Questões Avaliação Aula 01 a 10
16 pág.

Questões Avaliação Aula 01 a 10


DisciplinaHistória dos Povos Indígenas e Afro-descendentes2.087 materiais9.692 seguidores
Pré-visualização6 páginas
Questões Avaliações Aulas 01 a 10 
Questões Avaliações Aulas 01 
1a Questão (Ref.: 201307151702) 
 
Os índígenas colaboraram com os portugueses no início da colonização, trocando sua mão-de obra por artigos 
de pouco valor para os europeus. A explicação mais correta para essa atitude dos indígenas é: 
 
 
eles tinham uma concepção de valor diferente; o que não tinha valor para os europeus, para eles, era 
útil. 
 
eles usaram essa tática de aproximação para, a seguir, atacar os colonos europeus. 
 
eles eram naturalmente amistosos e desejavam se integrar com os recém chegados ao continente. 
 
eles eram muito ingênuos e achavam que se colaborassem, não seriam eliminados pelos portugueses. 
 
eles tinham curiosidade acerca daqueles produtos desconhecidos em sua cultura. 
 
 
 
 2a Questão (Ref.: 201307243661) 
As populações que ocupavam o território brasileiro antes da chegada de Cabral não possuíam escrita, por essa 
razão são tão importantes os relatos dos viajantes europeus para, mesmo que através da visão do outro, 
possamos conhecer um pouco sobre sua cultura. Sobre o cotidiano dessas populações podemos dizer que: 
 
 
a maioria era nômade, praticava a caça, a coleta e a agricultura itinerante; 
 
a maioria era seminômade, praticava a caça, a coleta e a agricultura itinerante; 
 
a maioria era nômade, praticava a caça e a coleta e desconhecia a agricultura; 
 
a maioria era seminômade, praticava a caça, a coleta e por deconhecer a agricultura praticava o 
canibalismo; 
 
a maioria era seminômade, praticava a caça, a coleta e desconhecia a agricultura; 
 
 
 
 3a Questão (Ref.: 201307243646) 
Qual era a língua falada pela maioria das populações que habitavam o litoral do território que se tornaria Brasil? 
 
 
macro-tupi. 
 
micro-jê, 
 
tupi-guarani; 
 
macro-jê; 
 
tapuia-guarani; 
 
 
 
 4a Questão (Ref.: 201307243650) 
Escolha a opção que melhor descreve o convívio entre portugueses e índios ao longo de todo o Século XVI. 
 
 
porque precisavam da mão de obra indígena, primeiro para retirar o Pau Brasil e depois para a 
plantation, os europeus praticavam o escambo com os índios das tribos pacíficas e escravizaram os índios 
das tribos violentas. 
 
tomando como referência a Carta de Caminha foram amistosas; 
 
porque precisavam da mão de obra indígena, primeiro para retirar o Pau Brasil e depois para a 
plantation, os europeus primeiros estabeleceram alianças com algumas tribos e praticaram o escambo, 
em um segundo momento escravizaram-nas; 
 
tomando como referência Américo Vespúcio, primeiro a relatar o canibalismo, os europeus evitaram o 
contato e/ou mataram todos os índios que deles se aproximaram; 
 
porque precisavam da mão de obra indígena, primeiro para retirar o Pau Brasil e depois para a 
plantation, os europeus escravizaram os índios desde o início do contato; 
 
 
 
 5a Questão (Ref.: 201307186360) 
O principal grupo/tronco linguístico encontrado pelos portugueses ao desembarcar no Brasil foram os: 
 
 
Juruá 
 
Gêge 
 
Tamoios 
 
Goitacá 
 
Tupi-Guarani 
 
 
 6a Questão (Ref.: 201307186366) 
Um dos povos tapuias mais estudados é o aimoré devido à frequente resistência imposta ao aldeamento e 
catequese portuguesa. Pertencentes ao grupo etnográfico jê, os aimorés, também conhecidos como botocudos, 
habitavam o que hoje é o estado do Espírito Santo e o Sul da Bahia. Sobre este grupo podemos fazer as 
assertivas abaixo, EXCETO: 
 
 
Os aimorés foram os únicos que estavam excluídos da proteção contra a escravização do gentio, 
promulgada pela Coroa portuguesa em 1570. 
 
Eram os grandes parceiros comerciais dos portugueses, capturando os demais índios para a escravidão. 
 
Não praticavam a agricultura e tinham uma vida bélica muito desenvolvida, o que só se intensificou 
com a chegada dos portugueses. 
 
Eram seminômades. 
 
A relação entre colonos e aimorés foi tão estremecida que, como demonstra ao protagonizarem uma 
das mais importantes rebeliões indígenas da história brasileira 
 
Questões Avaliações Aula 02 
1a Questão (Ref.: 201307302574) 
 
A utilização do trabalho escravo foi uma das principais características da colonização portuguesa na América. 
Diante dessa afirmação, analise as opções abaixo e assinale a correta. 
 
 
Durante toda a colonização, ou seja, entre os séculos XVI e XIX, a estrutura produtiva esteve baseada 
exclusivamente no trabalho do negro africano. 
 
O índio jamais foi escravizado na América Portuguesa. 
 
Durante toda a colonização, ou seja, entre os séculos XVI e XIX, a estrutura produtiva esteve baseada 
exclusivamente no trabalho indígena. 
 
Nas primeiras décadas da colonização, a escravidão do índio foi fundamental para a consolidação da 
empresa mercantil na América Portuguesa. 
 
A colonização portuguesa teve a sua estrutura produtiva baseada na escravização das mulheres. 
 
 2a Questão (Ref.: 201307285333) 
O sistema de capitanias hereditárias mostrou-se ineficiente e foi substituído, como modelo administrativo, em 
1548,por qual outra estrutura? 
 
 
Governo Central 
 
Feitoria 
 
Vice-reino 
 
Ouvidoria 
 
Governo Geral 
 
 
 3a Questão (Ref.: 201307243705) 
A ocupação do interior da colônia brasileira aconteceu irregularmente, conforme o desenvolvimento das 
atividades econômicas. Marque a opção certa a respeito das principais atividades empreendidas pelas 
BANDEIRAS: 
 
 
a busca de uma rota comercial para o Pacífico e garantir a liberdade dos indígenas, conforme a 
orientação dos jesuítas; 
 
a criação dos aldeamentos, a escravidão e o teatro. 
 
garantir a instalação de núcleos coloniais familiares e o estabelecimento de acordos de paz com os 
indígenas; 
 
a agricultura monocultora do café e o comércio com os espanhóis no Sul; 
 
a procura de metais preciosos e a escravização dos indígenas; 
 
 
 4a Questão (Ref.: 201307243699) 
Em 1570, o Estado português, juntamente com a Igreja católica, elaborou a primeira legislação indigenista, 
proibia a escravização dos índios e oficializava a catequese. Comprova-se que a partir de então, a relação entre 
colonos e jesuítas, já conturbada, piorou, para minimizar o conflito entre os dois grupos a coroa portuguesa 
criou: 
 
 
dois decretos que permitiam a escravidão indígena somente em caso de guerra justa ou 
resgate; 
 
uma lei que punia com rigor a todos os colonos que praticassem a escravidão indígena; 
 
uma espécie de divisão igualitária de nativos entre missionários e colonos; 
 
a seleção de comunidades indígenas que podiam ser escravizados. 
 
um sistema de aprceria entre colonos e religiosos na exploração da mão de obra indígena 
 
 
 5a Questão (Ref.: 201307243694) 
As leis portuguesas do século XVI são dúbias com relação aos indígenas, proíbem a escravização do indígena, 
mas ao mesmo tempo abrem essa possibilidade em caso de "guerra justa". Para os portugueses "guerra justa" 
significava: 
 
 
aquela no qual o indígena tomava a iniciativa de agressão contra o branco; 
 
a utilização da força para que esses povos pudessem participar do reino dos céus; 
 
o uso da violência na formação dos aldeamentos, evitando a ação dos jesuítas. 
 
o aprisionamento devido à necessidade vital de mão-de-obra; 
 
a ação missionária do jesuíta para ensinar os valores da sociedade branca; 
 
 6a Questão (Ref.: 201307243679) 
Durante o período colonial, o Estado português deu suporte legal a guerras contra povos indígenas do Brasil, 
sob diversas alegações; derivou daí a guerra justa, que fundamentou: 
 
 
uma espécie de "limpeza étnica", como se diz hoje em dia, para garantir o predomínio
Juninho
Juninho fez um comentário
não apareceu nada
0 aprovações
Marcia
Marcia fez um comentário
So dezá!!!!caiuu nada do q estudei valeuuuuuuuuuuiuuui
1 aprovações
Valeria
Valeria fez um comentário
A utilizacao do trabalho escravo foi uma das principais caracteristicas
0 aprovações
Carregar mais