A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
EMPRESARIAL

Pré-visualização | Página 1 de 1

EMPRESARIAL
Sociedade (pluralidade de pessoas (2 ou +). Na falta de pluralidade no prazo de 180 dias será compulsoriamente dissolvida.
	
ART. 981
	
Celebram contrato de trabalho pessoas que se obrigam reciprocamente a contribui com bens ou serviços para o exercício de atividades econômicas e a partilha entre si dos resultados.
	
PÚ – a atividade pode restringir-se a 1 ou + negócios determinados
	
ART. 982
	
Sociedade empresaria: Objeto (exercício de atividade própria de empresário, sujeito a registro). *registro antes de iniciada as atividades.
	
ART. 985
	
Aquisição de PJ da sociedade: com a inscrição, no registro próprio e na forma da lei, dos seus atos constitutivos.
	SOCIEDADE COMUM - NÃO PERSONIFICADA
	
ART. 986
	
Enquanto os atos constitutivos NÃO FOREM inscritos: será regida pelos artigos 986 – 990; subsidiariamente no que forem compatíveis, as normas da sociedade simples.
Exceção: Sociedade por ações em organização.
	
ART. 987
	
Nas relações entre si e com terceiros, somente por escrito, os sócios podem provar a existência da sociedade.
OBS.: os terceiros podem prova-la de qualquer modo.
	ART. 988
	
Bens e Dívidas Sociais: patrimônio especial – os sócios são titulares em comum.
	
ART. 989
	
Bens Sociais: respondem pelos atos de gestão praticados por qualquer um dos sócios.
Exceção: Pacto expresso limitativo de poder: a eficácia somente contra o terceiro que conheça ou deva conhecer.
	ART. 990
	
Responsabilidade dos sócios – solidaria e ilimitada – pelas obrigações sociais. Excluído os benefícios de ordem, previsto no art. 1024, aquele que contratou pela sociedade.
OBS.: ART. 1024 (BENEFIFICO DE ORDEM) – os bens particulares dos sócios não podem ser executados por dívidas da sociedade, senão depois de executados os bens sociais.
	SOCIEDADE EM CONTA DE PARTICIPAÇÃO - NÃO PERSONIFICADA
	
ART. 991
	
Atividade constitutiva do objeto social é exercida unicamente pelo sócio ostensivo, em seu nome individual e sob sua própria e exclusiva responsabilidade.
PÚ – obrigação perante a terceiros: somente sócio ostensivo – a obrigação (conforme o contrato) do sócio participante é exclusiva perante ao ostensivo.
	ART. 993
	
Contrato Social: efeito somente entre os sócios. A eventual inscrição no registro público não confere personalidade jurídica à sociedade.
PÚ – Sócio Participante, sem prejuízo do direito de fiscalizar a gestão dos negócios: NÃO pode tomar parte nas relações do sócio ostensivo com terceiros. Sob pena de responder de forma solidária com ele pelas obrigações em que intervir.
	SOCIEDADE PERSONIFICADA – SEÇÃO III – ADMINISTRAÇÃO SOCIEDADE SIMPLES
	
ART. 1016
	
Responsabilidade dos Administradores: respondem solidariamente perante os terceiros prejudicados por culpa no desempenho de suas funções.
	SOCIEDADE PERSONIFICADA – SEÇÃO IV – RELAÇÃO COM TERCEIROS
	
ART. 1024
	
Bens particulares dos sócios: não podem ser executados por dividas da sociedade. Salvo depois de executados os bens dos sócios.
	SOCIEDADE PERSONIFICADA – SEÇÃO VI – DISSOLUÇÃO
	ART. 1033
	
Dissolve-se a sociedade quando:
I – vencimento do prazo de duração. Exceção: se vencido o prazo e sem oposição dos sócios, não entrar a sociedade em liquidação, caso se prorroga por tempo indeterminado.
II – Consenso unanime dos sócios
III – Deliberação dos sócios por maioria absoluta, na sociedade de prazo determinado
IV – falta de pluralidade de sócios não reconstituída no prazo de 180 dias. Esse inciso não se aplica caso o sócio seja remanescente, inclusive na hipótese de concentração de todas as cotas da sociedade sob sua titularidade requeira, no Registro Público, a transformação do registro da sociedade para empresário individual de responsabilidade limitada observando no que couber, os artigos 1.113 e 1.115.
	SOCIEDADE PERSONIFICADA – SOCIEDADE EM COMANDITA SIMPLES
	ART. 1045
	
Duas categorias de sócios: 
Comanditados (PF e responsabilidade solidaria e ilimitada pelas obrigações sociais;
Comanditários (obrigados somente pelo valor de suas quotas.
OBS.: o Contrato deve discriminar os comanditados e os comanditários
	ART. 1050
	
Morte do Sócio Comanditário: a sociedade continuará com seus sucessores que designarão quem os represente. Salvo disposição em contrário.
	ART. 1052
	
Responsabilidade Limitada dos sócios, sendo:
de cada sócio é restrita ao valor de suas quotas;
Todos respondem solidariamente pela integralização do capital social.
	ART. 1060
	
Administração da Sociedade Limitada
Uma ou mais pessoas designadas no contrato social
Administração atribuída a todos os sócios não se estende de pleno direito aos que posteriormente adquiram essa qualidade.
	ART. 1078
	
Assembleias: pelo menos uma vez ao ano (nos 04 meses seguintes ao término do exercício social)
Objetivo das assembleias:
Tomar as contas dos administradores e deliberar sobre o balanço patrimonial e o de resultado econômico;
Designar administradores, quando for o caso;
Qualquer outro assunto constante da ordem do dia
§1º Livros (Balanço Patrimonial e Resultado Econômico) – Até 30 dias antes da assembleia devem ser postos, por escrito e com prova do recebimento à disposição dos sócios que não exerça, a administração.
§2º Leitura dos Livros (Balanço Patrimonial e Resultado Econômico), após instalada a assembleia, os quais serão submetidos pelo presidente, a discursão e votação, nesta não podendo tomar parte os membros da administração, e se houver, os do conselho fiscal.
	
§3º Aprovação (Balanço e Resultado): Exonera de responsabilidade os membros da Administração e, se houver, os do Conselho Fiscal. A exceção fica por conta se houver Erro, Dolo ou Simulação.
§4º Anulação da aprovação (Balanço e Resultado): Extingue-se em 02 anos o direito de anular.