A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
Tabela de Musculos

Pré-visualização | Página 1 de 8

Apostila elaborada pela Profa. Isabel de Camargo Neves Sacco 2001 
Cinesiologia 
1
REVISÃO DE ANATOMIA PARA ANÁLISE DE MOVIMENTO 
ESTUDO DOS MÚSCULOS EM GERAL 
 
LOC. - Localização do músculo OR. - Origem do músculo 
INS. - Inserção do músculo T.M. - tipo do músculo 
ART. - articulação relacionada AÇÃO - ação determinada pelo músculo 
INERV. - inervação 
 
PESCOÇOPESCOÇO 
 
11 ESPLÊNIO DA CABEÇA ESPLÊNIO DA CABEÇA (2a camada) 
LOC.LOC. Profundamente ao esterno-cleido-mastoideo, recoberto pelo trapézio 
OR.OR. Metade inferior do lig. nuca e proc. Espinhosos cervicais inferiores e torácicas T1 a T6 
INS.INS. Face lateral do processo mastóide e no terço lateral da linha nucal superior 
T.M.T.M. Fibras perpendiculares ao trapézio 
ART.ART. Pescoço 
AÇÃOAÇÃO Fletem lateralmente e rodam a cabeça e pescoço para o mesmo lado 
INERV.INERV. Ramos dorsais dos n. cervicais inferiores 
 
22 ESTERNOCLEIDOMASTESTERNOCLEIDOMAST OIDEOOIDEO 
LOC.LOC. Principal ponto de referência do pescoço, divide a face lateral do pescoço em trígonos anterior e posterior 
OR.OR. face anterior do manúbrio do esterno, face superior do terço medial da clavícula 
INS.INS. Processo mastóideo e linha nucal superior 
TT.M..M. 2 cabeças 
ART.ART. pescoço 
AÇÃOAÇÃO Podem estender a cabeça se for estendida primeiro pelos pós vertebrais; flexão da cabeça, unilateralmente: 
flexão lateral da cabeça, a face é rodada para o lado oposto. 
INERV.INERV. n. acessório (XI par craniano) 
 
33 ESCALENO ESCALENO ANTERIOR E MÉDIOANTERIOR E MÉDIO 
LOC.LOC. Anterior: recoberto esternocleido, n. frênico passa por cima do anterior 
OR.OR. Anterior: Proc transversos de C3 a C6 
Médio: Proc transversos de C1 a C5 
INS.INS. Face superior da 1a costela 
T.M.T.M. Oblíquos 
ART.ART. Pescoço 
AÇÃOAÇÃO Flexão anterior e lateral cervical, endireitam a cabeça do lado que estão, eleva a 1a costela 
INERV.INERV. Ramos ventrais dos n. espinhais cervicais 
 
 
DORSODORSO 
 
44 TRAPÉZIO TRAPÉZIO (1a camada) 
LOC.LOC. r. superior e posterior do tórax, recobre o levantador da escápula 
OR.OR. Protuberância occipital externa, linha nucal superior, ligamento da nuca, procs. espinhosos C7 – T12 
INS.INS. Espinha da escápula e acrômio, terço lateral clavícula 
T.M.T.M. laminar triangular, largo, superficial, plano 
ART.ART. Escápulo-umeral 
AÇÃOAÇÃO Eleva, retrai e roda a escápula, as fibras sup. elevam, as médias retraem e inferiores abaixam; fibras sup. e 
inf. fazem rotação superior da escápula 
INERV.INERV. Raiz espinhal do n. acessório (XI par craniano) e n. cervicais – ramos ventrais (C3 – C4) 
 
55 GRANDE DORSAL GRANDE DORSAL (1a camada) 
LOC.LOC. Metade inferior do dorso 
OR.OR. Procs. espinhosos das 6 últimas vértebras torácicas, fáscia toraco-lombar, crista ilíaca, 3 - 4 últimas costelas 
INS.INS. sulco intratubercular do úmero 
T.M.T.M. Em forma de leque, largo e grande, fibras ascendentes de medial para lateral 
ART.ART. Coluna vertebral e escápulo-umeral 
AÇÃOAÇÃO Estende e aduz úmero, roda-o medialmente (traciona o braço e ombro; abaixa o ombro) 
INERV.INERV. n. toracodorsal (ramo ventral, C6, C7 e C8) 
 
 
Apostila elaborada pela Profa. Isabel de Camargo Neves Sacco 2001 
Cinesiologia 
2
 
66 ROMBÓIDE MENOR E MAIROMBÓIDE MENOR E MAIOR OR (2a camada) 
LOC.LOC. Recoberto pelo trapézio (entre escápula e col. vertebral), r. superior 
OR.OR. Menor: lig. nuca a procs. espinhosos das C7-T1 
Maior: proc. espinhosos das T2 a T5, ligamentos supraespinhais 
INS.INS. Borda medial da escápula a partir do nível da espinha até o ângulo inferior 
TT.M..M. largo, quadrangular, paralelogramo oblíquo, fibras paralelas 
ART.ART. Escápulo-umeral 
AÇÃOAÇÃO Retrai a escápula, e roda para abaixar a cavidade glenóide, fixa a escápula à parede torácica. 
INERV.INERV. n. dorsal da escápula (ramo ventral de C4 e C5) 
 
77 LEVANTALEVANTA DOR DA ESCÁPULA DOR DA ESCÁPULA (2a camada) 
LOC.LOC. Profundamente ao trapézio e ao esterno-cleido-mastoideo, acima rombóide menor 
OR.OR. Tubérculo posterior dos procs. transversos das vértebras C1-C4 
INS.INS. Parte superior da borda medial da escápula 
T.M.T.M. 
ART.ART. Escápulo-umeral 
AÇÃOAÇÃO Eleva a escápula e roda sua cavidade glenóide para baixo através da rotação da escápula 
INERV.INERV. n. dorsal escápula (C5) e ramo ventral de (C3 e C4) n. cervicais 
 
88 SERRÁTIL POSTERIOR SSERRÁTIL POSTERIOR S UPERIOR E INFERIOR UPERIOR E INFERIOR (2a camada) 
LOC.LOC. superior: junção do pescoço com dorso, abaixo rombóide maior 
inferior: na junção das regiões torácica e lombar, abaixo grande dorsal 
OR.OR. Superior: parte inferior do lig. Nuca, procs. espinhosos das vértebras C7 a T3 
Inferior: procs. espinhosos T11 a L2 
INS.INS. Superior: borda superior das costelas, junto ao ângulo (2a à 5a) 
Inferior: bordas inferiores das costelas (4 últimas) 
T.M.T.M. m. inspiratórios planos. Projetam-se das vértebras para costelas, 
ART.ART. Escápulo-umeral 
AÇÃOAÇÃO Superior: eleva 4 costelas superiores, aumentando o diâmetro do tórax, elevando esterno 
Inferior: abaixa costelas inferiores, evitando que sejam puxadas superiormente pelo diafragma 
INERV.INERV. Superior: n. dorsal da escápula (ramo ventral de C5), ramos ventrais de C8 e de T1 a T5 
Inferior: n. tóracodorsal (ramos ventrais de C6 a C8) e ramos ventrais de T9 a L4 
 
99 ERETOR DA ESPINHA IERETOR DA ESPINHA ILIOCOSTAL, DORSAL LOLIOCOSTAL, DORSAL LO NGO, ESPINHAL NGO, ESPINHAL (3a camada) 
LOC.LOC. Forma uma saliência para cada lado da coluna 
OR.OR. Iliocostal: ângulo das 6 costelas inferiores 
Dorsal longo: procs. espinhosos lombares, crista sacral medianafáscia toracolombar 
Espinhal: proc. Espinhosos cervicais e torácicos 
INS.INS. Iliocostal: ângulo das costelas superiores e proc. Transversos de C4 a T6 
Dorsal longo: procs. transversos torácicos e cervicais 
Espinhal: proc. Espinhosos cervicais e torácicos altos 
T.M.T.M. Longa cadeia muscular 
ART.ART. Coluna vertebral e pescoço 
AÇÃOAÇÃO Bilateralmente: estendem cabeça e parte os todo coluna vertebral, unilateralmente: estende e flete lateralmente 
a coluna vertebral 
INERV.INERV. Ramo dorsal do n. espinhal (torácicas, lombares e cervicais) 
 
99 SEMISEMI --ESPINHAL DA CABESPINHAL DA CAB EÇA EÇA (camada profunda) 
LOC.LOC. Recoberto pelo esplênio da cabeça, parte mais alta do complexo transverso transverso-espinhal 
OR.OR. Procs. transversos das vértebras T1 a T6 
INS.INS. Metade medial da área entre as linhas nucais superior e inferior do osso occipital 
T.M.T.M. Longo, paralelo à coluna, fibras longitudinais profundas 
ART.ART. Pescoço 
AÇÃOAÇÃO Bilateralmente: estendem região cervical; unilateralmente: roda e estendem-na para o lado oposto 
INERV.INERV. Ramos dorsais dos n. espinhais cervicais 
 
1010 SUBSUB--OCCIPITAIS OCCIPITAIS (camada profunda) 
 RETO POSTERIOR MAIORRETO POSTERIOR MAIOR E MENOR E MENOR 
LOC.LOC. Região sub-occipital, delimitam a região do trígono suboccipital, recobertos pelos músculos semi-espinhal da 
cabeça e esplênio da cabeça 
OOR.R. Maior: borda posterior do proc. Espinhoso de C2 
Menor: tubérculo posterior no arco posterior de C2 
INS.INS. Lado a lado no osso occipital abaixo da linha nucal inferior 
T.M.T.M. Maior: triangular 
Menor: curto, pequeno 
ART.ART. Pescoço 
AÇÃOAÇÃO Músculos posturais e auxiliam a rodar a cabeça para o mesmo lado. Bilateralmente: estender a cabeça na 
articulação atlantooccipital 
INERV.INERV. Ramo dorsal do 1o n. espinhal cervical 
Apostila elaborada pela Profa. Isabel de Camargo Neves Sacco 2001 
Cinesiologia 
3
 
 
1111 OBLÍQUO SUPERIOR E IOBLÍQUO SUPERIOR E I NFERIORNFERIOR 
OR.OR. Inferior: Face lateral do proc. Espinhoso da vértebra C2

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.