A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
31 pág.
Phytoseiidae.pdf

Pré-visualização | Página 1 de 1

TAXONOMIA DE 
PHYTOSEIIDAE
Prof. Manoel Guedes C. Gondim Jr.
Universidade Federal Rural de Pernambuco
Ordens de Ácaros
Baseado na posição relativa do estigma
 Prostimata
 Base do Gnatossoma
 Mesostigmata
 Entre o 2º - 4º pares de pernas
 Metastigmata
 Após o 4º par de pernas
 Criptostigmata
 Base das pernas
 Astigmata
 Não apresentam
Características da Ordem 
Mesostigmata
 Estigma associado a peritrema entre as 
coxas II e IV;
 Tarso do palpo com apotele dividido na 
região interno proximal;
 Sem órgãos sensoriais.
 Estigma associado a peritrema 
entre as coxas II e IV
Tarso do palpo com apotele
dividido na região interno proximal;
Apotele
Características de Phytoseiidae
 Menos de 24 pares de setas dorsais.
 Escudo dorsal não dividido(exceto Macroseius);
 Ventralmente apresenta os escudos:
 Esternal
 Genital
 Ventrianal
 Espermateca visível (vesícula, cérvix, átrio, duto 
maior, duto menor).
Diferenças entre a Família Phytoseiidae de outras 
famílias de Gamasina Parasitiae
 Menos de 24 pares de setas dorsais;
 Escudo dorsal inteiro (exceto Macroseius).
Phytoseiidae Ascidae
Escudos ventrais de Phytoseiidae
REPRODUÇÃO
PSEUDOARRENOTOQUIA
CICLO DE VIDA
LARVA
PROTONINFA
DEUTONINFA
ADULTO
OVO
Hábitos Alimentares de Phytoseiidae
Tipo I. Especialistas em ácaros do gênero Tetranychus
Tipo II. Especialistsa em tetraniquídeos (densa teia)
Tipo III. Generalistas 
Tipo IV. Especialistas em pólen 
Generalistas
•Tetraniquídeos
•Tenuipalpídeos 
•Tarsonemídeos 
Mc Murtry et al .(1997)
•Eriofídeos 
•Exsudatos açucarados
•Pólen 
Phytoseiidae
Phytoseiidae
Amblyseinae Phytoseiinae Typhlodrominae
• Não apresenta s6 e
z3
• Apresenta s6 e/ou
z3;
• Não apresenta Z1,
S2, S4 e S5.
• Apresenta s6 e/ou
z3;
• Apresenta pelos
menos uma das
setas Z1, S2, S4 ou
S5.
Diversidade de Espécies de Phytoseiidae0
200
400
600
800
1000
1200
1400
1600
Subfamília
Amblyseinae Phytoseinae Typhlodrominae
Diversidade de Espécies de Phytoseiidae, 
no Brasil
Controle Biológico Clássico
Ácaro verde da mandioca
Mononychellus tanajoa
Typhlodromalus manihoti
Typhlodromalus aripo
Ácaro vermelho do tomateiro
Tetranychus evansi
Phytoseiulus longipes
Ácaro da necrose do coqueiro
Aceria guerreronis
Neoseiulus baraki
Neoseiulus paspalivorus
Ácaro vermelho das palmeiras
Raoiella indica ?
Controle Biológico Clássico
Ácaro vermelho do tomateiro
Ácaro vermelho do tomateiro
Provável 
centro de 
origem
1530
ORIGEM DO COQUEIRO
Locais de coleta de ácaros predadores associados com 
A. guerreronis no Estado do Pará e Nordeste
Localidade
(Lawson et al. 
2007)
Principais Espécies de Ácaros Predadores em 
Coqueiro no Brasil
Neoseiulus paspalivorus
Neoseiulus baraki
Proctolaelaps bickleyi
Proctolaelaps bulbosus
Amblyseius largoensis
Euseius alatus
Neoseiulus recifensis
Amblyseius spp.
Euseius spp.
Iphiseiodes zuluagai
Neoseiulus spp.
Typhlodromips spp.
Frutos Folhas
Reis et al.(2006), Lawson-Balagbo (2007) Gondim Jr.(2000), Navia (2004)
MORFOLOGIA DOS ÁCAROS 
PREDADORES
HABITAT DE Aceria 
guerreronis
PERIANTO
Morfologia de Predadores e as Implicações no 
Controle de Aceria
N. baraki e N. paspalivorus Amblyseius spp.
(Aratchige 2007)
Controle Biológico Natural
Ácaro da leprose dos citros
Brevipalpus phoenicis
Euseius citrifolius
Euseius concordis
Iphiseiodes zuluagai
Ácaro da falsa ferrugem dos 
citros Phyllocoptruta oleivora
Euseius concordis
Euseis citrifolius
Ácaro da mancha anelar do 
cafeeiro
Brevipalpus phoenicis
Amblyseius herbicolus
Euseius spp.
Iphiseiodes zuluagai
Ácaro da leprose dos citros
Ácaro da falsa ferrugem dos citros
Controle Biológico Artificial
Ácaro vermelho europeu
Panonychus ulmi
Neoseiulus californicus
Ácaro rajado
Tetranychus urticae
Neoseiulus californicus
Phytoseiulus macropilis

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.