A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
33 pág.
EXERCÍCIOS ÉTICA NA SAÚDE AULAS 1 A 5

Pré-visualização | Página 12 de 12

4a Questão
	
	
	
	
	Uma menina de 15 anos engravidou e sua vida corre risco. De acordo com a legislação brasileira a referida menina:
		
	
	Não tem o direito de fazer o aborto, pois não foi estuprada.
	
	Não tem o direito de fazer o aborto, pois o bebê não é anencéfalo.
	
	Não tem o direito de fazer o aborto, pois já tem 15 anos.
	
	Tem o direito de fazer o aborto somente se tiver sido estuprada.
	 
	Tem direito a fazer o aborto, pois sua vida está em risco.
	
	 
	Ref.: 201804105813
		
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	"No Brasil, as mulheres pobres, jovens e nordestinas são mais vulneráveis aos abortos inseguros. No ano passado [2006], a média diária foi de 686 internações no Sistema Único de Saúde (SUS) para tratamento de complicações pós-aborto. O estudo diz que a população pobre é principal vítima porque não tem acesso a clínicas particulares nem remédios abortivos de menor risco do que práticas medievais como a introdução de agulhas de tricô que perfuram o útero, atingindo muitas vezes a bexiga ou o intestino da gestante." (WEBER, O Globo, 2007). A situação apresentada estabelece uma crítica a atual posição do Brasil no que diz respeito ao aborto. Sabe-se que atualmente o aborto é legalizado em algumas situações específicas. São elas:
		
	
	estupro, má formação congênita e gravidez indesejada
	 
	risco de vida materno, estupro e anencefalia
	
	estupro, gravidez indesejada e paralisia infantil
	
	risco materno, solicitação do pai e síndrome de Down
	
	anencefalia, gravidez indesejada e solicitação do pai
	
	
	Ref.: 201803481329
		
	
	 6a Questão
	
	
	
	
	Em 2008, a Igreja Católica publica um documento sobre aspectos de Bioética ligados à dignidade humana onde reforça o entendimento de que o início da vida humana se dá no momento em que ocorre a fecundação e considera como lícitas as tecnologias de fertilização que auxiliam os casais a procriarem, desde que estas respeitem a preservação do ato procriativo em si, considerando moralmente ilícitas as tecnologias que dissociam a procriação do ato sexual como a criogenia ou a fecundação ¿in vitro¿. Isso significa que:
		
	
	A Igreja Católica é contra qualquer tipo de relação sexual, pregando que todos os casais devem praticar o celibato.
	
	A Igreja Católica é contra a preservação do ato procriativo em si, considerando lícita a procriação pela fecundação ¿in vitro¿.
	
	A Igreja Católica é a favor das técnicas em que são criados os bebês de proveta.
	
	A Igreja católica é a favor das técnicas de procriação que utilizam recursos dissociados do ato sexual em si.
	 
	A Igreja Católica é contra a fertilização do óvulo fora do corpo da mulher e sua reimplantação no útero.
	
	 
	Ref.: 201803481326
		
	
	 7a Questão
	
	
	
	
	Um casal decidiu manter material criopreservado para posterior reprodução assistida, no entanto, o marido faleceu sem deixar autorização prévia para utilização do material e a esposa está querendo utilizá-lo para engravidar e manter a memória do marido consigo. De acordo com a legislação vigente:
		
	
	É importante que a esposa esteja de posse do material criopreservado, com total acesso e condições para realizar os procedimentos necessários, independente de autorização para utilização do mesmo.
	
	O importante para a legislação é que a esposa mantenha seu estado de saúde psicológica, portanto a lei permite que o material seja utilizado sem prévia autorização.
	
	Não é permitido preservar embriões em criogenia, portanto, o casal está agindo contra a lei e a esposa, mesmo que tivesse uma autorização prévia do marido, jamais poderia utilizar o material criopreservado.
	
	A esposa pode utilizar o material criopreservado sem problemas, pois a legislação não é específica quanto a isto.
	 
	É preciso autorização prévia específica do (a) falecido (a) para o uso do material biológico criopreservado.
	
	 
	Ref.: 201803394017
		
	
	 8a Questão
	
	
	
	
	A tecnologia pode ser muito benéfica ou maléfica para o ser humano, dependendo da forma como o homem a utiliza. Novas tecnologias têm beneficiado a saúde em diversos aspectos. O mesmo equipamento de raio x que possibilita uma investigação de doenças, também emite radiação. Não podemos confundir a tecnologia em si, com:
		
	
	A máquina a ser desenvolvida
	
	A manutenção da máquina.
	
	O momento de execução da máquina
	
	O tipo de tecnologia fabricada
	 
	O uso que se fará dela