A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
PROVA gabarito

Pré-visualização | Página 1 de 2

UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA 
UNOESC - XANXERÊ 
ZOOTECNIA 
Melhoramento Animal Básico 
 
Nomes: _________________________________________________________________ Data: 10/06/2015 
 
1. (ENADE 2013) A genética e o melhoramento animal vêm transformando, para melhor, a realidade da 
pecuária de corte brasileira. Uma das ferramentas mais eficientes à disposição dos pecuaristas é a Diferença 
Esperada na Progênie (DEP). Essa ferramenta permite prever o desempenho das crias de um dado 
reprodutor, comparado ao desempenho das crias de todos os reprodutores incluídos no programa de 
avaliação genética, acasalados com vacas semelhantes. Suponha um animal “A” com DEP 15 kg; outro 
animal, “B”, com DEP 7 kg; e ainda outro animal “C” com DEP de -5 kg, para o peso à desmama. Essas DEPs 
significam que 
A) os filhos do touro A terão em média 8 kg a mais do que a média dos filhos do touro B, e 20 kg a 
mais do que a média dos filhos do touro C, enquanto os filhos do touro B terão em média 12 kg a mais 
do que a média dos filhos do touro C. 
B) os filhos do touro A, em condições de ambiente semelhantes às verificadas na avaliação desses touros, 
serão, em média, 15 kg mais pesados dos que os do touro B, e os filhos do touro B, 7 kg mais pesados do 
que os do touro C. 
C) os filhos dos três touros, A, B e C, serão em média, aproximadamente, 6 kg mais pesados do que a média 
de touros da mesma raça avaliados em outros programas de melhoramento genético animal. 
D) o touro A deve ser o escolhido como touro melhorador no programa por possuir uma DEP para peso à 
desmama superior em 15 kg em relação às DEPs dos touros B e C. 
E) o touro A deve ser o escolhido como touro melhorador por possuir DEP para peso à desmama superior em 
8 kg em relação aos outros dois touros avaliados. 
 
2. Sobre o melhoramento animal, analisar a sentença abaixo: 
Herdabilidade é a fração da variância genotípica que foi causada pelos genes com ação de dominância do 
indivíduo (1ª parte). A repetibilidade avalia a probabilidade do animal apresentar o desempenho em futuras 
medições (2ª parte). 
 
A sentença está: 
A) Totalmente correta C) Correta somente em sua 1ª parte 
B) Correta somente em sua 2ª parte D) Totalmente incorreta 
 
3. (ENADE 2013) No processo de avaliação genética e seleção dos animais, considera-se que o desempenho 
do indivíduo (P), também chamado de fenótipo, é influenciado por sua constituição genética (G) e pelo 
ambiente (E), como demonstra o modelo: P = G + E. Entretanto, do ponto de vista biológico, o efeito do 
genótipo de um indivíduo está sujeito a condições ambientais do local em que ele é criado. Assim, surge um 
terceiro componente que é a interação genótipo-ambiente (GxE), gerando o modelo clássico composto por 
três elementos, como segue: P = G + E + (GxE). A interação genótipo-ambiente pode ser conceituada como 
a mudança no desempenho de genótipos medidos em dois ou mais ambientes. Genótipo pode ser entendido 
como raças ou composições raciais, linhagens etc. Já o ambiente abrange uma ampla gama de fatores como 
regiões geográficas, sistemas de manejo, tipo de alimentação, época de produção, entre outros. As figuras a 
seguir mostram o peso dos animais de duas diferentes raças (A e B) criados em dois ambientes distintos (1 e 
2). 
 
 
Com base nas figuras apresentadas, avalie as afirmações que se seguem. 
 
I. Houve interação genótipo-ambiente nas figuras 1, 2 e 3, pois o comportamento das duas raças quanto ao 
peso foi diferente nos dois ambientes observados. 
II. Na figura 2, não houve alteração no mérito relativo dos animais quanto ao peso das duas raças. Entretanto, 
verificou-se interação genótipo-ambiente devido à magnitude das diferenças do peso das duas raças nos 
ambientes 1 e 2. 
III. Na figura 3, houve interação genótipo-ambiente, pois observou-se que o comportamento dos animais das 
raças A e B, quanto ao mérito relativo nos ambientes 1 e 2, em relação ao peso, foi diferente nos dois 
ambientes considerados. 
IV. Houve interação genótipo-ambiente nas figuras 2 e 3; na figura 2, a interação é observada pela alteração 
nas diferenças de peso entre as duas raças; e, na figura 3, houve alteração no ranking dos animais nos dois 
ambientes. 
V. Nas figuras 1, 2 e 3, houve interação genótipo-ambiente caracterizada pelo mérito relativo referente ao 
peso dos animais ser diferente nos dois ambientes. Entretanto, a figura 1 mostra uma diferença mais discreta 
em relação às outras duas. 
 
É correto apenas o que se afirma em: 
A) I, II e V. 
B) I, III e IV. 
C) I, IV e V. 
D) II, III e IV. 
E) II, III e V. 
 
4. Em relação à correlação genética, analise as afirmativas. 
I - A correlação genética é uma estimativa do grau de associação entre dois genes herdáveis, sendo uma 
medida numérica, que varia de -1,0 a +1,0. 
II - É mais importante para o melhoramento animal uma correlação genética positiva e alta, do que uma 
correlação genética negativa e alta. 
III - A correlação fenotípica tem menor importância que a correlação genética, porque não dá o grau de 
magnitude de seus componentes genéticos e ambiente. 
 
Está correto o que se afirma em: 
A) III B) I e III C) II D) I, II e III E) I e II 
 
5. Em um programa de melhoramento genético animal, a seleção de animais jovens para reprodução pode 
gerar falha no sistema, uma vez que animais jovens têm, geralmente, menor número de informações a seu 
respeito, gerando a diminuição da: 
 
I) Certeza de melhoramento. 
II) Acurácia de predição. 
III) Acurácia de escolha. 
IV) Predição de seleção. 
V) Herdabilidade direta 
 
Estão corretas: 
A) I, II e III B) I, II, III e IV C) I, II, III, IV e V D) III, IV e V E) II, IV e V 
 
6. A estimativa de como deve ser o desempenho das progênies futuras de um determinado indivíduo com 
relação à progênie de outros que participaram da avaliação, pressuposto que todos os touros foram 
acasalados com vacas comparáveis e suas progênies foram manejadas de forma semelhante, é a definição 
de: 
A) Diferença Esperada na Progênie. C) Repetibilidade. E) Intensidade de seleção. 
B) Herdabiliade. D) Variabilidade genética. 
 
7. Ao se desenvolver um programa de melhoramento genético, o que se busca, em última instância, é a 
modificação da estrutura genética da população, pelo aumento das frequências dos genes desejáveis. A taxa 
de mudança, ou eficácia do processo seletivo, depende dos seguintes fatores: 
I - Acurácia do processo seletivo. 
II - Intensidade de seleção. 
III - Variação genética da característica selecionada. 
IV - Intervalo entre gerações. 
V - Características quantitativas. 
 
Qual das afirmativas não está correta? 
A) I B) II C) III. D) IV. E) V. 
 
8. (ENADE 2007) A seleção é um método de melhoramento genético que consiste na identificação e na 
escolha de indivíduos superiores, segundo objetivos e critérios previamente definidos. Com referência a esse 
assunto, julgue os itens que se seguem. 
I. O efeito da seleção aplicada aos animais depende da variação genética existente entre os indivíduos da 
população, da herdabilidade da característica a ser melhorada e da intensidade de seleção praticada na 
população. 
II. A seleção praticada em uma população não provoca a criação de novos genes, mas acarreta aumento do 
número de descendentes de indivíduos portadores de determinados genes ou combinações genéticas 
favoráveis. 
III. A seleção de características de baixa herdabilidade resulta na variação das frequências de genes na 
população em menor espaço de tempo, em relação à seleção de características de elevada herdabilidade. 
IV. A seleção acarreta a combinação de méritos genéticos de diferentes raças ou linhagens em um único 
indivíduo. 
 
Estão certos apenas os itens 
A) I e II. B) I e IV. C) II e III. D) I, III e IV. E) II, III e IV. 
 
9. (ENADE 2004) Avaliação genética é um processo pelo qual se procura

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.