A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
30 pág.
simulado historiografia

Pré-visualização | Página 1 de 12

1a Questão (Ref.: 201308468914)
	
	Embora só possamos falar de Historiografia Brasileira após a independência do Brasil, no período colonial alguns cronistas e viajantes, nascidos na América ou Europeus, documentaram a vida na colônia e chegaram a escrever sobre a história da América portuguesa. Assinale a alternativa que indica corretamente um desses autores:
		
	
	Raimundo José da Cunha Matos
	
	Francisco Adolfo de Varnhagen
	 
	André João Antonil
	
	Januário da Cunha Barbosa
	
	Rodrigo de Souza da Silva Pontes
		
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201308365623)
	
	Sem dúvida o maior historiador que produziu durante o período colonial brasileiro foi Antonil, um jesuíta italiano. Ele viveu em Salvador, na Capitania da Bahia, de 1681 até a sua morte, em 1716. Antonil foi um observador com arguto senso histórico, atento em especial ao fenômeno econômico. Descreveu com notável embasamento histórico a realidade econômica da Colônia, identificando com destaque a:
		
	
	As práticas funerárias estabelecidas nas colônias
	
	A sexualidade indígena
	
	É um poeta, não pode ser considerado na História
	
	As guerras indígenas, sendo nosso primeiro cronista de guerra
	 
	Produção de açúcar e demais atividades econômicas
		
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201308477461)
	
	"PELA MAIOR PARTE SÃO BEM-DISPOSTOS, RIJOS E DE BOA ESTATURA; GENTE MUITO ESFORÇADA E QUE ESTIMA POUCO MORRER, TEMERÁRIA NA GUERRA E DE MUITO POUCA CONSIDERAÇÃO. SÃO DESAGRADECIDOS EM GRÃ MANEIRA, E MUI DESUMANOS E CRUÉIS, INCLINADOS A PELEJAR E VINGATIVOS EM EXTREMO". (GÂNDAVO, PERO DE MAGALHÃES DE. A PRIMEIRA HISTÓRIA DO BRASIL: HISTÓRIA DA PROVÍNCIA SANTA CRUZ A QUE VULGARMENTE CHAMAMOS BRASIL. RIO DE JANEIRO: JORGE ZAHAR EDITOR, 2004, PP. 134.) NA HISTÓRIA DA PROVÍNCIA SANTA CRUZ, DE PERO GÂNDAVO, A NATUREZA E O GENTIO OCUPAM MUITAS PÁGINAS. ESSA HISTÓRIA ESCRITA POR VOLTA DE 1573 CONSTA COMO UM DOS PRIMEIROS RELATOS SOBRE O BRASIL QUINHENTISTA.
SOBRE A ESCRITA DA HISTÓRIA DO BRASIL PODEMOS AFIRMAR:
		
	
	DIFERENTEMENTE DO QUE FOI APRESENTADO NA CARTA DE PERO VAZ DE CAMINHA, GÂNDAVO PRIVILEGIOU O ESTUDO DA NATUREZA E DOS INDÍGENAS PARA MELHOR COMPREENDER A TERRA.
	
	PREDOMINAVA ENTRE OS HISTORIADORES O MÉTODO CIENTÍFICO, ATRAVÉS DO QUAL O ESTUDO CRÍTICO DAS FONTES REVELARIA O PASSADO DO BRASIL.
	
	NÃO CONSIDERAMOS TAIS NARRATIVAS COMO RELATOS HISTORIOGRÁFICOS PORQUE AINDA NÃO EXISTIA PRODUÇÃO ACADÊMICA ORGANIZADA NA COLÔNIA.
	 
	OS RELATOS SOBRE O BRASIL COLONIAL, COMO O DE GÂNDAVO APRESENTAM UMA VISÃO ETNOCÊNTRICA DA HISTÓRIA E, ATÉ MESMO, DO ÍNDIO, REPRESENTADO À LUZ DA CULTURA EUROPEIA.
	
	ASSIM COMO NA CARTA DE PERO VAZ DE CAMINHA, GÂNDAVO PROCURAVA ENTENDER AS ESPECIFICIDADES DOS INDÍGENAS E DE SUA CULTURA PARA DEPOIS EFETIVAR A CONQUISTA DAS TERRAS.
		
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201308365616)
	
	Sobre os discursos históricos brasileiros até 1838, podemos afirmar que eram:
		
	
	Uma série de relatos dos historiadores ingleses que nos contam a memória do Brasil.
	
	Eram não-oficiais, produzidos em guetos de São Paulo e Maranhã, por autores desconhecidos.
	 
	Uma série de relatos deixados por cronistas, viajantes e missionários.
	
	Eram oficiais, feitos pela coroa portuguesa e publicados no Brasil.
	
	Uma única crônica deixada por José de Anchieta.
		
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201308365620)
	
	Um dos primeiros documentos históricos brasileiros, ainda que não tivesse este fim, é:
		
	 
	Carta de Pero Vaz de Caminha
	
	Crônicas tupinambás de Pe. Antônio Sardinha
	
	Cartas de José de Anchieta
	
	O tratado de Tordesilhas.
	
	Poema Navio Negreiro de Castro Alves
		
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201308365621)
	
	No século XVII, o poeta Gregório de Mattos Guerra, inaugurou outra forma de avaliar a sociedade brasileira, podendo ser considerado cronista da política da Bahia. Gregório analisou:
		
	 
	Aspectos da sociedade brasileira
	
	A Economia aurífera brasileira
	
	O autor era um poeta, não pode ser considerado em relatos históricos
	
	Aspectos da política portuguesa
	
	A Igreja Católica e defendeu a vinda do Tribunal da Inquisição
	 1a Questão (Ref.: 201308293959)
	
	Sobre a obra de Varnhagen marque a alternativa INCORRETA:
		
	
	Seu livro mais conhecido "HIstória Geral do Brasill" prima pela valorização do laços entre Brasil e Portugal.
	 
	O autor inovou ao inserir em sua narrativa historiográfica novos métodos voltados para a história da cultura do povo brasileiro.
	
	O autor possuía uma escrita historiográfica voltada aos anseios da elite brasileira, pois não escrevia sobre as contradições presentes ao longo do período do Império da História do Brasil.
	
	Varnhagem quis produzir uma verdade histórica sobre o Brasil e assim como os historiadores da escola metódica tratar os eventos tal como ocorreram.
	 
	O autor possuía uma historiografia tradicional e objetiva, baseada na narração de fatos e datas.
		 Gabarito Comentado.
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201308477481)
	
	EM 1838, O IHGB LANÇOU UM CONCURSO DE MONOGRAFIAS. COM O TÍTULO "COMO SE DEVE ESCREVER A HISTÓRIA DO BRASIL", O VENCEDOR FOI O ALEMÃO KARL P. VON MARTIUS, CUJA PROPOSTA LEMOS ABAIXO: "(...) QUALQUER QUE SE ENCARREGAR DE ESCREVER A HISTÓRIA DO BRASIL, PAÍS QUE TANTO PROMETE, JAMAIS DEVERÁ PERDER DE VISTA QUAIS OS ELEMENTOS QUE AÍ CONCORRERAM PARA O DESENVOLVIMENTO DO HOMEM. SÃO PORÉM ESTES ELEMENTOS DE NATUREZA MUITO DIVERSA, TENDO PARA A FORMAÇÃO DO HOMEM CONVERGIDO DE UM MODO PARTICULAR TRÊS RAÇAS, A SABER: A DE COR DE COBRE OU AMERICANA, A BRANCA OU CAUCASIANA, E ENFIM A PRETA OU ETIÓPICA. DO ENCONTRO, DA MESCLA, DAS RELAÇÕES MÚTUAS E MUDANÇAS DESSAS TRÊS RAÇAS FORMOU-SE A ATUAL POPULAÇÃO, CUJA HISTÓRIA POR ISSO MESMO TEM UM CUNHO MUITO PARTICULAR". (MARTIUS, KARL PHILIPP VON. COMO SE DEVE ESCREVER A HISTÓRIA DO BRASIL.)
SOBRE A ATUAÇÃO DO IHGB NA CONSTRUÇÃO DA NAÇÃO DURANTE O SEGUNDO REINADO E A PROPOSTA DE VON MARTIUS, A ÚNICA QUESTÃO QUE NÃO ESTÁ CORRETA É:
		
	
	O INSTITUTO CONTRIBUIU PARA A CONSTRUÇÃO DA IDEIA DE NAÇÃO ATRAVÉS DA ESCRITA DE UMA HISTÓRIA QUE APRESENTASSE MOMENTOS PASSADOS DECISIVOS PARA A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE COLETIVA.
	
	A PROPOSTA DE ESCRITA DA HISTÓRIA DO BRASIL ELABORADA POR VON MARTIUS FUNDOU UMA INTERPRETAÇÃO DA FORMAÇÃO DO POVO BRASILEIRO A PARTIR DA MESTIÇAGEM.
	
	O MODELO DE ESCRITA DA HISTÓRIA COMO "MESTRA DA VIDA" AINDA ERA PREDOMINANTE NO INSTITUTO, QUE INCENTIVAVA A NARRATIVA DE UMA HISTÓRIA HEROICA E EXEMPLAR.
	
	"SOB AS ASAS DO IMPERADOR" O IHGB FOI RESPONSÁVEL PELA CONSTRUÇÃO DE UMA HISTÓRIA QUE LEGITIMAVA A MONARQUIA INSTITUÍDA ATRAVÉS DA VALORIZAÇÃO DA COLONIZAÇÃO PORTUGUESA.
	 
	NA PROPOSTA DE INTERPRETAÇÃO DA HISTÓRIA DO BRASIL APRESENTADA POR VON MARTIUS, AS TRÊS RAÇAS OCUPAVAM O MESMO NÍVEL DE IMPORTÂNCIA NA COMPOSIÇÃO DO POVO BRASILEIRO E POR ISSO É RELACIONADA AO "MITO DA DEMOCRACIA RACIAL" NO BRASIL.
		 Gabarito Comentado.
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201308273218)
	
	Leia o fragmento a seguir: A preocupação com uma história que tomasse a idéia de um passado nacional aparece de forma mais clara o surgimento do IHGB. A monografia de Von Martius permite mais claramente visualizar as reais intenções do Império e perceber como nossa história oficial foi organizada de acordo com os interesses de D. Pedro II e de sua elite durante o século XIX. Sobre esse tema, marque a firmativa correta:
		
	
	A criação do IHGB vem atender os interesses de D. Pedro II e do partido conservador brasileiro que pretendiam a construção
	
	Von Martius, em sua obra, coloca o Brasil uma posição de igualdade em relação as outras nações latinas e de pertencimento a esfera da civilização americana

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.