Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
Semana de Conhecimentos Gerais 2018-52 (Pedagogia)

Pré-visualização | Página 1 de 3

23/06/2018 Unicesumar - Ensino a Distância
1/9
SEMANA DE CONHECIMENTOS GERAIS - 2018B
Período:12/06/2018 22:30 a 01/07/2018 23:59 (Horário de Brasília)
Status:ABERTO
Nota máxima:1,00
Gabarito:Gabarito será liberado no dia 03/07/2018 00:00 (Horário de Brasília)
Nota ob�da:
1ª QUESTÃO
A tolerância pode ser analisada como traço da consciência e da personalidade humana, incluída na
racionalidade e na ética, o que significaria que os seres humanos possuem fortemente identidade e senso de
pertencimento. Por conta dessas duas características, os indivíduos conseguiriam se diferenciar do outro e,
ao mesmo tempo, dar sentido ao outro indivíduo com o qual estabelece contato e relacionamento, de modo
que aqueles humanos tolerantes, a partir da sua identidade e do seu pertencimento, seriam capazes de agir
de forma amistosa na convivência e dariam significados à agressão e à violência.
  
MOTTA, Ivan Dias da. A (In) Tolerância Social Na Sociedade de Consumo: reflexões sobre possível chaves
de compreensão. 2018.
 
 Assim, com base nesta informação, analise as asserções abaixo e a relação proposta entre elas.
 
I. A tolerância é algo presente na consciência e na personalidade humanas, sendo que mesmo possuindo
identidade e sentimento de pertencimento que se diferenciam uns dos outros, os humanos podem ser
tolerantes ao encontrar outros, diferentes de si.
  
 PORQUE
  
 II. Ao demonstrar tolerância, os humanos podem dar significado à ação, ao comportamento e presença de
outros indivíduos, podendo agir de forma amistosa. 
  
 A respeito dessas asserções, assinale a opção correta.
ALTERNATIVAS
As asserções I e II são proposições falsas.
A asserção I é uma proposição falsa e a II é uma proposição verdadeira.
A asserção I é uma proposição verdadeira e a II é uma proposição falsa.
As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma justificativa correta da I.
As asserções I e II são proposições verdadeiras e a II é uma justificativa correta da I.
2ª QUESTÃO
23/06/2018 Unicesumar - Ensino a Distância
2/9
Para o entendimento da concepção de identidade, segundo Hall (2005), é necessário diferenciar três
concepções de sujeito: o sujeito do iluminismo, o sujeito sociológico e o sujeito pós-moderno. O sujeito do
iluminismo estava baseado na concepção do humano como indivíduo “totalmente centrado, unificado,
dotado das capacidades de razão, de consciência e de ação”, cujo centro consistia num núcleo interior, que
emergia pela primeira vez quando o sujeito nascia e com ele se desenvolvia, ainda que permanecendo
essencialmente o mesmo – contínuo ou idêntico a ele – ao longo da existência do indivíduo. A noção de
sujeito sociológico rompe com a visão anterior, visto que essa refletia a complexidade do mundo moderno e
que o indivíduo não era auto-suficiente, mas sim, formado em contato com o outro. Assim, a identidade na
concepção sociológica é formada na interação “entre o eu e a sociedade”, de modo que nessa concepção a
identidade preenche o espaço interior e exterior entre o mundo pessoal e o mundo público. Já na
concepção de sujeito pós-moderno, o indivíduo não tem uma identidade fixa e permanente, pois o sujeito
assume identidades diferentes em momentos diferentes.
  
HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. São Paulo: Editora DP&A, 2005.
 
 Considerando as três concepções de identidade, associe as duas colunas, relacionando os tipos de sujeitos
com a definição correta.
 
(1) Sujeito sociológico           (  ) A identidade não é fixa e permanente.
 (2) Sujeito do Iluminismo       (  ) O indivíduo não é auto-suficiente, é formado no contato com o outro.
 (3) Sujeito pós-moderno        (  ) Indivíduo centrado, detentor das capacidades de razão.
 
A sequência correta desta classificação é:
ALTERNATIVAS
1, 2, 3.
2, 1, 3.
3, 1, 2.
2, 3, 1.
1, 3, 2.
3ª QUESTÃO
23/06/2018 Unicesumar - Ensino a Distância
3/9
Especialmente entre as décadas de 1970 e 1980, houve expressivo avanço no número de países nos quais
encontravam-se em vigência regimes democráticos, com destaque à América Latina e à África. Depois de
algumas décadas, com expansão das modalidades de participação, fortalecimento de instituições e garantias
de liberdades individuais e de manifestação de opiniões, nos últimos anos têm se tornado recorrentes
cenários de desenvolvimento de condições que contrariam príncipios democráticos, como a redução dos
mecanismos, espaços e políticas públicas voltadas ao atendimento das necessidades da população, o que
contrariaria consensos relacionados à qualidade do referido regime, tanto no Brasil quanto em países como
França e Estados Unidos, por exemplo.
 Diante deste contexto, analise as afirmações abaixo considerando V para Verdadeiro e F para Falso.
 
I. Um dos consensos em formação nos últimos 30 anos foi a opção de muitas sociedades nacionais pela
democracia.
 II. Um dos consensos democráticos é o estabelecimento da intolerância para alcançar o avanço de direitos
das minorias.
 III. A democracia é pautada pelo avanço nos direitos das minorias e por maior adesão a valores de
autoexpressão.
 IV. Ser intolerante garante o acesso às transformações que permitem o avanço da democracia, ainda que
seletiva.
   
 As afirmações I, II, III e IV são, respectivamente:
ALTERNATIVAS
V, F, V, F.
F, V, F, V.
V, V, F, F
F, F, V, V.
V, V, F, V.
4ª QUESTÃO
23/06/2018 Unicesumar - Ensino a Distância
4/9
O Banco Mundial, em um dos itens da proposta de reforma educacional, destaca a valorização, a
descentralização e a autonomia das instituições escolares por seus resultados. Uma perspectiva de
descentralização pode ser encontrada na Lei de Diretrizes e Bases (LDB). A LDB é um marco para a educação
brasileira, propôs mudanças significativas em relação às leis anteriores. O artigo 9º da LDB estabelece que a
educação infantil, ensino fundamental e médio devem ser estabelecidos em colaboração com os Estados, o
Distrito Federal e os municípios. Estes, por sua vez, nortearão os currículos e os conteúdos mínimos,
incluindo o processo de avaliação do rendimento escolar. Com este embasamento, o governo federal
elaborou a base nacional de parâmetros curriculares, que teve como objetivo oferecer uma referencial
curricular nacional. Mesmo com esse estabelecimento, é enfatizado um caráter flexível dessa proposta,
dando ênfase à descentralização, de modo que as escolas têm liberdade para elaborar seu projeto
pedagógico.
  
ATMANN, Helena. Influências do Banco Mundial no projeto educacional. São Paulo, 2002.
 
 Considerando o texto acima e a importância da Lei de Diretrizes e Bases e autonomia das instituições, a
seguir, analise as informações.
 
I. A Lei de Diretrizes e Bases foi responsável pela modificação de leis educacionais anteriores, sendo de
grande importância para a elaboração da base nacional curricular.
 II. A autonomia das instituições é fundamental para essas medirem seus resultados.
 III. É importante a dimensão de a escola ter liberdade, pois ela pode elaborar seu projeto pedagógico de
acordo com sua demanda.
 IV. A autonomia das instituições, de acordo com a LDB, é desnecessária, visto que todas as escolas devem
seguir o projeto pedagógico elaborado pela base, sem liberdade para alterações mais personalizadas.
 
É correto o que se afirma em:
ALTERNATIVAS
I e II, apenas.
I, II e III, apenas.
II e III, apenas.
II, III e IV, apenas.
I, II, III e IV.
5ª QUESTÃO
23/06/2018 Unicesumar - Ensino a Distância
5/9
Analisar as transformações culturais geradas pelas tecnologias e pelas mudanças na produção não é
uma responsabilidade exclusivas dos meios comunicacionais. Esses processos também estão relacionados ao
crescimento urbano. A expansão urbana é uma das causas que intensificaram a hibridação cultural. Essa
transformação pode ser observada
Página123