica________________________________________________________ 134 
2.5.4.4 O suporte regulatório __________________________________________________________ 136 
2.5.5 Continuidade e mudança (I): a globalização econômica_________________________________ 138 
2.5.5.1 Mercados financeiros globais____________________________________________________ 141 
2.5.5.2 Comércio internacional ________________________________________________________ 144 
2.5.5.3 Produção transnacional ________________________________________________________ 145 
 
 8 
2.5.6 Continuidade e mudança (II) a globalização política ___________________________________ 152 
2.5.6.1 A política da interdependência___________________________________________________ 153 
2.5.6.2 Política global e política nacional ________________________________________________ 157 
2.5.6.3 Os novos atores da política global ________________________________________________ 166 
3.5.7 Globalização e questões normativas ________________________________________________ 173 
 
3 Governança e governança global: aspectos conceituais e teóricos ________________ 177 
3.1 O conceito de governança e sua genealogia _____________________________________ 181 
3.2