A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
47 pág.
Apostila Agrobusiness

Pré-visualização | Página 3 de 12

e da Confecção do Balanço Patrimonial. 
 Contabilidade Agribusiness 
_________________________________________________________________________ 
7
O raciocínio que se deve utilizar aqui é o mesmo utilizado para a colheita agrícola. Nesse 
caso, todavia, o bezerro será o “fruto”, o produto final que valoriza o patrimônio da 
empresa. 
Logicamente, as empresas que não planejam períodos de nascimentos terão dificuldades na 
fixação do mês de encerramento, porquanto os nascimentos se espalham ao longo do ano. 
Mesmo assim, existirá uma concentração de nascimentos que determinará o mês do término 
do exercício social. 
 
4- FORMA JURÍDICA DE EXPLORAÇÃO NA AGROPECUÁRIA 
4.1. Pessoa Física X Pessoa Jurídica 
Na atividade rural encontramos as duas formas jurídicas possíveis de exploração, com 
bastante freqüência: pessoa física e pessoa jurídica. 
Pessoa física é a pessoa natural, é todo ser humano, é todo indivíduo (sem nenhuma 
exceção). A existência da pessoa física termina com a morte. 
Pessoa Jurídica é a união de indivíduos que, por meio de um trato reconhecido por lei, 
formam um nova pessoa, com personalidade distinta da de seus membros. As pessoas 
jurídicas podem ter fins lucrativos (empresas industriais, comerciais etc.) ou não 
(cooperativas, associações culturais, religiosas etc.). Normalmente, as pessoas jurídicas 
denominam-se empresas. 
As pessoas físicas tidas como pequenos e médios produtores rurais não precisam, para fins 
do Imposto de Renda, fazer escrituração regular em livros contábeis e podem utilizar 
apenas um livro caixa e efetuar uma escrituração simplificada. 
Todavia, as pessoas físicas tidas como grande produtor rural serão equiparados às pessoas 
jurídicas para fins fiscais. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Contabilidade Agribusiness 
_________________________________________________________________________ 
8
4.2 Associação na exploração da atividade agropecuária 
Nas explorações agropecuárias, encontram-se dois tipos de investimentos: 
- ___________________________: terra, edifícios e edificações rurais, benfeitorias e 
melhoramentos na terra, cultura permanente, pastos etc. São todos os recursos vinculados à 
terra, e dela não retiráveis. O capital fundiário, na agropecuária, representa aquilo que nas 
indústrias transformadoras corresponde aos edifícios e seus anexos; 
- ____________________________ ( capital operacional ou capital de trabalho): gado 
para reprodução, animais de trabalho, equipamento do negócio, trator etc. É o instrumental 
necessário para o funcionamento do negócio. Esse capital pode ser permanente (não se 
destina à venda, de vida útil longa), ou circulante, ou de giro (recursos financeiros e valores 
que serão transformados em dinheiro ou consumidos a curto prazo). 
Observam-se também duas personalidades economicamente distintas nas associações dos 
capitais fundiário e de exercício na atividade agropecuária; 
- o proprietário da terra, que participa no negócio com o capital fundiário; 
- o empresário, que participa com o capital de exercício, explorando o negócio 
agropecuário independentemente de ser ou não o proprietário da terra. 
A partir das combinações dessas duas personalidades, observam-se as formas de associação 
nas explorações agropecuárias enumeradas a seguir. 
 
4.2.1 Empresário agropecuário com a propriedade da terra 
Nesse caso, somam-se os capitais fundiário e de exercício, isto é, o proprietário da terra 
também utiliza, na condução do negócio agropecuário. O proprietário investe em capital de 
exercício e administra seus negócios. 
 
4.2.2 _________________________ 
Ocorre parceria quando o proprietário da terra contribui no negócio com o capital fundiário 
e o capital de exercício, associando-se a terceiros em forma de parceria. A parceria pode ser 
à meia ( o lucro da colheita é dividido, metade ao proprietário e metade ao parceiro), à terça 
parte (2/3 para o proprietário e 1/3 para o parceiro, à quarta parte etc). 
 
4.2.3 ____________________________ 
Quando o proprietário da terra aluga seu capital fundiário (dificilmente aluga o capital de 
exercício) por determinado período a um empresário, tem-se o que se chama de Sistema de 
Arrendamento. O arrendador recebe do arrendatário uma retribuição certa, que é o Aluguel. 
 
4.2.4 ______________________________ 
Empréstimo gratuito em virtude do qual uma das partes cede por empréstimo, para que se 
use pelo tempo e nas condições preestabelecidas. Nesse caso, o proprietário cede seu 
capital sem nada receber do comodatário. 
 
4.2.5 Condomínio. 
É a propriedade em comum, ou copropriedade, em que os condôminos proprietários 
compartilham dos riscos e dos resultados, da mesma forma que a parceira, na proporção da 
parte que lhes cabe no condomínio. 
 
 
 Contabilidade Agribusiness 
_________________________________________________________________________ 
9
 
UNIDADE II - FLUXO NA ATIVIDADE AGRÍCOLA 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
1 – CULTURAS TEMPORÁRIAS 
No que tange à Contabilidade Agrícola, devemos considerar basicamente o tipo de cultura 
existente: _______________________ ou _______________________________ (perene). 
Culturas temporárias são aquelas sujeitas ao replantio após a colheita. Normalmente, o 
período de vida é curto. Após a colheita, são arrancadas do solo para que seja realizado 
novo plantio. Exemplos: soja, milho, arroz , feijão, batata, legumes... Esse tipo de cultura é 
também conhecido como anual. 
Esses produtos são contabilizados no Ativo Circulante, como se fossem um “Estoque em 
Andamento” numa indústria. Dessa forma, todos os custos serão acumulados numa 
subconta com título especifico da cultura em formação (arroz, ou trigo, ou alho, ou cebola, 
ou...) da Conta “Culturas Temporárias”. Os custos que compõem esta rubrica são: 
sementes, fertilizantes, mudas, demarcações, mão-de-obra, encargos, energia elétrica, 
encargos sociais, combustível, seguro, serviços profissionais, inseticidas, depreciação de 
tratores e outros imobilizados na cultura em apreço. 
Observe-se que, em se tratando de uma única cultura, todos os custos se tornam diretos à 
cultura, sendo apropriados diretamente. Todavia, existindo várias culturas, fato que ocorre 
com maior freqüência, há a necessidade do rateio dos custos indiretos, proporcional a cada 
cultura. 
 
1.1 Custo X despesa 
 Contabilidade Agribusiness 
_________________________________________________________________________ 
10
O termo custo significa a compensação (recuperação) que os donos dos fatores de 
produção, devem receber para que continuem a produzir estes ou mesmo outros produtos 
agrícolas. Os custos se classificam em: 
a) Custos fixos, 
b) Custos variados, 
Custos Fixos: Descrição: É composto pela soma de todos os custos que permanecem 
inalterados, em termos físicos e de valor, independentemente do volume de produção, e 
dentro de um intervalo relevante. Ou seja, os custos fixos são aquelas despesas que você 
terá de custear, independentemente de alternativas de produção. É claro que esse conceito 
não pode ser aplicado dessa forma, sem a consciência de que os conceitos de custos fixos 
variáveis estão sempre relacionados aos conceitos de curtos e longos prazos. 
Um custo é fixo quando, em curto prazo não poderá ser alterado. E um custo é variável 
quando as diferentes alternativas de produção levarão os diferentes comportamentos