Resumo de Crime comum, Crime próprio e Crime de mão própria
1 pág.

Resumo de Crime comum, Crime próprio e Crime de mão própria


DisciplinaDireito Penal I69.660 materiais1.141.217 seguidores
Pré-visualização1 página
Crime comum, Crime próprio e Crime de mão própria
Crime comum é aquele que não exige qualquer qualidade especial seja do sujeito ativo ou passivo do crime. O crime de homicídio é comum: pode ser praticado por qualquer pessoa contra qualquer pessoa.
A lei não exige nenhum requisito especial.
Ex.: Homicídio, furto, roubo, etc.
 
Os crimes próprios são aqueles que só podem ser cometidos por determinadas pessoas, tendo em vista que o tipo penal exige certa característica do sujeito ativo. Podemos citar como exemplo o crime de infanticídio, que só pode ser cometido pela mãe, sob influência do estado puerperal (art. 123 do CP); e o crime de corrupção passiva, que só pode ser cometido por funcionário público (art. 317 do CP).
Ex.: A mãe no infanticídio; o funcionário publico nos crimes contra a administração pública; etc. Admite a participação delituosa. 
Crime de mão própria é aquele que para a sua caracterização é preciso que o sujeito ativo, expresso no tipo penal, pratique a conduta pessoalmente.
Ex.: Falso testemunho.
Elisangela
Elisangela fez um comentário
Ótimo material! Podemos dizer que o crime peculato pode ser considerado crime próprio e crime funcional?
0 aprovações
Carregar mais