A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
20 pág.
Aula 05

Pré-visualização | Página 1 de 2

*
*
PESQUISA E PRÁTICA NA EDUCAÇÃO V - PPEV
CURSO DE PEDAGOGIA 
PROF. TERESA CAVALCANTI 
Rio de Janeiro, agosto de 2011
*
*
*
Objetivos 
. Compreender o significado e o papel do referencial teórico-metodológico de uma pesquisa 
. Analisar a presença dos referenciais teóricos no encaminhamento da pesquisa em Educação 
. Dar continuidade à reflexão envolvendo o SEU Projeto de Pesquisa: a) SEU tema; b) SEUS autores de referência; c) SUAS opções teórico-metodológicas (teorias, conceitos, métodos, fontes de pesquisa) 
Aula 5 - Referencial teórico-metodológico 
*
*
*
A pesquisa em geral é: 
perceber um problema (teórico ou prático) a ser resolvido
	(um problema é sempre uma falta de conhecimentos) 
formular uma hipótese
testá-la (articular teoria e prática) 
e tirar conclusões 
A pesquisa - é a atividade básica da ciência na sua indagação e construção da realidade
*
Aula 5 - Referencial teórico-metodológico 
*
*
Aula 5 - Referencial teórico-metodológico 
*
O Projeto de Pesquisa (planejamento do estudo) 
 . O que pesquisar – a) o problema; b) as hipóteses; c) base teórica e conceitual 
 . Para que pesquisar – propósitos / objetivos 
 . Por que pesquisar – justificativa 
 . Como pesquisar – metodologia 
O que pesquisar: c) o referencial teórico-metodológico
 	> base teórica e conceitual + metodologia 
 > a teoria 
*
*
*
A TEORIA - é o conjunto de conhecimentos que foram construídos cientificamente sobre determinado assunto, por outros estudiosos que o abordaram antes de nós e que lançam luz sobre nossa pesquisa; ex: teoria da gravidade, teoria da relatividade, teoria freudiana do inconsciente, etc. 
ela é construída para explicar ou para compreender um fenômeno (tanto nas ciências naturais quanto nas ciência sociais) 
*
*
> “… uma teoria é uma espécie de grade, a partir da qual olhamos e “enquadramos” a interpretação da realidade [um óculos]. … . Ela é feita de um conjunto de proposições [declarações afirmativas, hipóteses comprovadas]. Quer dizer, ela é um discurso sistemático que orienta o olhar sobre o problema em pauta, a orientação de dados e a análise dos mesmos” (Minayo, 2007; p. 18)
> “Uma pesquisa sem teoria corre o risco de ser uma simples opinião pessoal sobre a realidade observada” (Minayo, 2007; p. 19) 
*
*
*
Teorias são explicações da realidade
a) colaboram para esclarecer o objeto de investigação;
b) ajudam a levantar questões, focalizar o problema, as perguntas e a estabelecer hipóteses com mais propriedade;
c) permitem maior clareza na organização dos dados;
d) iluminam a análise dos dados 
*
*
*
 existem grandes teorias voltadas para a compreensão da realidade que foram concebidas por autores de referência
POSITIVISMO, Comte / MARXISMO, Marx
 (1798 / 1857) (1818 / 1883)
*
*
*
 POSITIVISMO 
 a concepção positivista voltada à compreensão da realidade 
Teses básicas do positivismo / princípios 
a realidade se constitui essencialmente naquilo que nossos sentidos podem perceber (visão, tato, …); o alicerce da ciência é a nossa observação sensorial - visão (fotografia) / descrição;
são reais os “dados visíveis e identificáveis”; a análise social é objetiva  realizada sobre uma realidade concreta ou pela criação de modelos matemáticos … por instrumentos padronizados e pretensamente “neutros”. (… ) é pelas técnicas estatísticas … que consegue-se atingir a objetividade;
*
*
*
c) as ciências sociais e as ciências naturais compartilham um mesmo fundamento lógico e metodológico; elas se distinguem apenas no objeto de estudo (fenômenos da natureza / fenômenos humanos ou sociais); 
d) existe uma distinção fundamental entre FATO e VALOR; a ciência se ocupa do FATO e deve buscar se livrar do VALOR (subjetividade / sentido);
e) papel do pesquisador - para a teoria positivista a construção de técnicas pode ser controlada de forma a não passar pela subjetividade dos pesquisadores (superação das subjetividades - valores, interesses, visão de mundo). 
*
*
*
*
Para Durkheim (1858-1917), discípulo de Comte e “pai da sociologia”, a tarefa do cientista era a de:
descrever as características dos fatos sociais; 
demonstrar como eles vêm a existir;
relacioná-los entre si;
encontrar sua organicidade;
tentar separar as “representações” dos fatos (nossas idéias) da “coisa-real” 
*
*
Emile Durkheim, O Suicídio (1897)
. objeto de estudo  fenômeno social, o suicídio
. RTM  positivista / quantificação 
. tentativa de mostrar que as causas do auto-extermínio têm fundamento social e não individual; 
. constrói inúmeras relações de quantificação: suicídio/religião; suicídio/profissões; suicídio/gênero; suicídio/riqueza; suicídio/cidades, regiões;
. conclui e descreve, 3 tipos de suicídio: o egoísta; o anômico; o altruísta 
*
*
*
MARXISMO / MATERIALISMO HISTÓRICO 
 a concepção marxista voltada à compreensão da realidade 
"O marxismo é constituído por duas disciplinas unidas mas distintas e cuja distinção se funda na diferença do seu objeto: o materialismo dialético e o materialismo histórico. (...)
 O materialismo histórico - ou ciência da história - tem como objeto o conceito de história, através do estudo dos diversos modos de produção e formações sociais, da sua constituição e do seu funcionamento, bem como das formas de transição de uma formação social para outra. 
 O materialismo dialético - ou filosofia marxista - tem como objeto próprio a produção dos conhecimentos, quer dizer a estrutura e o funcionamento do processo de pensamento." (Poulantzas, 1971)
b) 
c)
d) 
*
*
*
 Teses básicas do materialismo histórico / princípios 
o cerne do conhecimento científico está na história / 
 o cerne da história está no Homem (em todas as suas manifestações - econômicas, políticas, sociais). A natureza do homem não é algo dado de antemão ou natural, mas sim algo construído nas suas próprias existências humanas. Para o materialismo histórico a ciência ou o conhecimento científico é fundamentalmente a ciência dos homens na medida em que resulta da materialidade da existência histórica dos homens (ex: o primeiro dos muitos atos históricos de todos os homens em todos os tempos e lugares é a produção da vida material: comer, beber, vestir, morar, etc.)
*
*
*
Das análises envolvendo produção da vida material dos homens, o materialismo histórico gera conhecimento científico social e humano. 
b) a dimensão dialética do materialismo tem por objeto de estudo a produção dos conhecimentos dos homens, quer dizer a estrutura e o funcionamento do processo de pensamento; ou seja, seu objeto é a teoria da história da produção científica. Para tanto ela se caracteriza por seu dinamismo na medida em que trabalha com: a relação quantidade/qualidade; as contradições presentes nas realizações humanas; o todo e a parte; interioridade e exterioridade dos fenômenos humanos, etc.
*
*
*
Para o marxismo … o entendimento da realidade se apóia 
nos seguintes aportes 
 . a ênfase está no sujeito histórico (indivíduo e sociedade); 
 . a dialética e o movimento da totalidade (o todo e as suas respectivas partes articulados); 
 . a luta de classes (dominantes e dominados);
nas seguintes proposições
 . a distinção entre os processos reais e os processos de pensamento, entre o ser e o conhecimento;
 . o primado so ser sobre o pensamento, do real sobre o conhecimento que dele se tem 
*
*
*
Karl Marx, O Capital (1867)
. objeto de estudo  a sociedade capitalista (análise materialista e suas superestruturas); o regime, o sistema ou organização social capitalista
. RTM  materialismo histório e dialético 
. a constatação incial: na sociedade capitalista a riqueza aparece como acúmulo de mercadorias 
. a mercadoria - como forma elementar da produção capitalista, ela possui uma contradição: objeto útil (valor de uso) /